Chadwick Boseman como Black Panther © 2017 - Disney/Marvel Studios

Black Panther: Wakanda Para Sempre | O adeus a Chadwick Boseman

Chadwick Boseman criou um legado na MCU como o icónico, carismático e cativante Black Panther. Seis anos depois, o último adeus com um tributo. Com “Black Panther: Wakanda Para Sempre”, as audiências mundiais preparam-se para uma última homenagem ao eterno Rei T’Challa, e a um talentoso ator que partiu verdadeiramente antes do seu tempo.

Deixar a marca na poderosa indústria de Hollywood não é fácil, e ainda menos fácil é conseguir fazê-lo em poucos anos, com sucesso e sem histórias que ofusquem o seu talento. Chadwick Boseman, pelo seu talento natural, fez precisamente o que muitos ambicionavam; criou uma carreira do zero, trabalhou para se destacar e deixou a sua marca em qualquer projeto onde pudesse marcar presença.

Lê Também:
Black Panther | As guerreiras de Wakanda

Para sempre no coração do público geral estará como Black Panther, o Rei T’Challa do reino de Wakanda, e que integra o vasto universo cinematográfico da Marvel Studios e dos seus super-heróis. Esta semana os estúdios apresentam o primeiro projeto da personagem sem o ator principal, “Black Panther: Wakanda Forever”, e a crítica é unânime: o filme ultrapassa a personagem, e é um tributo ao legado de Chadwick Boseman a este universo.

Chadwick Boseman
Chadwick Boseman em “Black Panther” | © Marvel Studios

Quando o ator faleceu inesperadamente em 2020, ninguém pensava na continuação da saga. A luz verde estava dada, e os estúdios já haviam integrado “Black Panther 2” no calendário mas todos sabiam que avançar com o filme sem Chadwick era uma afronta. Para os fãs, para a sua memória, e para tudo o que de bom tinha surgido do primeiro filme.

Depois de muita ponderação, Ryan Coogler aceitou o desafio e idealizou uma nova história do Rei T’Challa, ainda que sem a sua personagem. A presença de Chadwick Boseman era demasiado impactante para ser tornada numa aparição CGI ou de recurso a arquivo. Sem revelar muito da volta que deram na história, o que podemos dizer é que “Wakanda Para Sempre” é o derradeiro adeus e também a forma de luto que a equipa encontrou para fazer face à perda do ator.

Para os fãs, o filme completa assim uma memória da personagem que passou por “Capitão América: Guerra Civil”, em 2016, o seu filme a solo em 2018, e as suas aparições em “Vingadores: Guerra do Infinito” e “Vingadores: Endgame”, em 2018 e 2019.

Vingadores Guerra do Infinito
Chadwick Boseman também entrou nos últimos filmes de Avengers © 2018 – Marvel Studios

A sua carreira, ainda que curta (pouco mais de 30 créditos), vai muito além de Black Panther. Ele foi James Brown, foi defensor dos direitos dos injustamente acusados, foi Thurgood Marshall, e marcou presença em “Da 5 Bloods – Irmãos de Armas” ou “Ma Rainey: A Mãe de Blues”. Foi uma força da natureza e neste “Black Panther: Wakanda Para Sempre” as vozes dos fãs e críticos juntam-se ao elenco e equipa técnica para dizer um último adeus. A história vai além da MCU, e apresenta-se como uma verdadeira homenagem à energia de Chadwick Boseman.

Wakanda Forever!

VÍDEO | CHADWICK BOSEMAN ALÉM DE BLACK PANTHER

Também sentes que “Black Panther: Wakanda Para Sempre” é o derradeiro adeus a Chadwick Boseman?

Marta Kong Nunes

Fanática de cinema e séries por pura paixão, sou da geração Disney mas também das Tartarugas Ninjas, Motoratos e afins. Já passei pela obsessão de vários géneros de cinema e apesar de me considerar eclética, nada me tira o gozo de um bom filme de acção (por muito irrealista que seja). Séries também se devoram por cá, mas a magia de um filme, será sempre a magia de um filme!

Marta Kong Nunes has 2907 posts and counting. See all posts by Marta Kong Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.