Top MHD | As 10 Melhores Séries de Super-Heróis

 

Aproveitando o lançamento iminente da aguardada nova série da Netflix, Jessica Jones, decidimos criar uma lista das melhores séries de super-heróis de todos os tempos.

As regras de elegibilidade são simples: admitem-se todas as séries do passado e do presente desde que sejam sobre super-heróis e não sejam de desenhos animados. Com um pouco de sorte, esta lista terá que ser alterada em breve, mais precisamente a partir do dia 20 deste mês, dia previsto da estreia de Jessica Jones. Até então, fiquem com a lista das melhores séries de super-heróis de todos os tempos:

 10. Wonder Woman (1975-1979) ABC/CBS

wonder-woman-tv
Um verdadeiro clássico da televisão dos anos setenta, esta série não é só uma boa ficção televisiva, é acima de tudo um dos grandes monumentos da cultura popular dessa década assim como um ícone feminista de um tempo em que as mulheres não tinham grande cabida no mundo dos super-heróis e mesmo da ficção em geral (as coisas parecem não ter mudado assim tanto desde essa época). Hoje em dia esta série pode parecer um pouco antiquada no que diz respeito ao aspecto visual e à acção, mas continua a ser uma versão mais do que respeitável de um dos grandes ícones da cultura popular e, pelo menos até a estreia do novo filme da Mulher-Maravilha, continuará a ser a única versão da sua história no mundo do cinema e da televisão.

 9. The Incredible Hulk (1978-1982) CBS

the incredible hulk edited
Antes da estreia relativamente recente de Agents of S.H.I.E.L.D., The Incredible Hulk era a única série de renome baseada nesse universo, e continua a ser, ainda hoje, um verdadeiro marco da cultura popular do final dos anos setenta e princípio dos anos oitenta. Lou Ferrigno, um dos grandes fisioculturistas da época, interpretava o “homem verde”, enquanto Bill Bixby interpretava o Dr. Banner. Tal como Wonder Woman, esta série pode não ter os melhores efeitos visuais, mas é capaz de propiciar ainda várias horas de bom entretenimento para os telespectadores, principalmente para os fãs do gigante verde.

8. The Flash (1990-1991) CBS

flash antiga editada

Apesar da nova versão de The Flash estar a ter algum sucesso com o público, nós decantamo-nos pela velha que, apesar de só ter durado uma temporada, apresentou uma versão bastante mais sombria do personagem. Embora a nova série tenha efeitos especiais muito melhores, a velha supera-a tanto em termos de argumento como em termos da caracterização do mundo retratado, com os seus heróis e inúmeros e vilões. (Obviamente, trata-se de uma escolha algo subjectiva, o que é que vocês acham, preferem a velha ou a nova versão? Podem dar-nos a vossa opinião nos comentários.) Seja como for, vale a pena destacar que há uma certa continuidade entre as duas séries, sendo que o actor que interpretou o Flash nos anos noventa, John Shipp, interpreta o pai de Barry Allen na nova versão.

7. Agent Carter (2015-Presente) ABC

agent-carter-edited

Agent Carter estreou no começo deste ano e, após atingir um nível de sucesso moderado, foi renovada para a segunda temporada, que deverá chegar aos nossos ecrãs nos primeiros meses do próximo ano. Embora não se trate de uma grande obra prima, Agent Carter é capaz de prover-nos com bom entretenimento, aliando uma série de outros géneros à ficção super-heróica, principalmente o género da espionagem, lembrando bastante o registo da sua série “irmã” Agents of Shield, assim como os filmes de Capitão América dos quais Agent Carter é uma espécie de spin-off.

Esta é uma série que vale a pena consultar, principalmente para os fãs do universo cinematográfico da Marvel, que certamente poderão associar vários acontecimentos e personagens desta história ao complexo universo do qual faz parte. Agent Carter deverá apelar igualmente de forma especial  às telespectadoras, já que, num mundo de heróis masculinos, a valente agente Britânica oferece um modelo de heroísmo feminino que não é muito comum no mundo da ficção.

6. Lois & Clark: The New Adventures of Superman (1993-1997) ABC

lois-clark-edited

Lois & Clark está longe de ser a série definitiva do Super-Homem, o rei dos super-heróis, no entanto, nos anos noventa, esta foi a melhor encarnação do personagem no âmbito do cinema e da televisão. (Se excluirmos a versão animada Superman: The Animated Series, isto é, já que está fora do campo abarcado por esta lista.) Apesar das claras limitações impostas por um orçamento televisivo e de um foco excessivamente romântico, como o próprio nome indica, esta série proporcionou-nos várias aventuras entusiasmantes envolvendo o grande herói e o seu grande amor Lois Lane, que não deixa de ser, ela própria, uma personagem icónica da cultura popular moderna.

5. Smallville (2001-2011) WB/CW

smallville_edited

O Super-Homem não ficou muito tempo fora do pequeno ecrã depois do final de Lois & Clark em 1997. Smallville, que começou no canal WB em 2001 e depois passou para o seu sucessor, o CW, em 2006, narra a “história de origem” do homem de aço, dos seus inícios na pequena cidade tipicamente Americana Smallville, até aos seus primeiros tempos como repórter na grande Metropolis, onde viria a passar grande parte da sua vida adulta e ficaria conhecido como o maior super-herói do mundo.

Apesar de alguns problemas, Smalville era uma série bastante divertida, principalmente nas suas primeiras temporadas. Os últimos anos, com a história a desenrolar-se já em Metropolis, e com a série a passar no CW, foram algo piores mas, no global, Smallville foi bem sucedida em contar de forma interessante e envolvente a origem do mito. O sucesso considerável desta série, que ficou uma década inteira no ar, serviu sem dúvida de incentivo para a criação das séries actuais de super-heróis do canal CW, assim como da série Gotham da Fox, uma espécie de Smallville versão Batman, e de Supergirl, uma espécie de Smalville versão femininaque acaba de estrear na CBS.

4. Batman (1966-1968) ABC

batman-1966-edited

“Holly smokes Batman!”. Ainda hoje há poucas séries de super-heróis tão divertidas, tão estranhas e com tanto estilo como esta jóia dos anos 60. Muito antes da Mulher-Maravilha ou do Incrível Hulk darem o salto para a televisão, o Homem-Morcego, juntamente com o seu fiel ajudante Robin, incendiaram o mundo do entretenimento com esta versão francamente esquisita, porém ótima, do cavaleiro das trevas.

Esta série, para quem ainda não a viu, é uma espécie de antítese perfeita do Batman de Miller e Nolan, essa figura sombria e torturada que vela de maneira brutal sobre uma cidade imersa no crime, na violência e no caos. O Batman dos anos 60 veste collants e possui um repertório imenso de frases icónicas e ridículas em partes iguais, constituindo uma caricatura do anti-herói que conhecemos hoje.

No entanto, a verdade é que, mesmo hoje, esta antiga série continua a ser bastante divertida. Pode não ser a versão definitiva da personagem, esse luxo cabe-lhe a Miller na BD e Nolan no cinema, mas tem certamente o seu valor como uma versão “light” da personagem assim como relíquia da cultura popular.

3. Misfits (2009 -2013) E4

misfits edited

A única série da lista que não é Americana, Misfits é também uma das melhores e mais originais séries de super-heróis alguma vez criadas. Esta obra constitui uma interpretação singular do género, sendo, no fundo, uma comédia negra com super-heróis. As personagens principais são delinquentes juvenis com poderes recém adquiridos e que passam a maior parte do tempo empenhados em actos de maneira alguma heroicos. Descrever Misfits é uma tarefa difícil, mas cabe destacar pelo menos que é uma saga de super-heróis pouco convencional que vale a pena consultar e que acrescenta o ponto de vista britânico a um género tradicionalmente monopolizado pelas produções de carácter norte-americano.

2. Heroes (2006-2010) NBC

heroestv edited

Heroes é um caso estranho. Depois de uma primeira temporada a todos os efeitos sensacional, a série começou a enveredar por um caminho descendente que resultou em temporadas cada vez piores até ao cancelamento da série quatro anos mais tarde. Recordar Heroes deixa portanto, inevitavelmente, um sabor agridoce nas bocas dos geeks do mundo inteiro, obrigados a apanhar com duas ou três temporadas medíocres para compensar uma primeira temporada magnífica.  Seja como for, e apesar do malogrado declive, Heroes continua a ocupar um lugar de destaque no Olimpo das grandes séries de super-heróis e por isso merece estar nos lugares cimeiros desta lista. Neste outono pudemos desfrutar do lançamento de Heroes Reborn, uma continuação da série original que introduziu novos heróis mas manteve a continuidade da história trazendo inclusive de volta alguns personagens da série original. Até agora Reborn tem conseguido manter o nosso interesse, embora ainda não esteja perto do nível altíssimo daquela primeira temporada mítica, mas com o tempo quem sabe…

1. Daredevil (2015 – Presente) Netflix

daredevil edited

No mundo das séries de super-heróis, há um antes e depois de Daredevil. A série da Netflix não precisou de mais de um quarto de hora para fazer esquecer totalmente (ou quase) a aberração que foi o filme com Ben Affleck no papel do demónio de Hell’s Kitchen. Apesar de fazer parte do universo cinematográfico da Marvel, Daredevil pouco está relacionada com este, aparte de algumas referências e ligações subtis com a história global do universo cinematográfico. A primeira temporada lida com a história de origem do herói,  podendo comparar-se em muitos aspectos ao filme Batman Begins, sobretudo devido às semelhanças entre os heróis assim como ao fato de se tratarem ambos de histórias de origem de vigilantes urbanos, e não constitui um exagero dizer que a primeira temporada de Daredevil não está muito abaixo do filme de Nolan. Basta dizer isto para quantificar o nosso enorme apreço por esta jovem série que não poderia estar senão na primeira posição desta lista. A segunda temporada de Daredevil promete igualmente horas de excelente televisão, principalmente tendo em conta que contará com a participação do Justiceiro Frank Castle, outro dos personagens favoritos da Marvel que até agora não havia tido a possibilidade de brilhar no seu universo cinematográfico.

Bruno Vargas

Cidadão do mundo, amante do cinema, da televisão, da banda desenhada, dos videojogos, da literatura, da história, da filosofia e da política. Acredito que o Fight Club é o melhor filme alguma vez feito, e que o Tarantino é o melhor realizador dos tempos modernos. O meu super-herói favorito é o Batman embora, se tivesse de escolher, preferisse sem dúvida ser o Super-Homem.

2 thoughts on “Top MHD | As 10 Melhores Séries de Super-Heróis

  • Eu concordo… Daredevil e’ bestial!

  • O novo The flash com certeza merecia estar nessa lista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *