Cinemateca

Emigração portuguesa na Cinemateca Portuguesa em maio

A emigração portuguesa em foco na programação da Cinemateca Portuguesa com o ciclo “Povos em Movimento – Migração, Exílio, Diáspora”.

A Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema finaliza o ciclo “Povos em Movimento – Migração, Exílio, Diáspora” com um programa muito especial. Após dois meses dedicados a outros povos, a programação do ciclo “Povos em Movimento” focar-se-á no mês de maio na emigração portuguesa.

A Emigração Portuguesa ganha foco na Cinemateca

Cinemateca Portuguesa
Povos em Movimento – Migração, Exílio, Diáspora (III): foco na emigração portuguesa

O programa do mês de maio da Cinemateca Portuguesa não é só dedicado ao IndieLisboa’19, como também dá foco a filmes sobre a emigração portuguesa e, dentro desta, muito especialmente à emigração portuguesa para França nos anos 60 e 70. Segundo a Cinemateca:

A escolha deve-se ao facto de, dentro desse tema mais geral, este ter sido de longe o fenómeno histórico que, pelo seu dramatismo único, se tornou objeto de maior investimento cinematográfico. […] Neste ciclo […] serão abordadas diferentes etapas e facetas do fenómeno: os “anos de lama”; a assimilação no país de adoção; as vindas regulares e temporárias a Portugal; a realização do sonho de ter uma casa na terra onde nasceram; o desencanto daqueles que regressam definitivamente e não conseguem reintegrar-se.

Lê Também:
Filmes a não perder na Cinemateca Portuguesa em maio (Parte I)

A Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema em maio tenta assim aproximar o ciclo “Povos em Movimento – Migração, Exílio, Diáspora” dos próprios emigrantes portugueses, alguns deles que acabaram por voltar.

Para fechar o ciclo, que pode ser conhecido o mais pormenorizadamente abaixo, a Cinemateca Portuguesa abre as portas para um debate no dia 24 de maio. Neste debate procura-se conversar sobre o tema do ciclo dividido em três fases, contando com a presença de José Vieira, José Alexandre Cardoso Marques, Philippe Costantini e Octávio Espírito Santo.

Entre os filmes presentes neste ciclo destacamos “Um Abraço Português”, de António Escudeiro; “Emigrantes Portugueses”, de Nuno Cintra Torres; Emigr’antes….e depois?, de António-Pedro Vasconcelos. Convém ficar atento à rubrica dos filmes a não perder na Cinemateca Portuguesa, em que mensalmente (em duas partes) divulgamos os melhores filmes projetados no instituto público de cinema.

Vais visitar a Cinemateca este mês?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *