O grupo de pop rock HAIM no NOS Alive 2022 |©David Passos/MHD

NOS Alive 2022 | HAIM trazem a Califórnia até Lisboa

As irmãs HAIM foram a segunda banda a atuar no palco principal do NOS Alive, no seu último dia. O grupo californiano apresentou um total de 10 temas, num sunset que antecipava o regresso aos palcos por parte dos Da Weasel

Lê Também:
NOS Alive 22 | O grande regresso dos Da Weasel

As Summer Girls Este Haim, Danielle Haim e Alana Haim, são três irmãs californianas que, conforme dita a letra da sua música lançada em 2019 – “Summer Girl”, têm Los Angeles na mente e L.A retribui-lhes o favor:

“L.A. on my mind, I can’t breathe
You’re there when I close my eyes, so hard to reach
The smiles turn into crying, it’s the same release
And you always know, and you always know
I’m your summer girl”

Ao fim de contas, as três irmãs, que cresceram no Vale de São Fernando, um subúrbio afamado como dormitório da indústria de Hollywood, no seio de uma família de músicos, têm ligações fortes a esse mundo. Em 2021, Este, Danielle e Alana participaram, em conjunto com os seus pais, no mais recente filme de Paul Thomas Anderson (ou PTA), “Licorice Pizza”, com Alana a co-protagonizar a obra e a ser nomeada a inúmeros prémios nesta sua primeira incursão no mundo do cinema. Previamente, PTA, também ele criado neste mesmo Vale, realizou vários dos videoclipes das HAIM.

Lê Também:
Licorice Pizza | De onde vem o nome do novo filme de Paul Thomas Anderson?

O novo álbum, que a banda de irmãs veio promover, “Women in Music Part III” (2020), recebeu aclamação generalizada em publicações especializadas norte-americanas como a Pitchfork, por exemplo, que elogiaram a convergência de géneros musicais e experimentação a que se entregaram as irmãs. Do pop a pop-rock de entrar no ouvido, as irmãs aventuraram-se também na alternativa e indie e até no R&B e Soul, com uma proliferação de saxofones a ouvirem-se nos seus novos temas. Inclusive, este álbum valeu-lhes uma nomeação ao Grammy de Álbum do Ano. As colaborações recentes com Taylor Swift e com Thundercat também ajudaram a sedimentar a sua notoriedade.

Todavia, é no território americano, e especialmente californiano, que as manas, muito influenciadas pela pop rock e folk rock dos anos 70 –  os Fleetwood Mac saltam à vista, por exemplo – estão em casa e são figuras reconhecíveis por um público mais lato.

Em Portugal, o seu alcance é mais modesto, pelo menos por agora. Ao subirem ao palco do NOS Alive, depois de mais recentemente por cá terem estado no Rock in Rio Lisboa 2018, as irmãs bem humoradas e musicalmente hábeis procuraram desde logo motivar a enorme plateia que já se juntava ao palco, expectante, há anos a aguardar a reunião de Da Weasel. Puxaram pelo público (e bem) em músicas que resultam muito bem ao vivo, como por exemplo “3AM” ou as mais antigas “Want You Back”, “Forever” ou “The Wire” (de “Days Are Gone”), todos eles temas que oscilam entre o indie-rock e o pop-rock e que apresentam hooks agradáveis e fáceis de reproduzir.

women in music part III live
Da esquerda para a direita: Alana, Danielle e Este Haim no palco |©David Passos/MHD

Só nas filas da frente se encontrava o seu verdadeiro público, mesclado com o de Da Weasel, e embora muitos claros desconhecedores da banda acenassem em concordância, perante a versatilidade do trio feminino poderoso – em hebraico, “Haim” significa “vida” e parece-nos apropriado – a verdade é que as irmãs, que recordaram Portugal como um dos locais que as inspiraram enquanto produziam o seu ‘disco de pandemia’ –  o já referenciado “Women in Music Part III” – apresentaram um nível de energia superior ao devolvido pelo público.

Com uma vida de banda já longa e com “Days Are Gone” como o primeiro álbum lançado em 2014, o palco principal é o local apropriado para as HAIM, que casam muito bem com outros nomes deste dia, como por exemplo Phoebe Bridgers ou Two Door Cinema Club. Não obstante, a discrepância musical entre o grupo da Califórnia e a sonoridade de Da Weasel levou (possivelmente) a uma primeira passagem pelo NOS Alive mais morna mas, não obstante, não temos dúvidas de que as irmãs estarão de volta em breve a terras lusas (ao fim de contas, é já tradição).

NOS Alive 2022 ultimo dia
Alana e Danielle Haim em palco |©David Passos/MHD

Para quem marcou presença, este foi um espetáculo curto mas cativante. O alinhamento arrancou, à medida que as irmãs iam entrando no palco por ordem de idade – primeiro Este, depois Danielle e por fim Alana- com um dos grandes temas do novo disco de originais (“Now I’m In It”). Uma música com uma linha de baixo forte, marcante e por isso bem fadada para uma entrada em palco para que o público comece a bater o pé. Apesar de, nas versões de estúdio, a guitarrista e baterista Danielle Haim assumir a liderança vocal, nos espetáculos ao vivo as irmãs vão harmonizando entre si, escolhendo músicas a tocar em que as três partilhem o protagonismo vocal e alternando também os muitos instrumentos que assumem.

Este Haim é uma baixista por excelência, e uma não só muito capacitada como carismática, caracterizando-se pela entrega total em cima do palco. E, claro, no apoio vocal, teclado e guitarra temos Alana Haim – a irmã que ultimamente mais tem dado nas vistas e que rivaliza com Este pelo título de “mais carismática”. As HAIM são três mulheres poderosas em cima do palco, auto-determinadas e empoderadoras, deixando tal atitude transparecer na sua musicalidade, pose e nas letras das suas canções.

haim no nos alive 2022
Este Haim no baixo |©David Passos/MHD

Que bom foi ouvir os seus temas groovy, os seus refrões cantáveis e a sua batida eletrizante, sempre a oscilar entre a pop e a rock. Para fechar ouvimos e vivemos, no Passeio Marítimo de Algés, “The Steps”, música nomeada para os Grammys na categoria de Melhor Performance Rock. A presença foi curta, mas doce. Até uma próxima a um dos mais poderosos trios femininos do momento!

HAIM NO NOS ALIVE 2022 | JÁ CONHECES OS TEMAS DE WOMEN IN MUSIC PART III

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Maggie Silva has 463 posts and counting. See all posts by Maggie Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.