Agnès Varda

Faleceu a cineasta Agnès Varda

A morte de Agnés Varda foi avançada pela família. A artista será para sempre recordada como uma das cineastas da Nouvelle Vague.

A realizadora, fotógrafa e artista Agnès Varda, um dos nomes mais sonantes do cinema francês e uma das grandes precursoras da Nouvelle Vague faleceu hoje, aos 90 anos de idade. A notícia foi avançada pelo jornal francês Le Monde. A informação foi confirmada pela família mais próxima: “A realizadora e artista Agnès Varda morreu na sua casa na noite de quinta-feira, na sequência de um cancro”.

Agnès iniciou a sua carreira em 1954, com “La Pointe-Courte”, tendo nascido em Bruxelas a 30 de maio de 1928. Na sua adolescência mudou-se para Paris para estudar fotografia. Com “Duas Horas na Vida de uma Mulher” teve a sua grande estreia, e desde então sempre se destacou no mundo do cinema. Ganhou o Leão de Ouro em Veneza com “Sem Eira Nem Beira”, e recebeu um importante prémio na cerimónia do melhor cinema francês.

Lê Também:
Olhares Lugares, em análise

Com “Olhares Lugares”, o seu último filme, foi, pela primeira vez nomeada para um Óscar e, nesse mesmo ano, ganhou um Óscar honorário, atribuído pela academia de Hollywood.

O último trabalho que nos chegou da artista foi “Varda by Agnès”, apresentado no Festival de Cinema de Berlim, onde, mais uma vez, recebeu um prémio honorário.

Será para sempre recordada como a “avó” da Nouvelle Vague.

Cátia Santos

Observadora, comunicadora, crítica, muito curiosa, apaixonada pela escrita criativa e informativa. Devoradora de livros e de música, com um especial gosto por tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *