O Adeus a Jonathan Demme (1944-2017)

Relembramos Jonathan Demme, um dos mais importantes realizadores do cinema contemporâneo de Hollywood, que faleceu ontem.

Jonathan Demme foi um dos mais importantes cineastas contemporâneos norte-americanos. A sua obra estende-se a uma variedade de registos estilísticos que é provável que assista a um dos seus filmes e não se perceba que realmente é dirigido por este vencedor do Óscar de Melhor Realizador pelo emblemático e assombroso O Silêncio dos Inocentes. Esta sua maior obra-prima, tornou-o nome de referência junto da academia e na cultura popular, afinal foi com ele que garantiu que Anthony Hopkins se tornaria Hannibal Lecter e Jodi Foster Clarice Starling, tendo sendo ainda adaptada pela NBC numa série com três temporadas.

Foi também este seu thriller, baseado no bestseller de Thomas Harris, o último filme da história da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas a conseguir aquele que é considerado como o “quinteto mágico” das estatuetas douradas: Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Ator, Melhor Atriz e Melhor Argumento. Desde então ainda nenhum filme conseguiu tal êxito.

FALECEU JONATHAN DEMME, CINEASTA DE O SILÊNCIO DOS INOCENTES (1991)

Jonathan Demme

Vê ainda: 10 séries que (infelizmente) terminaram em 2015 | Hannibal

Outro sucesso da sua carreira foi o filme Filadélfia (1993), responsável por lançar as carreiras de Denzel Washington e Tom Hanks (que obteria o seu primeiro Óscar) e por ter sido a primeira produção direccionada ao grande público a abordar a questão da SIDA. Demme era efetivamente um cineasta com um profundo olhar sobre as problemáticas sociais, a ver por exemplo, o seu primeiro filme A Gaiola das Tormentas (1974), sobre uma prisão para mulheres. Dirigiu, inclusive, Anne Hathaway em O Casamento de Rachel (2006), que valeu a primeira nomeação ao Óscar à atriz e que retratava os conflitos pessoais e familiares numa pequena localidade dos Estados Unidos. O gosto por temáticas mais ou menos espelho da realidade, foi também uma das razões que o fez mergulhar pelo mundo do documentário.

O seu trabalho nesta área foi marcado em particular pela sua relação com a música. Destacam-se, efetivamente Heart of Gold (2006) ou Stop Making Sense (1984), este último um importantíssimo filme de culto no que diz respeito aos filmes-concerto. Para mais, a sua última longa-metragem para cinema foi uma comédia de rock com Meryl Streep e Kevin Kline: Ricki e o Flash (2015). Em 2016 dirigiu o documentário de concerto Justin Timberlake + The Tennessee Kids. O seu último trabalho foi “Saddle Up Saturdays”, uma série e retrospectiva dos westerns que decorreu em março de 2017.

Jonathan Demme

Jonathan Demme, também passou por Portugal em 2015, no âmbito do Lisbon & Estoril Film Festival, que lhe dedicou uma retrospectiva. E por pouco não nos cruzamos com o cineasta, que acabou por não estar presente para a reposição do seu filme Neil Young: Heart of Gold (2006) por motivos de forte cansaço e esgotamento físico. O cineasta revelou, no entanto, numa das suas sessões à imprensa que deixava levar pelas suas histórias, que aparentemente lhe pareciam à frente do seu tempo e que seria isso a garantia de tão enorme sucesso junto do público.

Nascido em Baldwin, em Nova Iorque, Jonathan Demme deixa mais um vazio no mundo do cinema. Morreu na passada quarta-feira, 26 de abril, em Nova Iorque depois de problemas do foro cardíaco e do cancro no esófago, doença que lhe fora diagnosticada em 2010.

Demme deixa ainda a sua mulher, a artista Joanne Howard, com quem tivera 3 filhos.

Consulta também: Guia das Estreias de Cinema | Maio 2017

Virgílio Jesus

Era uma vez em...Portugal um amante de filmes de Hollywood (e sobre Hollywood). Jornalista e editor de conteúdos digitais em diferentes meios nacionais e internacionais, é um dos especialistas na temporada de prémios da MHD, adepto de todas as formas e loucuras fílmicas, e que está sempre pronto para dois (ou muitos mais!) dedos de conversa com várias personalidades do mundo do entretenimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *