Phoebe Bridgers

Phoebe Bridgers partilha emotivo videoclip para a canção “Killer”

Phoebe Bridgers revelou ontem o videoclip da canção “Killer”, presente no seu álbum de estreia, o aclamado Stranger In the Alps (Dead Oceans, 2017). 

O clip, filmado a preto e branco em Joshua Tree, California, tem realização assinada por Gus Black. “Achei que este local era visualmente perfeito para a performance da Phoebe”, disse Black numa nota enviada à imprensa. “O facto de este local ter sido um asilo abandonado de tuberculosos foi conveniente”, completou. Trata-se também da continuação do anteriormente revelado vídeo de “Scott Street”, e oferece um acompanhamento emocional e evocativo da canção.

PHOEBE BRIDGERS | VIDEOCLIP DE “KILLER”

Ainda este ano, Phoebe Bridgers colaborara com Noah Gundersen na belíssima união de “Killer” a “The Sound” (canção de Gundersen, do álbum “White Noise”), na faixa “Killer + The Sound” (esta versão pode ser ouvida aqui).

O lançamento do vídeo de “Killer” é o completar de um círculo perfeito para Bridgers, já que este foi o seu primeiro single, revelado em 2015 numa versão acústica. Desde então, ao longo dos últimos dois anos, Phoebe Bridgers acumulou aclamações um pouco por toda a comunidade musical, tendo participado em diversos festivais de renome nos EUA e na Europa, abrindo concertos de The National, The War On Drugs, Sylvan Esso e Conor Oberst, fazendo participações na televisão americana. Bridgers terminou 2018 numa tour nacional ao lado de Julien Baker e Lucy Dacus sob o nome do supergrupo “boygenius“, cujo EP homónimo figura em diversas listas dos melhores álbuns do ano.

Lê Também:
O Mês em Música | Playlist de Outubro

Phoebe revelou também, nas últimas semanas, duas versões: uma de “Friday I’m in Love”, dos The Cure, para o Sporify Singles e também de “Christmas Song”, original de McCarthy Trenching.

O que pensas da nova canção?

Daniel E.S.Rodrigues

Sonho como se estivesse num filme de Wes Anderson, mas na verdade vivo no universo neurótico de Woody Allen. Sou obcecado pela temporada de prémios, e gostaria de ter seguido a carreira de cartomante para poder acertar em todas as previsões dos Óscares, Globos de Ouro (da SIC), Razzies, Troféus TV7 Dias e Corpo do Ano Men's Health. Mas, nesse universo neurótico e imperfeito em que me insiro, acabei por me tornar engenheiro. Sigam-me no Instagram para mais bitaites sobre Cinema, Música, Fotografia e outras coisas desinteressantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *