Julho no teatro: Mafadadas | © TNDMII

Julho no teatro: Lisboa

[tps_header]

Este mês as salas de teatro lisboetas são marcadas pela sua tomada de assalto por parte do festival de teatro de almada, mas há mais a decorrer

Fazemos a pesquisa, lemos, vemos e falamos sobre teatro. Tudo para que possamos sair de casa sem nos perdermos no barulho publicitário feito por uma mão cheia de espectáculos (fazendo com que nos esqueçamos de outros), ou simplesmente para sairmos da nossa zona de conforto.

Lê Também:   A emancipação do ser sem braços, crescimento a olhos vistos

Estas são as nossas sugestões de entre o que podes ver no mês de julho no teatro:

[/tps_header]

JULHO NO TEATRO|A MATANÇA RITUAL DE GORGE MASTROMAS

Variações Sobre o Modelo de Kraepelin | © Artistas Unidos

Quem sou eu? Eu sou o que as palavras dizem de mim. Eu sou a memória do que eu fui. Mas quem sou eu se não tenho palavras que me definam? Se não consigo falar de mim?

Eu sou as infinitas variações do que poderia ser. Perco-me em momentos que não sei se me pertencem ou se os vi algures num álbum de fotografias velho. E entre os fragmentos da minha história, imagens sem nome são embrulhadas, entrelaçadas, baralhadas e agora sou apenas eu. Não sei o que vivi e muito menos se o vivi, ou se me apoderei de histórias de outros. Variações Sobre o Modelo de Kraepelin é um texto sobre um homem que sofre de demência. Um homem que perde a memória, que esquece o fluxo dos anos, o nome das coisas e a sua funcionalidade. Ele perde as palavras e preenche os vazios como pode, através do fio ténue da sua imaginação.

A cocriação dos Artistas Unidos e do Palco13 estará no palco do Teatro da Politécnica até dia 13 de julho. Terças e quartas às 19hquintas, sextas e sábados às 21h havendo neste último dia matiné às 16h. O preço do bilhete normal é de 10€; havendo descontos para estudantes, menores de 30 anos, maiores de 65 e grupos com mais de 10 elementos assim como para profissionais do espectáculo. Nestes casos, bem como no dia do espectador (terças-feiras) os bilhetes custarão 6€.


JULHO NO TEATRO | A MULHER QUE VIVEU APENAS UMA VEZ

A mulher que viveu apenas uma vez | © Artistas Unidos

10 de Maio de 1977, 78, 79, 77, Joan Crawford morre.
“Começo a perceber certas coisas”.
10 de Março, Março, Maio de 1977, Joan Crawford expira.
10 de Maio de 1977, “Que Deus abençoe a sua alma”.

A mais recente encenação de Margarida Correia estará no Teatro da Politécnica de dia 4 a 13 de julho. Dia 4 e 5 às 21h, dia 6 e 13 às 18h e dia 11 e 12 às 19h. O preço do bilhete normal é de 10€; havendo descontos para estudantes, menores de 30 anos, maiores de 65 e grupos com mais de 10 elementos assim como para profissionais do espectáculo. Nestes casos, bem como no dia do espectador (terças-feiras) os bilhetes custarão 6€.


JULHO NO TEATRO | FESTIVAL DE TEATRO DE ALMADA

Festival de teatro de Almada | © Luís Lázaro Matos

A 36ª edição do Festival de teatro de Almada arranca já dia 4 e prolongar-se-á até dia 18 de julho. Ao longo destas datas decorrerão performances teatrais variadas, produções e co-produções nacionais e internacionais em Lisboa, Almada e Cascais.

Desenhamos-te um guia de sugestões de peças às quais podes assistir para a edição deste ano do festival:

Lê Também:   Festival de Teatro de Almada: sugestões

JULHO NO TEATRO | ÉDIPO

Édipo, cegos que guiam cegos | © Teatro Livre

A escolha do caminho a seguir: o traçado pelos deuses ou o escolhido pelo homem enquanto dono do seu destino, é o ponto a focar nesta peça. A qualidade da escolha, muito mais do que a escolha em si, é o ponto de partida para o espetáculo que procura o seu mote no equilíbrio de forças. A força mística da crença cega como representante das influências externas, em oposição ao poder de decisão, assombrado pelos fantasmas internos do homem.
Para evitar o destino profetizado pelos deuses, Laio e Jocasta entregam o seu filho recém-nascido à morte. A criança é salva e anos depois, ouve a mesma profecia anunciada antes, sobre seu destino. Sem saber sua origem, parte da casa de seus pais adotivos e, sem querer, depara-se com o seu passado e percebe que, ao decidir fugir da sua sina, fatalmente a encontra, matando seu verdadeiro pai e casando com a verdadeira mãe.

Uma produção do Teatro Livre com encenação de Beto Coville a partir do clássico fundador de Sófocles. De 4 a 21 de julho no Museu de Lisboa – Teatro Romano, de quinta a domingo às 21h30 e com bilhetes a 5€. 


JULHO NO TEATRO | ESTUDOS SOBRE O DESEJO – TOMO I – O BARÃO

Estudos sobre o desejo – Tomo I – O Barão | © Cepa Torta

Estudos sobre o desejo é um conjunto de espectáculos que abordam um conceito que é fulcral na criação artística – o do desejo enquanto força motriz de qualquer acto consciente ou inconsciente de criação. Neste primeiro Tomo, trabalhamos o conto O Barão. Trata-se de um conto (ou, para alguns, uma novela) de Branquinho da Fonseca, publicado pela primeira vez em 1942, que tem como pano de fundo uma remota aldeia portuguesa, e que facilmente relacionamos com o Portugal fechado e enegrecido do antigo regime. A história, narrada na primeira pessoa por um inspetor da escola primária em visita de trabalho à aldeia, relata o estranho encontro deste com o Barão, destacado habitante de personalidade excêntrica e de reputação tanto temida como respeitada. A esta base juntamos o ensaio de Aldous Huxley, As Portas da Percepção e alguns excertos de textos de George Bataille, cruzando-os com histórias pessoais.

Uma produção da companhia Cepa Torta, a partir de Branquinho da Fonseca, Aldous Huxley, George Bataille e encenação, adaptação e dramaturgia a cargo de Miguel Maia. No armazém 16 do ONE your first stop de dia 11 a 21 de julho às 21h30, sendo possível reservar bilhetes no próprio website da companhia.


JULHO NO TEATRO | ÍMPAR

Ímpar | © Mafalda Banquart e Tiago Jácome

Desenhar uma genealogia autoral de uma relação amorosa através de um caso particular e específico, o nosso.  Ímpar não é uma ode à nossa relação amorosa, nem um balanço dessa relação, nem uma forma criativa de festejar um aniversário de namoro ou um pedido de casamento extravagante.

Resultante de uma parceria entre a Rua das Gaivotas 6 e O Espaço do Tempo, “Ímpar” aparece no âmbito do Young Emerging Performers, criado por Mafalda Banquart e Tiago Jácome. De 18 a 21 de julho às 21h30 na Rua das Gaivotas 6, os bilhetes terão o preço de 5€.


JULHO NO TEATRO | MALFADADAS

Malfadadas | © TNDMII

A memória evanescente de Eurídice, a sombra negra de Medeia, a alienação de Mary Tyrone e aquilo que ainda nos resta de Blanche DuBois. Fados/vidas que nos devolvem as impressões e a palavra de figuras tutelares femininas do teatro e da mitologia literária…

Uma criação de Aldina Duarte, Filipe Raposo, Isabel Abreu e Miguel Loureiro e interpretações de Aldina Duarte e Isabel Abreu. De 20 e 28 de julho no TNDMII, quarta e sábado às 19h, quintas e sextas às 21h e domingo às 16h. O preço dos bilhetes irá dos 9€ aos 16€.


JULHO NO TEATRO| DOIS PERDIDOS NUMA NOITE SUJA

Dois perdidos numa noite suja | © Lua Cheia – Teatro

A área cénica é concentrada, mínima. Não há para onde fugir. Os corpos estão aprisionados numa atmosfera que transborda de brutalidade. O diálogo é a fonte principal dessa tensão. Uma tensão que já começa em níveis elevados e que aumenta ainda mais, pouco a pouco, até a sua extinção plena. A intimidade do espaço mergulha o espectador no núcleo da violenta trama, como alguém que acompanha tudo encostado na fina parede do quarto ao lado e nada pode fazer. Diante da crueldade de uma situação limite todos nós somos, possivelmente, arrastados para uma violência desmedida e implacável.

A encenação de André Paes Leme a partir do texto da autoria de Plínio Marcos estará na Casa do Coreto dia 20 e 21 de julho às 21h30 e 19h, respectivamente.


JULHO NO TEATRO| CIRCO POEIRA

Circo Poeira | © Museu da Marioneta

Circo Poeira funde as linguagens de circo, teatro e marionetas. O espectáculo conta a história de um circo, narrada através das memórias de um Velho Mestre, que recorda o auge do seu circo. Durante 50 minutos, viajamos neste universo intimista e nostálgico, que garante emoção a todas as idades.

Uma concepção e interpretação de Caio Stolai, no Museu da Marioneta, de 26 a 28 de julho às 19h com bilhetes a 3€.

[tps_footer]

Lê Também:   Subscreve a Newsletter MHD

[/tps_footer]

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *