Crédito editorial: Everett Collection / Shutterstock.com (ID: 185452241)

Anne Hathaway confessa ter recuperado a sua carreira após vencer o Óscar, graças a Christopher Nolan o seu anjo da guarda

Anne Hathaway está preparada para agradecer ao seu anjo, numa altura em que alcança mais de duas décadas de carreia.

A famosa atriz de “Ella Encantada” e “O Diário da Princesa” tem tido uma carreira rica, e recheada de personagens memoráveis e populares entre os fãs. No entanto, após a conquista do seu Óscar em 2013, com “Os Miseráveis“, Anne Hathaway deparou-se com um período de grande rejeição por parte das audiências, conhecido como “Hathahate”.

Lê Também:   Este grande filme ignorado pelos Óscares já estreou na Disney+

O fenómeno “Hathahate” fez-se sentir pela primeira vez durante a cerimónia dos Óscares de 2011, onde a atriz foi a apresentadora ao lado de James Franco (“Homem-Aranha“). A cerimónia foi considerada um desastre, e o público escolheu Hathaway como a principal responsável. A campanha contra a atriz continuou nos anos seguintes, principalmente após a estreia de “O Cavaleiro das Trevas Renasce“, onde deu vida a Catwoman, e com a sua vitória na categoria de Melhor Atriz Secundária nos prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Lê Também:   Depois de arrasar na Marvel, Scarlett Johansson está a caminho de um surpreendente novo projeto

No entanto, mesmo após integrar elencos de grande aclamação em “O Segredo de Brokeback Mountain“, “O Casamento de Rachel“, que lhe deu direito à sua primeira nomeação aos Óscares; e “O Diabo Veste Prada“, a atriz teve de lutar para conseguir novos papéis e manter a sua carreira no ativo. Apesar das dificuldades, a atriz tem uma boa ideia de como conseguiu manter a sua carreira viva mesmo com a oposição do público.




O ANJO DE ANNE HATHAWAY

Christopher Nolan oppenheimer Godzilla Minus One elogio
© Denis Makarenko via ShutterStock (ID: 1104452258)

Em 2013, após uma grande luta e falta de ofertas de trabalho, Hathaway conseguiu um novo papel de relevo, ao integrar o elenco de luxo de um novo e original épico espacial de Christopher Nolan (“Oppenheimer“). Segundo a atriz, foi a sua participação em “Interstellar” que manteve a sua carreira viva lhe deu uma segunda oportunidade para demonstrar o seu talento às audiências mundiais.

Numa entrevista à Vanity Fair a atriz afirmou que: “Muitas pessoas não me quiseram dar papéis porque estavam muito preocupadas com o facto de a minha identidade se ter tornado tóxica na Internet. Tive um anjo em Christopher Nolan, que não se importou com isso e me deu um dos papéis mais bonitos que já tive num dos melhores filmes de que já fiz parte”.

Lê Também:   Nova série do universo The Walking Dead chega em breve a Portugal

Hathaway reforçou a ideia dizendo: “Não sei se ele sabia que me estava a apoiar na altura, mas teve esse efeito. E a minha carreira não perdeu o ímpeto que poderia ter perdido se ele não me tivesse apoiado”. A atriz continuou “A humilhação é uma coisa muito dura de se passar. A chave é não deixar que isso nos feche. Temos de nos manter corajosos, e pode ser difícil porque pensamos: ‘Se eu me mantiver seguro, se me mantiver no meio, se não chamar demasiado a atenção para mim, não vai doer’. Mas se queres fazer isso, não sejas um ator. És um equilibrista. És um temerário. Está a pedir às pessoas que invistam o seu tempo, o seu dinheiro, a sua atenção e o seu carinho em si. Por isso, tens de lhes dar algo que valha todas essas coisas. E se não lhe custar nada, o que é que está realmente a oferecer?”.

TRAILER | A SEGUNDA COLABORAÇÃO DE HATHAWAY E CHRISTOPHER NOLAN

O que pensas da participação de Hathaway no filme de Nolan? Fazes parte do grupo de pessoas que odeia a atriz?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *