TOP Séries 2015 by MHD | 9. Mad Men

 

 

<< 10. Vikings | 8. House of Cards >>

 

Mad Men finalizou em 2015 um legado criativo memorável marcado pelo suspense, surpresa, detalhe e subtileza (narrativa e visual) com que nos habituou.

Desde 2007 que Mad Men tem sido uma série televisiva de referência. Criada por Matthew Weiner e exibida na AMC, é actualmente considerada um dos melhores dramas televisivos de sempre, um historial justificado com as premiações que incluem 16 Emmys e 4 Globos de Ouro. Mad Men chegou ao fim na sétima temporada, encerrando o ciclo de produção que não apaga a sua marca afirmada no meio televisivo.

Vê também: Emmys 2015 | Game of Thrones, Veep, Olive Kitteridge e muitas surpresas

 

Mad Men

 

Lê ainda: Figura de Estilo | Mad Men. Promo para a Temporada 7

Mad Men dá título a uma produção que acompanha, durante os anos 60, o crescimento da agência publicitária americana Sterling Cooper e a vida pessoal e profissional das personagens que lá trabalham. O foco principal é Don Draper, o director criativo da agência, em torno do qual se constrói toda a linha narrativa da série, tanto no desenvolvimento das relações entre personagens como também no ambiente sócio-cultural em que estão inseridas. A sétima temporada não é excepção e promete surpresas no seio desta agência que mudará as perspectivas dos seus trabalhadores.

Lê Também:
AMC desafia fãs na Comic Con Portugal

Vê também: True Detective | Elisabeth Moss de Mad Men pode ser uma das protagonistas da 2ª temporada

É através desta autenticidade histórica e da construção das personagens, a nível escrito e interpretativo, que Mad Men atingiu o estatuto de excelência que o torna memorável. O seu final surge como um fantasma desta marca que a série pretende deixar, através da conclusão que dá aos capítulos de vida das personagens sem nunca perder o suspense, a surpresa, o detalhe e a subtileza (narrativa e visual) com que nos habituou ao longo de 8 anos. Tudo parece convergir para um final que não é forçado mas destinado, de tal forma que não parece um fim – antes um recomeço na dimensão imaginativa do espectador.

 

<< 10. Vikings | 8. House of Cards >>

 

Consulta também o Calendário de Séries Midseason 2016

 

Lê Também:
AMC desafia fãs na Comic Con Portugal

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *