Game of Thrones

Game of Thrones | Referências e Easter Eggs da Oitava Temporada

Game of Thrones” continua a bater recordes de audiência e a estar repleto de Easter Eggs. Se não apanhaste todos, não te preocupes, nós vamos ajudar!

Esperámos pelo regresso de “Game of Thrones” cerca de 595 dias. Após a espera, para muitos, o retorno bateu todas as expectativas possíveis. Contudo, após tantos anos de histórias, alguns espectadores poderão não ter percebido algumas referências e outros poderão não ter reparado nos Easter Eggs deixados por David Benioff  e D. B. Weiss. Por isso, resolvemos juntar tudo o que poderás ter deixado escapar!

Agora que já que oitava temporada está aqui, vem descobrir que segredos ela esconde. – Contém SPOILERS!

game of thrones




1. Winterfell

game of thrones 1

Ninguém pensaria que o primeiro episódio, por si só, serial algum tipo de referência. Contudo, por algum motivo a HBO manteve o nome do episódio incógnito. Na realidade, somente após o episódio ir ao ar é que foi revelado que o seu nome era “Winterfell” – precisamente o palco principal deste aguardado regresso repleto de reencontros.



2. Novas Histórias

game of thrones 2

Os créditos de abertura são um pouco diferentes na 8ª temporada. Em primeiro lugar, os anéis giratórios que rodeiam o mapa ao longo de toda a introdução viram novas histórias e desenhos serem adicionados (desde a destruição da Muralha ao Red Wedding). De certa forma, estas mudanças tornaram-se lembranças do que já aconteceu, agora que o final se aproxima.



3. Westeros Renovado

game fo thrones 3

Ainda nos créditos de abertura, pudemos reparar em algumas diferenças em sítios que já vimos diversas vezes. Pela primeira vez pudemos ver Last Hearth. A Muralha estava agora diferente, com um gigante buraco. Vimos também Winterfell, as suas criptas e os crânios de dragões em Kings Landing – essas foram algumas das alterações que tiveram especial destaque.

Além disso, é possível denotar uma espécie de rastos do percurso dos White Walkers – os azulejos ficaram azuis de Eastwatch para Last Hearth, local onde os mortos-vivos marcharam no final do episódio. Este é um ponto a focar nos próximos episódios.



4. Azor Ahai, o Príncipe Prometido

A última gravura vista nos créditos de abertura pode dar-nos uma dica relativamente a Azor Ahai. Num dos últimos momentos é possível ver uma gravura com quatro dragões e uma estrela cadente. De acordo com a profecia de Azor Ahai, o Príncipe Prometido, deverá regressar “quando a estrela vermelha sangra e a escuridão se acumula, Azor Ahai deve nascer de novo no meio do fumo e do sal para acordar os dragões de pedra”. Assim, o cometa vislumbrado na 2ª temporada tem sido amplamente interpretado como uma representação dessa profecia.



5. O Novo Brinquedo de Arya

O esperado reencontro entre Arya e Gendry, em Winterfell, não existiu somente para que os dois pudessem trocar olhares e sorrisos. Arya pediu a Gendry que ele fizesse uma nova arma – e nós tivemos um breve vislumbre do esboço de Arya que lhe deu, dando para perceber que se trata de algo afiado com uma cabeça em dragonglass. Anteriormente, já havia sido revelado que a oitava temporada teria uma nova engenhoca que seria diferente de tudo o resto. Talvez Arya seja a sortuda.



6. A Besta

A besta que Qyburn dá a Bronn para assassinar Jaime e Tyrion torna aquele num dos pontos altos do episódio, uma vez que aquela foi a besta que Tyrion utilizou para matar o seu pai, Tywin, na quarta temporada. Sem dúvida que ninguém trata a vingança de forma tão poética quanto a Rainha de Kings Landing.



7. Ed Sheeran e as Suas Pálpebras

Ed Sheeran fez uma participação especial na 7ª Temporada de “Game of Thrones”, algo que foi criticado por muitos. Agora, no regresso da oitava temporada, soubemos de uma pequena novidade relativamente à sua personagem: as prostitutas que se encontraram com Bronn estavam a ter uma conversa relativa a um soldado Lannister, que se chamava Eddie, com cabelo ruivo e que perdeu as suas pálpebras durante a grande batalha da sétima temporada.



8. Nome do Dragão

“Winterfell” confirmou algo que há muito era especulado nos livros: Jon Snow tem uma grande afinidade com Rhaegal, um dos dragões de Daenerys. O motivo poderá dever-se a, não só Jon ser Targaryen, como também ao facto de Dany ter dado esse nome ao seu dragão em homenagem a Rhaegar Targaryen – seu irmão e pai de Jon.



9. A Maldição Jon Snow?

A cena entre Jon e Dany, perto de uma cascata, quando Daenerys sugere que poderiam permanecer naquele lugar durante dez mil anos, faz-nos relembrar a cena entre Jon e Ygritte na famosa gruta. Além de ambas terem demonstrado o seu interesse amoroso por ele no meio da natureza, outra coisa é igualmente curiosa. Na gruta, Ygritte sugeriu que os dois permanecessem lá para sempre e poucos dias depois morreu. Irá o mesmo acontecer a Dany?



10. Um Local Importante Para Jon

Algo que não foi dito no primeiro episódio da oitava temporada foi que Jon Snow levou Dany a um local muito importante para si: o sítio onde caçava quando era criança. De acordo com o co-criador da série, Dan Weiss, numa cena eliminada, Jon conta a Daenerys a história daquele local e afirma que, nesse momento, Dany apaixona-se ainda mais por ele, levando-a a dizer-lhe que fiquem lá para sempre.



11. Onde Estão os Elefantes?

Cersei não é a única pessoa que está desapontada com o fato de a Golden Company não ter trazido os seus elefantes. De facto, a Golden Company é famosa nos livros por várias razões, sendo a principal delas o facto de montarem enormes elefantes cinzentos nas suas batalhas. Como grande parte do orçamento da última temporada foi gasto nos Dragões de Daenerys e nas suas viagens, e sendo que nem sequer houve orçamento para uma pequena aparição de Ghost no primeiro episódio, foi impossível introduzir elefantes. Dessa forma, a deceção vocal de Cersei é uma forma muito engraçada de os criadores de “Game of Thrones” reconhecerem a falta dos Elefantes.



12. O Dragão Persegue-me

Isto não é propriamente um Easter Egg do primeiro episódio, mas é uma engraçada curiosidade. Durante a estreia de “Game of Thrones”, aqueles que encomendassem comida através da app “Postmates” podiam ver uma sombra bastante familiar no mapa.



13. Até À Próxima Vez

Ned Stark e Jon Snow viram-se pela última vez no início da primeira temporada. Na época, ele prometeu contar a Jon Snow a verdade sobre a sua mãe na próxima vez que se vissem. Agora pensando, a escolha de Ned foi compreensível. Ele somente contaria a Jon sobre a sua herança Targaryen depois do filho/sobrinho ter feito o juramento da Night’s Watch, renunciando qualquer reivindicação que ele pudesse ter ao Iron Throne – que na época era ocupado por Robert Baratheon, amigo de Ned.

O momento de revelação da verdadeira identidade dos pais de Jon não poderia ter sido melhor. Jon estava com o seu melhor amigo, na cripta, ao lado da estátua da sua mãe e perto do homem que sempre viu como pai.



14. O Símbolo dos Walkers

Há muitas teorias relativas ao visual espiral recorrente que o Night King e os White Walkers gostam de usar. Obviamente, isso poderá causar medo a todos, mas, além disso, poderá ser mais um pouco mais significativo.

Tal como alguns podem ter reparado, a espiral deixada em Last Hearth pelo Night King pode fazer lembrar os símbolos dos Targaryen, o seu dragão de três cabeças, sendo essa uma mensagem para Khaleesi. Contudo, a espiral poderá ter um outro significado que ainda será desvendado nos próximos cinco episódios.



15. Estará Cersei Grávida?

Ainda não sabemos se Cersei está a fingir a sua gravidez, uma vez que ela tinha muitos motivos para querer manipular Jaime e Tyrion durante a 7ª temporada, podendo essa ter sido uma estratégia eficaz. Além disso, de acordo com a profecia feita por Maggy the Frog, a Rainha teria somente três filhos. No entanto, ainda não sabemos a veracidade da profecia de Maggy. Por isso, se Cersei estiver, de facto grávida, este é um ótimo momento para efetuar uma jogada de mestre. Cersei pode fazer Euron acreditar que o bebé é dele (algo que ele admitiu querer), o que cimentará a sua lealdade.



16. Um Lannister no Trono?

O final da conversa entre Tyrion e Cersei na sétima temporada pode ter sido tremendamente significativo. Aparentemente, os dois irmãos fizeram um acordo que visava trazer o exército Lannister para o Norte. Tyrion, na sua conversa com Sansa, parece muito certo do seu acordo com Cersei, uma vez que, segundo ele, a Rainha tem um motivo para viver – a sua suposta gravidez, algo que o anão não revelou. Por isso, uma dúvida fica no ar. O que levará Tyrion a confiar tanto na palavra de Cersei? O que terá Tyrion prometido a Cersei?

Além disso, ainda na sétima temporada, em várias ocasiões, Tyrion levantou uma questão bastante pertinente: dado que Dany é infértil, quem ficará no trono após a sua morte? Por isso, surgiram algumas teorias que defendem que Tyrion poderá ter prometido a Cersei que Daenerys nomeará o seu filho como herdeiro do trono.



17. Os Mortos Aproximam-se

Os novos créditos têm updates, ao que parece, em todos os episódios. No segundo episódio pudiamos ver uma marca azul que simbolizava o exército dos mortos que marchava até Winterfell.



18. Winterfell Está Preparada

O modelo de Winterfell nos créditos de abertura também sofreram uma alteração no segundo episódio, uma vez que estão rodeado de trincheiras e defesas em dragonglass.



19. As Trincheiras Estão A Postos

Durante o episódio podemos ver as trincheiras diversas vezes, tendo elas especial destaque no momento em que Melisandre fica desesperada ao aperceber-se que o seu deus não a está a ajudar.



20. As Coisas Que Fazemos Por Amor

A cena do “julgamento” de Jaime tinha muitas referências ao passado, mas duas em particular destacaram-se : Bran cita a frase de Jaime. Ele lembra-se de tudo.




21. Arya e o Seu Amado

O momento em que Arya observa que Gendry leva-nos de volta para quando ela o fez na 2ª temporada, lembrando ao público que ele tem sido um objeto de desejo para Arya.




22. Várias Caras

E, naturalmente, a sua menção aos “muitos rostos” da Morte é uma referência a seu tempo com os Faceless Men, que adoram o Many-Faced God. (Ainda estamos todos à espera que Arya resolva brincar com as caras nesta temporada.)




23. Irá Ele Sobreviver?

Quando Bran e Jaime conversam em Godswood, Bran parece prefigurar que Jaime não sobreviverá à Batalha de Winterfell – agora sabemos que sobreviveu, mas talvez Bran poderia estar a referir-se à batalha seguinte.




24. A Morte Ideal

A conversa de Tyrion com Jaime não é a primeira vez que acontece e o anão volta a falar sobre a sua morte ideal – primeiro ouvimo-lo mencionar isso na primeira temporada. Jaime não estava presente na época, então ele obviamente contou a história mais de uma vez. Qual dos dois irmão morrerá primeiro?



25. Sê Mais Inteligente Que o Robb

Durante a sua conversa com Daenerys, Sansa menciona que ela se preocupa com o amor de Jon por Dany, uma vez que “os homens fazem coisas estúpidas” quando estão apaixonados. É um lembrete de que, do ponto de vista de Sansa, Jon está a repetir exatamente os mesmos erros que Robb – e que o levaram à morte.




26. Shirren Regressa

Davos e o seu encontro com a menina corajosa com um rosto marcado foi um lembrete de seu relacionamento com Shireen. A música associada a Shireen está mesmo tocou em cena – esta poderá ter sido uma homenagem à sua personagem.




27. Uma Noite Sem Fim

A cena do conselho de guerra é a primeira dica que realmente recebemos do motivo real do Rei da Noite. Que é … nada além de destruição? RIP para todas as teorias de fãs.




28. Stark Reunidos

E este é um pequeno momento, mas digno de nota – esta é a primeira vez que vemos os irmãos Stark na mesma cena, lado a lado, todos juntos desde que eles se reuniram.




29. Uma Nova Armadura

Não é um pormenor muito importante, mas, Sansa deixou de ser a dama que sempre se mostrou e trocou os seus vestidos de seda por uma armadura muito poderosa.




30. O Plano de Ataque

Este é o plano de batalha a utilizar contra os White Walkers e aparece logo nos créditos do segundo episódio.




31. Ghost Voltou

Todos devem ter reparado, mas os mais desatentos poderão ter deixado esta cena escapar. Ghost está de volta a “Game of Thrones”.




32. Uma Vez da Patrulha, da Patrulha Para Sempre

A cena com Jon, Sam e Edd faz com que eles relembrem seu tempo na Patrulha da Noite e, especialmente, os seus irmãos perdidos, entre eles Grenn e Pyp. É apropriado que eles estejam a olhar para o topo de uma parede enquanto fazem isso. Eles ainda são o escudo que guarda os reinos dos homens em “Game of Thrones”.




33. A Lista de Arya

Se estás a tentar lembrar-te porquê que Beric Dondarrion estava na lista de Arya… foi porque ele vendeu Gendry para Melisandre.




34. Família

Falando nisso, quando Gendry menciona Arya querendo que ele fosse para Winterfell, ele está a falar sobre a cena de despedida em que ela pediu que ele fosse sua a “família” em Winterfell.




35. Um Novo Cavaleiro

Quando Jaime torna Brienne num cavaleiro, ele nomeia-a “um cavaleiro dos Sete Reinos”, que também é o título do episódio – assim como também é o nome para o combinado “Tales of Dunk e Egg”, spin-off de George R.R. Martin sobre Brienne um ancestral de Brienne (Duncan the Tall (também é sobre o último Aegon Targaryen – The Egg).




36. Jenny

Podrick canta uma música sobre Jenny the Oldstone, uma plebeia que se casou com Duncan Targaryen, herdeiro do Trono de Ferro.
Ele rompeu o seu noivado com uma Baratheon para se casar com Jenny, o que significava que ele foi forçado a abdicar. Isso abriu caminho para que Aerys II Targaryen, também conhecido como The Mad King, se tornasse o Rei dos Sete Reinos.

A teoria é que isso poderia ser uma dica, porque a cena envolvendo a música de Jenny é momentos antes de Jon revelar sua verdadeira identidade para Daenerys e prossegue durante toda a cena. Isso pode sugerir que ele vai desistir de sua reivindicação ao Trono de Ferro por amor. Ou então está a tentar confundir os fãs. A música existe no livro, mas algumas partes foram adicionadas pelos produtores.




37. Rhaegal Morreu Sem Cantar

Daenerys fala sobre as boas histórias que “todos” lhe contaram sobre Rhaegar – a maior parte de suas informações sobre o quão bom ele era vieram diretamente de Barristan Selmy.



38. Os Mortos Chegaram

Primeiro, tal como esperado, ao vermos Winterfell podemos reparar que as telhas pretas representam o exército de mortos. Além disso, as luzes das criptas apagaram-se.




39. Melisandre Voltou

Quando Melisandre chega a Winterfell, ela olha fixamente para Arya por um momento – o que, é claro, acaba por ser muito mais significativo do que parece inicialmente. Parece que depois de tanto tempo ela percebeu que era a escolhido e que precisava de voltar.




40. The Hound e Beric são Amigos

As palavras de Beric Dondarrion para o Hound sobre Arya são muito mais significativas do que inicialmente parecem ser. E depois de tudo o que aconteceu, Beric e Hound cumpriram os seus propósitos, porque se pensarmos, os três começaram a terceira temporada juntos a lutarem até à morte em frente a Arya.



41. A Jornada de Arya

Há muitos callbacks relacionados com Arya neste episódio, lembrando-nos do facto de que seu caminho a levou a este exato momento. Começando com a primeira lição dela sobre como matar.




42. Obrigado, Syrio

Tudo o que Syrio Forel lhe ensinou ajudou-a a ser quem é e fez com que ela pudesse chegar até à oitava temporada.




43. Melisandre, Arya e os Olhos Verdes

A previsão muito precisa de Melisandre da terceira temporada também é algo que não pôde passar despercebido nesta temporada e que rapidamente nos fez pensar que Cersei seria a pessoa de olhos verdes que Arya irá matar.



44. Dagger

É um maravilhoso momento e que completa um ciclo quando a adaga destinada a matar Bran na 1ª temporada foi usada pela sua irmã para salvá-lo na 8ª Temporada (após Bran a ter dado a Arya) – além disso, a adaga que iniciou a Guerra dos Cinco Reis encerrou a Grande Guerra.



45. Um Night King Targaryen?

Voltando para o Night King: foi uma surpresa para Daenerys quando ele sobreviveu ao fogo do seu dragão –  mas nós já tínhamos vimos na 7ª temporada que ele era resistente ao fogo. Será ele um Targaryen?




46. De Regresso ao Passado

As interações de Jon com o Night King transportaram-nos para o incrível momento em Hardhome, a primeira vez que os dois estiveram frente a frente. Mas, desta vez, em vez de se afastar do Night King, Jon correu na sua direção.



47. Um Momento Marcante

O momento em que Brienne e Jaime lutavam juntos não era apenas visualmente fantástico, uma vez que também representava as duas partes da espada de Ned Stark: é necessário unirem-se para defender a família e a casa.




48. Protege-os, Ned

É difícil dizer com certeza, mas definitivamente parece que Sansa e Tyrion se refugiaram atrás da cripta de Ned Stark. Presumivelmente, ele não ressuscitou dos mortos porque não tinha cabeça.



49. Bem-vindo a casa, Theon

Outro grande momento que completou o círculo foi o grandioso momento de arco e flecha de Theon. Ele defendeu Bran com seu arco e flecha, assim como fez na primeira temporada – e ele morreu pelos Starks, finalmente completando sua rendição por traí-los. Além disso, é significativo e importante que ele prefira enfrentar o Night King, em vez de fugir do perigo como sempre fez.



50. Hail Lyanna

Um enorme aplauso para Lyanna Mormont que provou a sua teoria de que um soldado da Ilha dos Ursos vale pelo menos 10 habitantes do continente. Ela derrubou o maior inimigo, que em tempos fora um aliado. Após a morte de Wun Wun em Winterfell durante a Batalha dos Bastardos, esta “segunda morte” foi um dos momentos altos do episódio.




51. Os Mortos da Longa Noite

E se também tiveste dificuldade em perceber quem realmente morreu neste episódio (já que foi super difícil ver o que acontecia no meio de todo o caos e a completa falta de iluminação), aqui estão as personagens que perdemos.

• Lyanna Mormont

• Jorah Mormont (extinguindo, assim, a casa Mormont)

• Beric Dondarrion

• Theon Greyjoy

• Edd Doloroso

• Qhono e quase todos os Dothraki

• A grande maioria dos Unsullied e do povo do norte.

• O Night King, todos os White Walkers e o Exército dos Mortos

• Melisandre



52. O Adeus aos Heróis

O discurso de Jon em homenagem aos mortos no início do episódio inclui as palavras de luto usadas pela Patrulha da Noite. Ouvimo-las na íntegra na quarta temporada dirigidas ao Meistre Aemon, depois da Batalha de Castle Black.



53. Um Inventor Anão

Tyrion menciona a sela que certa vez projetou para Bran – e que vimos na primeira temporada. Foi um dos primeiros indicadores de que Tyrion era bondoso e inteligente.



54. 100% Targaryen

Vemos Daenerys usar o vermelho Targaryen pela primeira vez. Pode ser prenúncio de que ela realmente vai abraçar o fogo e o sangue de sua casa agora.



55. Starbucks em Winterfell

Este é o momento mais insólito na história de “Game of Thrones” e, ainda que muitos não têm reparado, o copo do Starbucks já gerou muitas piadas.



56. Um Cameo Diferente

David Benioff e D.B. Weiss tem uma aparição como dois selvagens, sendo este o seu primeiro cameo na série.




57. The Hound Começa a ter Amigas

O Hound e Sansa finalmente interagem e esta cena está repleta de retornos das suas histórias. Ele chama-a de “Little Bird”, o que reforça o quanto ela mudou ao longo dos anos. Sansa já teve medo dele, mesmo quando ela confiava nele – mas agora ela fala com ele calorosamente e chega a tocar na sua mão. The Hound também menciona como ele queria levá-la para longe da e ajudá-da. Enquanto isso, Sansa menciona como ela usou cães para matar Ramsay.



58. Podrick e as Mulheres

Enquanto isso, no fundo da cena, podemos ver Podrick tendo sorte com duas mulheres. Será que finalmente poderemos descobrir o que ele  fez no quarto com as outras mulheres?



59. Podrick e as Mulheres?

podrick game of thrones




60. Lord Gendry

A recusa de Arya em relação à proposta de Gendry relembra a conversa que teve com Ned na primeira temporada. Nós também vimos essa cena se referir quando Arya viu Nymeria na última temporada e Nymeria rejeitou ir para casa com Winterfell com ela. Isso prenunciou o próprio enredo de Arya na última temporada de “Game of Thrones”.




61. Vamos Juntar as Casas

Por falar na cena anterior, é impossível vê-la e não relembrar a conversa entre Robert e Ned. Se no momento pensamos que em Joffrey e Sansa, agora podemos pensar em Gendry e Arya.




62. Stark ou Lannister

Arya e Sansa estão contra Daenerys porque “ela não é uma de nós” e eles são “os últimos Starks” – o que soa muito Lannister  da parte deles.
Cersei estava sempre a falar sobre como ela e Jaime eram os “últimos Lannisters”, e que ninguém mais importava, a não ser eles. Ver este comportamento do Starks é preocupante. Enquanto isso, a insistência de Jon de que ele não é um Stark tem um novo significado para ele agora, mas vem depois das temporadas de repetição – incluindo a vez em que ele mencionou isso para Tyrion.



63. Bron e a Besta

A cena de Bronn com Tyrion e Jaime é cheia de callbacks. É interessante que Bronn se refira a Brienne como a imagem espelhada de Jaime, quando isso é sempre o que Cersei tem sido, como sua irmã gémea.

Enquanto isso, Tyrion reconhece instantaneamente a besta que Bronn está a carregar como sendo a que ele usou para matar Tywin. Eles também discutem a antiga promessa de Tyrion de dobrar o pagamento de Bronn se ele recebesse uma recompensa para matá-lo.



64. Uma Amizade Diferente

The Hound e Arya a cavalgarem juntos é um nostálgico aceno para todo o tempo na estrada que passaram juntos ao longo de várias temporadas. Os seus “negócios inacabados” são matar The Mountain e Cersei, respectivamente.



65. O Norte

Tormund diz a Jon “tens o Norte em ti” e isso é algo é significativo depois de todas as brincadeiras que eles tiveram ao longo das estações sobre o que o verdadeiro Norte significa. Ele também nos remete para Ned Stark insistentemente amarrando a identidade de Jon com o Norte – como ouvimos Jon mencionar na segunda temporada.
Foi na mesma cena que Jon e Qhorin Halfhand tiveram uma conversa sobre Ghost pertencer ao Norte – algo que Jon repete neste episódio, antes de abandonar Ghos sem de despedir (algo que foi motivo de muita revolta por parte dos fãs de “Game of Thrones”).



66. Dracarys

A morte de Missandei é o ponto alto do episódio e, apesar de ser triste,  a sua última palavras traz um enorme significado, uma vez que  “Dracarys” é a palavra que Dany usou para libertá-la das correntes. Ao mesmo tempo é uma mensagem para Dany “queimá-los a todos” – prefigurando Dany como a Mad Queen sendo e um grito pela liberdade.

Então, tinhas reparado em todos estes pormenores em “Game of Thrones”?

Catarina Novais

Eternamente apaixonada pelo mundo do cinema e por tudo o que está ligado à sétima arte. Seriófila nos tempos livres. Amante da Disney desde que nasci e fã de super-heróis desde o primeiro Captain America.

Catarina Novais has 665 posts and counting. See all posts by Catarina Novais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.