© TriStar Pictures

Distrito 9 | Sequela do filme confirmada por Neill Blomkamp

O realizador Neill Blomkamp anunciou, no Twitter, estar a escrever a tão aguardada sequela do sucesso de 2009, “Distrito 9”

Um autêntico sucesso, não só junto do público como da crítica, “Distrito 9” invadiu os cinemas em 2009, apresentando-nos um filme de ficção científica que tinha muito mais a dizer para além dos seus excelentes efeitos especiais. O filme apresenta-nos um planeta terra que se vê invadido por uma raça alienígena que é, aquando da sua chegada, imediatamente alojada no Distrito 9, um bairro de lata na cidade de Johannesburg na África do Sul, com condições de vida extremamente precárias. A narrativa leva-nos na companhia de Wikus, interpretado por Sharlto Copley, que depois de estar exposto à tecnologia dos aliens, se começa a transformar num deles.

Com uma dinâmica extremamente analógica e uma narrativa reminiscente da “Metamorfose”, o filme foi extremamente elogiado, não só pelas temáticas exploradas e o que tem a dizer sobre elas, mas também pelos seus extraordinários efeitos especiais, características que valeram ao projecto 4 nomeações aos Óscares de melhor filme, melhor argumento adaptado, melhor montagem e melhores efeitos visuais. Todo este sucesso, deixou os fãs a salivar por uma eventual sequela, ideia que foi mencionada pelo próprio realizador, antes mesmo do primeiro filme estrear. Depois de 12 anos de espera, Blomkamp anunciou agora estar a escrever o argumento da sequela, “Distrito 10”. Para tal, Blomkamp juntou-se a Terri Tatchell, co-argumentista do primeiro filme e ao protagonista, Sharlto Copley. O anúncio foi feito através do Twitter do realizador tendo este confirmado também que a sequela é uma certeza.

Lê Também:
Ficção Científica |Os 15 melhores filmes para os fãs

Comentando sobre o “atraso” na existência de um segundo filme, Blomkamp disse, “Eu quero voltar àquele mundo e contar o resto da história (…). O problema é que (…) a razão exacta para fazer o “Distrito 10″, tem de ser muito explícita. O primeiro filme foi baseado explicitamente em temáticas e tópicos reais da África do Sul que me afectaram muito tendo crescido lá e queremos garantir que o próximo filme não se esquece disso”.

Neill Blomkamp baseou “Distrito 9”, a sua primeira longa, na sua curta metragem, “Alive in Joburg”. O sucesso do filme garantiu-lhe um lugar no mundo do cinema e em 2013 lança, “Elysium”, outro filme de ficção científica, desta vez com uma componente de acção mais notória, protagonizado por Matt Damon. O filme não conseguiu obter o sucesso do seu predecessor, fenómeno que se repetiu com o terceiro filme de Blomkamp “Chappie”. Afastando-se do mundo dos blockbusters, o realizador cria, em 2017, a sua própria produtora de cinema, a Oats Studios e desenvolve algumas curtas de ficção científica, com uma vertente um tanto experimental na área dos efeitos visuais. Em 2015, Neill Blomkamp anunciou estar a trabalhar num novo filme da saga “Alien”, mas apesar do entusiasmo dos fãs relativamente às ideias que o realizador iria trazer para o projecto, o mesmo acabou por ficar em parte incerta, devido à nova trilogia de Ridley Scott, iniciada em 2012 com “Prometheus”.

TRAILER | “CHAPPIE”, O ÚLTIMO FILME DE NEILL BLOMKAMP

Curioso/a com esta nova sequela?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.