White Boy Rick com Matthew McConaughey ganha primeiro trailer

Yann Demange regressa à realização com “White Boy Rick”, baseado em factos verídicos sobre o informador mais novo da história do FBI.

“White Boy Rick” é o segundo filme da autoria de Yann Demange, o cineasta que em 2015 nos surpreendeu com o thriller histórico, “71“. Demange pode não ter conseguido ficar com o 25º James Bond, mas parece que esta longa-metragem continuará a demonstrar o seu engenho para cenas de grande acção psicológica. Para fomentar o nosso interesse pelo filme temos Darren Aronofsky (“One Strange Rock”; “Mãe!“) enquanto produtor e Matthew McConaughey (“A Torre Negra“) como protagonista.

“White Boy Rick” conta a de Richard Wershe Jr., que na década 80 se tornou no informador mais jovem da história do FBI. O filme irá acompanhar Richard desde os 14 anos, quando iniciou o ‘trabalho’, até ser condenado a prisão perpétua aos 17 com 17 quilos de cocaína, provenientes do seu ‘segundo trabalho’ como traficante. McConaughey será o pai do adolescente, um operário fabril de Detroit, que luta diariamente para poder sustentar a sua família. Jennifer Jason Leigh (“Aniquilação“) desempenhará o papel da agente responsável pelo recrutamento de Richard. Já o jovem informador/traficante de droga será interpretado pelo estreante Richie Merritt.

Lê Também:
25 Grandes Duplas Ator-Realizador que ainda vais poder ver em 2018

Espera-se que o cineasta francês incida bastante a sua lente sobre a dinâmica pai-filho inerente à história, reafirmando o ângulo utilizado em “71”. A adaptação ao grande ecrã estará a cabo de Andy Weiss e Logan e Noah Miller. “White Boy Rick” contará ainda com a presença de Bel Powley, Brian Tyree Henry, Rory Cochrane, RJ Cyler, Jonathan Majors, Eddie Marsan, Bruce Dern, e Piper Laurie.

TRAILER | MATTHEW MCCONAUGHEY REGRESSA AO MUNDO DAS DROGAS EM WHITE BOY RICK

A longa-metragem chega às salas de cinema portuguesas a 8 de Novembro.

Inês Serra

Cresci a ir ao cinema, filha de pais que iam a sessões duplas...Será genético? Devoro livros e algumas séries. Fã incondicional do fantástico e do sci-fi. Gostaria de viver todos os dias com o mote Spielbergiano - "I dream for a living"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *