© Comic Con Portugal

Comic Con Portugal anuncia presenças de BD & Literatura

Com a 7ª edição a acontecer em dezembro, a Comic Con Portugal anuncia novas presenças da área da BD & Literatura. Será que já conheces estes artistas?

Reunindo um leque de autores e artistas reconhecidos e premiados por diversas obras, a Comic Con Portugal continua a apresentar as presenças do próximo evento da maior cultura pop no nosso país. Desta vez, os novos nomes do cartaz são da área da BD e Literatura, garantindo um painel diversificado e deveras interessante.

Organizado pela CITY – Conventions In The Yeard, a Comic Con Portugal 2021 decorre de 9 a 12 de dezembro, no Parque das Nações, em Lisboa. Com o mote “A New Hope“, a 7ª edição já disponibilizou os bilhetes para venda no site oficial do evento (AQUI), nas modalidades de Bilhete Diário e Passe Geral (para os 4 dias). Os Packs FNAC também já estão à venda nas lojas FNAC, com benefícios exclusivos para os fãs do evento.

Lê Também:
Comic Con Portugal divulga novo cartaz da edição de 2021

Vem agora conhecer com mais detalhe os artistas confirmados agora pela CCPT.

ÁLVARO MARTÍNEZ BUENO

Ilustrador espanhol que trabalha exclusivamente para a DC Comics. É o co-criador e artista da série mais vendida da DC Black Label, “The Nice House on The Lake”, escrita por Jame Tynion IV. Já trabalhou com outras séries da DC, nomeadamente “Detective Comics”, “Justice League Dark”, “Batman & Robin Eternal”, “Aquaman X-Men” e ainda para as editores Marvel Comic e Valiant Entertainment.

JOE ABERCROMBIE

Nascido em Lancaster em 1974, estudou psicologia na Universidade de Manchester. Vive em Bath com a mulher e os seus três filhos. É o autor de obras como “A Vingança Serve-se Fria” e das trilogias “A Primeira Lei”, “Shattered Sea” e “Age of Madness”. Nascido em Lancaster em 1974, estudou psicologia na Universidade de Manchester. Vive em Bath com a mulher e os seus três filhos.

MIKE GRELL

Com um estilo único de storytelling, foi o criador de obras como “The Warlord”, “Starslayer”, “Jon Sable”, “Freelance” (adaptada para televisão em 1987), “Shaman’s Tears”, “Bar Sinister” e “Magie The Cat”. Já participou em projectos como “Superboy and the Legion of Superheroes”, “Green Lantern”, “Green Arrow”, “Batman”, “Iron Man”, “X-Men Forever”, “James Bond: Permissionto Die” e “Tarzan”. Já foi nomeado para o prémio Eisner (“Green Arrow: The Longbow Hunters”), ganhou o Inkpot da Indústria de banda desenhada e foi eleito parao Top Ten da lista de banda desenhada da Revista Wizard. Mais recentemente foi nomeado Wizard World’s Hall of Legends e Overstreet Comic Book Price Guide Hall of Fame.

Lê Também:
Comic Con Academy, uma formação para o mundo da cultura pop

PAULO MONTEIRO

Comic Con Portugal
Paulo Monteiro © CCPT

Nascido em 1967, em Vila Nova de Gaia, começou a ilustrar fanzines de poesia, cartazes e murais aos 13 anos; durante o seu percurso estudou Letras, História da Arte e Pintura e Cenografia para Teatro. Escreveu e editou 4 livros de poesia: “Poemas” (1988); “Poemas a andar de carro” (2003); “Poemas Japoneses” (2005); e “25 voltas ao Equador para te encontrar” (2014). Também publicou 3 livros de banda desenhada: “O Amor Infinito que Te Tenho” (Polvo, 2010); “Mariana” (Panóplia d’encantos, 2019); e “Um Homem Sem Medo” (Associação Cultural Fialho de Almeida, 2021).

Venceu Prémio Nacional de Banda Desenhada para Melhor Álbum Português Amadora BD 2011; Prémio para Melhor Publicação Independente Central Comics 2011; Prémio Generalitat Valenciana para Melhor Livro de Banda Desenhada Publicado em 2013; e Prémio Sheriff d’Or 2013 por “O Amor Infinito que Te Tenho”. É de momento o responsável pelo projeto de instalação do futuro Museu da Banda Desenhada, em Beja.

 

Lê Também:
Comic Con Portugal 2021 vai receber Lana Parrilla

RALPH MEYER

Comic Con Portugal
Ralph Meyer © CCPT

Nascido em 1971, em Paris, Ralph Meyer mudou-se de França para a Bélgica aos 20 anos para seguir o curso de ilustração no Instituto Saint-Luc, de Liège. Depois de vários projectos sem sucesso, lançou o primeiro volume da “Berceuse Assassine” em 1997. Desde então fundou com outros autores a “Parfois j’ai dur” workshop e realizou “Des Lendemains sans Nuages”, o qual co-ilustrou com Bruno Gazzotti, a partir de um argumento de Fabien Vehlmann. A seguir, ainda com Vehlmann, iniciou a série de ficção científica “IAN” que relata as aventuras de um ser de inteligência artificial com pele e nervos humanos. Em 2008, com Xavier Dorison lançou o primeiro volume de “XIII Mystery” uma coleção da Dargaud, livro pelo qual recebeu, em Bruxelas, o Prémio “St. Michel” para ilustração. Em 2010, Meyer efetuou uma reviravolta gráfica com “Page Noire” com argumento de Denis Lapière e Frank Giroud. Em 2012, ele e Xavier Dorison trabalharam de novo no díptico “Asgard”, a que se seguiu uma outra colaboração na série “Undertaker”, a qual continua atualmente em curso.

 

Já compraste os teus bilhetes para a Comic Con Portugal?

Marta Kong Nunes

Fanática de cinema e séries por pura paixão, sou da geração Disney mas também das Tartarugas Ninjas, Motoratos e afins. Já passei pela obsessão de vários géneros de cinema e apesar de me considerar eclética, nada me tira o gozo de um bom filme de acção (por muito irrealista que seja). Séries também se devoram por cá, mas a magia de um filme, será sempre a magia de um filme!

Marta Kong Nunes has 2437 posts and counting. See all posts by Marta Kong Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.