Melhores Guarda-Roupas de TV

TOP 2018 | Os melhores guarda-roupas da TV

De dramas de época requintados a hediondas distopias, o panorama da televisão mundial raramente foi mais rico em séries de qualidade e guarda-roupas a condizer.

1 de 11

2018 não foi só um grande ano em termos de cinema. Também no mundo da televisão estes passados doze meses marcaram uma maravilhosa procissão de triunfos da arte e do entretenimento, alguns deles com importantes mensagens políticas, outros com festins visuais de ostentação sem precedentes. Outros ainda, ofereceram às suas audiências um cocktail destas duas hipóteses e muitos outros prazeres.

Apesar de ser muitas vezes menosprezado como um mero elemento ornamental das artes performativas, o figurino representa uma engrenagem essencial no mecanismo que é a narrativa televisiva. Afinal, o que seria “The Handmaid’s Tale” sem os seus icónicos trajes de opressão e injustiça? Teria “Mad Men” sido tão importante e popular sem a sua precisa reprodução histórica dos anos 60 nos EUA? Conseguiríamos estar tão emocionalmente investidos no drama de “Game of Thrones” se não fôssemos confrontados com um mundo de materialidade tão visceral que parece mais real que a realidade? Provavelmente não.

Como já fizemos em anos anteriores, para honrar o trabalho dos figurinistas responsáveis por tais maravilhas técnicas e criativas, decidimos listar aqueles que consideramos serem os 10 melhores guarda-roupas da TV. Em consideração estiveram séries, minisséries e filmes televisivos que estrearam, a nível mundial, entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2018. Filmes claramente concebidos para cinema, mas distribuídos por plataformas mais tradicionalmente associados a produtos televisivos, como é o caso de “A Balada de Buster Scruggs” não serão considerados, contudo.

westworld
WESTWORLD tem direito a uma menção honrosa pelos figurinos desenhados por Sharen Davis.

Antes de apresentarmos o nosso top 10 final temos de destacar algumas menções honrosas. Na sua segunda temporada, “Westworld” expandiu o seu jogo de referência histórica e elementos de ficção-científica a estilos do Japão feudalista. Se possível, os resultados foram ainda mais extraordinários que na primeira temporada exclusivamente focada em fantasias do Velho Oeste. Também no panorama da ficção-científica, “Maniac” merece algum destaque, nem que seja só pela insana quantidade e variedade de estilos dos seus figurinos.

Mais no mundo da fantasia, “The Chilling Adventures of Sabrina” e “American Horror Story: Apocalypse” exigem algum reconhecimento pela sua mistura de referências folclóricas de bruxaria, iconografia de cinema de terror clássico e tendências atuais. Mais perto da realidade contemporânea, mas não por isso menos merecedor de apreço e celebração, é o guarda-roupa de “The Good Fight” que diz mais com o contraste entre a indumentária de dois advogados que muitos dramas conseguem dizer com dez páginas de diálogo.

Lê Também:
Top 2016 | Os melhores guarda-roupas da TV

Sem mais demoras, segue as setas para descobrires quais foram as obras televisivas que selecionámos como as mais bem-vestidas de 2018.

1 de 11

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *