XXII Caminhos Film Festival: Uma Montra Portuguesa

A XXII edição dos Caminhos Film Festival começa amanhã, sábado 19 e vai até 26 de Novembro na cidade de Coimbra. Este festival de matriz universitária apresenta-se sem a exclusividade do ‘cinema português’ e mais abrangente na sua programação, que incluiu um ciclo de cinema catalão e filmes do mundo.

Refrigerantes e Canções de Amor

Os XXII Caminhos Film Festival abrem amanhã às 21h45 no Convento de Santa Clara-a-Nova, em Coimbra, com a melhor produção nacional de 2015/16, e com a estreia da curta-metragem Banho de Paragem, produzida no âmbito do curso de cinema ‘Cinemalogia’, cuja realização foi coordenada por Nuno Rocha. E depois com a apresentação de #Lingo, um filme de animação de Vicente Niro, que antecede a projecção da longa-metragem Refrigerantes e Canções de Amor, de Luís Galvão Teles, com argumento de Nuno Markl.

Vê trailer de Refrigerantes e Canções de Amor 

O júri oficial dos XXII Caminhos Film Festival é composto pelo maestro António Vitorino de Almeida, o escritor João Tordo, o crítico/blogger Paulo Peralta, a actriz Teresa Tavares, o actor Luís Gaspar, a actriz Rita Salema e a realizadora Margarida Leitão, que vão avaliar a principal secção competitiva do festival.

A Balada de Um Batráquio

A Selecção Caminhos, onde concorrem as principais obras produzidas em Portugal em 2015/16 e vão ser os responsáveis por atribuir o Grande Prémio do Festival, Melhor Longa e Curta- Metragem, Melhor Animação, Melhor Documentário e Prémio Revelação, bem como todas as categorias técnicas avaliadas nesta Secção Competitiva.

‘…a Selecção Caminhos, onde concorrem as principais obras produzidas em Portugal em 2015/16…’

O cinema português está obviamente em maioria na programação dos XXII Caminhos Film Festival, representado com 78 filmes. A Selecção Caminhos, representa as principais obras produzidas no último ano em Portugal onde se destacam as obras em estreia nacional:

Zeus

Zeus, de Paulo Filipe Monteiro e Eldorado, de Rui Eduardo Abreu, Thierry Besseling e Loïc Tanson, Cartas de Guerra, de Ivo M. Ferreira, Ascenção, de Pedro Peralta, Balada de um Batráquio, de Leonor Teles, A um Mar de Distância, de Pedro Magano, entre outras obras representativas do cinema português da actualidade.

O Amor é lindo

O festival apresenta ainda a Selecção Ensaios (nacionais e internacionais), com filmes produzidos em contexto académico e escolar. Destacam-se nesta secção, obras como A Instalação do Medo, de Ricardo Leite baseado na obra de Rui Zink que conta no elenco com Margarida Moreira, Nuno Janeiro e Cândido Ferreira; O amor é lindo… porque sim! de Vicente Alves do Ó e Ivan Coletti, uma comédia com os alunos da Escola de Actores (ACT), e nomes consagrados como Inês Patrício, Maria Rueff, João Maria, Carolina Serrão, Ana Brito e Cunha e Sílvia Rizzo. E também TURP, uma obra de Liliana Gonçalves e Francisco Neves, com José Fidalgo.

‘…Selecção Ensaios (nacionais e internacionais), com filmes produzidos em contexto académico e escolar.’

Os filmes da Selecção Ensaios serão exibidos ainda na cidade de Leiria no Teatro Miguel Franco e no m|i|imo – Museu da imagem em movimento, mas há a possibilidade de assistir alguns destes títulos nas reposições organizadas pelo festival.

XXII Caminhos Film Festival

A Selecção Caminhos Mundiais, secção não-competitiva do festival foi concebida com o apoio da Academia do Cinema Catalã (Catalan Film Academy), que todos os anos comemora os Prémios Gaudí, distinguindo os melhores filmes catalães do ano. A maioria destes filmes foi premiada ou esteve nomeada para estes prémios, inclusivamente para os prémios Goya, e percorreu alguns festivais.

‘…Selecção Caminhos Mundiais, secção não-competitiva do festival foi concebida com o apoio da Academia do Cinema Catalã…’

O festival apresenta ainda as secções paralelas Caminhos Séniores e Caminhos Juniores, com o objectivo de alcançar igualmente estes públicos específicos numa acção pedagógica que procura partilhar o gosto pelo cinema nos mais novos e nos idosos.

XXII Caminhos Film Festival

Os XXII Caminhos Film Festival realizam-se entre os dias 19 e 26 de Novembro, como habitualmente no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra e pela primeira vez na cidade de Leiria. E para quem tiver dificuldades em acompanhar todos os filmes, haverá reposições de alguns títulos de ambas as secções competitivas (Selecção Caminhos e Ensaios), nos Cinemas NOS do Alma Shopping, em Coimbra.

JVM

Lê Também:
Saia, Curta | Agenda Cultural Dezembro 2019

José Vieira Mendes

Jornalista, crítico de cinema e programador. Licenciado em Comunicação Social, e pós-graduado em Produção de Televisão, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. É actualmente Editor da Magazine.HD (www.magazine-hd.com). Foi Director da ‘Premiere’ (1999 a 2010). Colabora no blog ‘Imagens de Fundo’, do Final Cut/Visão JL , no Jornal de Letras e na Visão. Foi apresentador das ‘Noites de Cinema’, na RTP Memória e comentador no Bom Dia Portugal, da RTP1.  Realizou os documentários: ‘Gerações Curtas!?’ (2012);  ‘Ó Pai O Que É a Crise?’ (2012); ‘as memórias não se apagam’, ( 2014). Foi programador do ciclo ‘Pontes para Istambul’,(2010),‘Turkey: The Missing Star Lisbon’, (2012) Mostras de Cinema da América Latina 2010 e 2011, 'Vamos fazer Rir a Europa', 2014 e Mostra de Cinema Dominicano, 2014 e Cine Atlântico, Terceira, Açores. É o Director de Programação do Cine’Eco- Festival de Cinema Ambiental da Serra da Estrela desde 2012. É membro da FIPRESCI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *