© NOS Audiovisuais

Castle Rock T2, primeiras impressões

Se és fã de Stephen King ou de séries de mistério, suspense e terror então não podes perder a nova temporada de “Castle Rock”, a série criada por Sam Shaw e Dustin Thomason!

Este artigo não contém spoilers!

O TVCine estreou no passado dia 8 de abril a segunda temporada de uma das melhores séries de 2018. “Castle Rock” mergulha-te num mundo onde colidem os vários universos criados por Stephen King, com especial foco em “Misery” (1987) e “Salem’s Lot” (1975). Uma mistura de personagens em novas situações e, apesar da criação não ser feita pelo próprio autor, a verdade é que a nova temporada consegue adaptar na perfeição o tom sombrio das obras originais.

Lê Também:
Dispatches From Elsewhere, primeiras impressões

Annie Walkies (interpretada por Lizzy Caplan) é uma mulher em viagem com a sua filha, Joy (Elsie Fisher), fugindo de algo misterioso e tenebroso que nos é contado ao poucos através de alucinações e flashbacks. Recém-chegada a Castle Rock, ela terá de enfrentar não apenas os demónios do passado como os demónios que habitam a cidade (tanto humanos como não-humanos), e nos primeiros dois episódios terás muitas voltas e reviravoltas.

castle rock
© NOS Audiovisuais

Enquanto a primeira temporada é composta essencialmente por elementos sobrenaturais, neste novo lado de Castle Rock encontrarás problemas mais humanos, de racismo, de intolerância e guerras de poder, incluindo uma luta entre duas facções inimigas, lideradas por Ace (Paul Sparks) e Abdi (Barkhad Abdi), ambos filhos adotivos de Pop (Tim Robbins). A nova temporada começa concentrada nos monstros reais que se misturam entre os nossos vizinhos e os estranhos por quem passamos todos os dias, refletindo o que de mais negro existe na nossa sociedade.

No entanto, não te preocupes! Se o que mais gostas é do lado sobrenatural dos mundos de King prepara-te pois Annie será a cataclista de algo que mudará para sempre Castle Rock. Inicialmente acreditando tratar-se de uma alucinação, a realidade é bem diferente e todos estarão em perigo, incluindo Joy e Nadia (Yusra Warsama), a personagem que mais se assemelhará a um aliado seu. Este mistério será desenvolvido aos poucos, não te apresses e atenção aos sinais!

Para terminar, entre uma fotografia sombria e uma banda sonora tensa encontram-se interpretações excelentes, destacando Lizzy Caplan, atriz capaz de ir à alegria ao desespero puro em meros instantes, criando uma personagem realista e com a qual nos conectamos rapidamente. Sentimos o seu medo, a sua preocupação com a filha adolescente (rebelde e saturada), o receio de não saber qual é o próximo passo a dar, e a certeza de que encontrará o seu lugar no mundo.

Com novos episódios todas as quartas-feiras às 21h25 no TVCine Action, a segunda temporada de “Castle Rock” promete ser tão interessante e misteriosa quanto a primeira!

Castle Rock T2, primeiras impressões
castle rock

Name: Castle Rock T2

  • Ângela Costa - 75
75

CONCLUSÃO

O Melhor: Excelente interpretação de Lizzy Caplan (Annie Walkies), continuação de um ambiente repleto de mistério e tensão agora em volta dos problemas sociais que assolam o mundo “natural” de Castle Rock, com uma pitada de sobrenatural que irá certamente crescer ao longo da temporada.

O Pior: Em termos narrativos existem momentos que pouco parecem adicionar à história, tonando-os monótonos, mas é de ter em conta que possivelmente eles terão relevância no futuro, como acontece muitas vezes.

Sending
User Review
0 (0 votes)
Comments Rating 0 (0 reviews)

Ângela Costa

Mestre em Cinema pela Universidade da Beira-Interior, sou apaixonada pelo cinema japonês e toda a cultura que o envolve. Adoro igualmente fotografia e se tiveres curiosidade passa no meu Instagram ;) Música e videojogos são dois outros grandes interesses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sending