© NOS Audiovisuais

Ready Player One | Sequela literária ganha sinopse

O autor de “Ready Player One”, Ernest Cline, revelou hoje a sinopse da muito aguardada sequela do livro de 2011.

Ernest Cline partilhou esta sexta-feira durante a New York Comic Con a sinopse da aguardada sequela de “Ready Player One: Jogador 1.” O best-seller, lançado em 2011, ganhou ainda mais fãs depois de ter saltado para o grande ecrã pelas mãos de Steven Spielberg em 2018.

Cheio de nostalgia dos anos 80, incluindo inúmeras referências à filmografia de Spielberg, algo que o próprio tentou retirar do filme, “Ready Player One” deu-nos a conhecer a realidade virtual do OASIS. Um lugar onde qualquer um pode ser o que quiser e onde praticamente tudo é possível. No entanto, quando o criador deste mundo morre, cabe ao adolescente Wade Watts (Tye Sheridan) decifrar a sua última charada numa alucinante caça ao ovo e salvar este universo.

Lê Também:
Do Livro à Tela | Ready Player One: Jogador 1

Agora não será apenas o OASIS que se encontra de novo em perigo, como também o mundo. Eis a sinopse oficial de “Ready Player Two”:

Uma jornada inesperada coloca dois mundos em jogo
Estás preparado?
Dias depois de ter ganho o concurso de James Halliday, fundador do OASIS, Wade Watts faz uma descoberta que irá mudar tudo.
Escondido dentro dos cofres de Halliday, à espera que o seu herdeiro a encontrasse, está uma tecnologia capaz de mudar outra vez o mundo e tornar o OASIS mil vezes mais incrível – e viciante – do que Wade alguma vez sonhou.
Um novo enigma e jornada acompanham-na  – um último Easter egg de Halliday, anunciando um misterioso prémio.
Um inesperado, extremamente poderoso e perigoso rival aguarda, capaz de matar milhões para obter o que deseja.
A vida de Wade e o futuro do OASIS estão novamente em jogo, mas desta vez também o destino da humanidade.”

JÁ CONHECES A CAPA DE READY PLAYER TWO?

A sequela chega às livrarias a 24 de novembro de 2020. Vais ser um dos primeiros a chegar ao ovo?

Inês Serra

Cresci a ir ao cinema, filha de pais que iam a sessões duplas...Será genético? Devoro livros e algumas séries. Fã incondicional do fantástico e do sci-fi. Gostaria de viver todos os dias com o mote Spielbergiano - "I dream for a living"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *