"A Herdade" | © Leopardo Filmes

A Herdade | Conhece o representante de Portugal aos Óscares 2020

A Academia Portuguesa de Cinema escolheu “A Herdade” como representante de Portugal nos Óscares 2020. 

A longa-metragem “A Herdade”, do realizador Tiago Guedes e com produção Paulo Branco, foi o filme escolhido pelos membros da Academia Portuguesa de Cinema (APC), para representar Portugal nos Óscares 2020, na categoria de Melhor Filme Internacional.

Após a sua estreia mundial bem sucedida, com direito a ovação e a vitória do Bisato d’Oro de Melhor Realizador na competição oficial do 76.º Festival de Cinema de Veneza, “A Herdade” irá colocar uma vez mais o nome de Portugal à prova na corrida às tão desejadas estatuetas douradas. Relembre que Portugal nunca foi nomeado aos Óscares da Academia na respetiva categoria.

A Herdade
A Herdade | © Leopardo Filmes

Atualmente o filme passa no Festival de Toronto TIFF, marcando a primeira vez que um filme português é seleccionado para a secção Special Presentations do evento. Para o Paulo Trancoso, presidente da Academia Portuguesa:

Nos últimos dois anos o cinema português tem vindo a afirmar-se no plano nacional e internacional, não só por manter uma presença constante e destacada em festivais de cinema onde Portugal não participava há vários anos, mas também pelo crescente número de espectadores que acorrem às salas para ver filmes portugueses” e prosseguiu “Este ano, até agora a produção nacional levou às salas cerca de 490 mil espectadores, um aumento impressionante face aos 145 mil espectadores contabilizados no mesmo período em 2018. Todos os filmes que estavam nomeados à candidatura de Portugal para os Óscares – “Raiva” de Sérgio Tréfaut, “Parque Mayer” de António-Pedro Vasconcelos e “Variações” de João Maia – são filmes que demonstram a vitalidade e diversidade inequívoca do cinema português.

“A Herdade” conta a saga de uma família portuguesa, proprietária de um dos maiores latifúndios da Europa, na margem sul do Rio Tejo, fazendo o retrato da vida histórica, política, social e financeira do nosso país, entre os anos 40 e os dias de hoje. No elenco estão atores bem conhecidos do grande público como Albano Jerónimo, Sandra Faleiro, Miguel Borges e Vitória Guerra. “A Herdade” está a ser aclamada por vários críticos de cinema dos EUA, como por exemplo, Jay Weissberg da Variety:

“Guedes (Entre os Dedos) aponta os westerns e melodramas como o filme Home From the Hill, de Vincente Minnelli, como grandes influências, que funcionam claramente como modelos com nuances políticas. […] A fotografia de João Lança Morais tem uma beleza informal inquestionável, e a sensibilidade para a natureza, com uma banda sonora quase mais dependente do vento que se faz ouvir do que da música de Arvo Pärt, Zeca Afonso e Charles Ives, é uma característica de relevo que se destaca e que se enquadra numa história centrada numa propriedade rural a sul do rio Tejo.”

Saiba também que no passado mês de abril, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood decidiu mudar o nome da categoria de Melhor Filme Estrangeiro para Melhor Filme Internacional, sobretudo pelo termo “estrangeiro” ser bastante antiquado para uma arte que é mundial.

A estreia em Portugal de “A Herdade” acontece no próximo dia 19 de setembro. A 92.ª cerimónia de entrega dos Óscares decorrerá no dia 9 de fevereiro de 2020, no teatro Dolby, em Los Angeles. Durante o evento, a Academia de Hollywood entregará os famosos prémios em 24 categorias.

Será que é desta que Portugal é nomeado aos Óscares 2020?

Virgílio Jesus

Era uma vez em...Portugal um amante de filmes de Hollywood (e sobre Hollywood). Jornalista e editor de conteúdos digitais em diferentes meios nacionais e internacionais, é um dos especialistas na temporada de prémios da MHD, adepto de todas as formas e loucuras fílmicas, e que está sempre pronto para dois (ou muitos mais!) dedos de conversa com várias personalidades do mundo do entretenimento.

Virgílio Jesus has 1394 posts and counting. See all posts by Virgílio Jesus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.