The Garden Apartment

Rotterdam 2019 | The Garden Apartment, em análise

“The Garden Apartment” é a longa-metragem de estreia de UMMMI, Umi Ishihara, uma artista e realizadora japonesa apresentada durante o International Film Festival Rotterdam 2019.

A premissa é simples, o limbo que existe entre o final da adolescência e o início das responsabilidades da vida adulta. É este tema que assombra a protagonista, Hikari (Yukari Shinomiya), uma jovem grávida de um namorado que pouco ou nenhum esforço faz para garantir estabilidade financeira à sua família. Infeliz com a sua vida, Hikari encontra-se à procura de algo que lhe suscite interesse, algo que a faça sentir viva, e é com essa esperança que se desloca até casa da tia pouco ortodoxa do namorado, Kyoko (Kaori Takeshita).

Lê Também:
Rotterdam 2019 | Catálogo das obras disponíveis em Portugal

Esta mulher está numa fase diferente da sua vida mas igualmente num limbo, presa entre a morte prematura do marido que amava e um futuro incerto e sem grandes surpresas à vista. Ela esconde a sua mágoa ao alojar um grupo de jovens instáveis, vivendo com eles numa constante festa como se ainda fosse a adolescente de outrora, incapaz de seguir em frente. Prova igualmente da sua paragem emocional é também o apartamento que tenta imitar o jardim onde ela e o marido se conheceram, falando ainda com ele várias vezes, em frente ao espelho.

A interpretação de Shinomiya é fantástica e ela consegue transmitir na perfeição o vazio emocional sentido por Hikari, uma personagem mergulhada em mil e uma preocupações, incerta sobre o seu futuro, mas sem saber por onde escapar. O mesmo acontece com Takeshita que se deixa levar em momentos de puro desespero, onde as palavras de nada servem para atenuar a sua dor.

The Garden Apartment

Para além das atuações, “The Garden Apartment” mistura vários elementos artísticos. A música e a fotografia são sem dúvida pontos fontes e as duas juntas proporcionam breves cenas que se assemelham a “videoclips”, cujos ajudam a conciliar o tom melancólico e experimental da obra, levando-nos até ao centro da ação.

Quanto às personagens secundárias, estas são um dos pontos menos fortes da obra. Possuindo quase ou nenhuma história de fundo ou contexto, elas claramente servem como “objetos cenográficos” a serem utilizados pelas duas protagonistas, sendo descartados logo de seguida sem que mais nada se saiba sobre as suas ambições ou os seus passados – no caso do grupo de jovens que vive com Kyoko, estas são mesmo quase que figurantes, não personagens secundárias.

No final, “The Garden Apartment” é um excelente começo para a jovem realizadora e esperamos ver mais do seu trabalho em futuras edições do Rotterdam, ou outros festivais internacionais. A cineasta consegue captar num filme o sentimento de incerteza, de auto-desconhecimento, e de incapacidade para avançar, num quase poema repleto de melancolia.

The Garden Apartment, em análise

Movie title: The Garden Apartment

Director(s): Umi Ishihara

Actor(s): Yukari Shinomiya, Kaori Takeshita

Genre: Drama

  • Ângela Costa - 71
71

CONCLUSÃO

Este é um filme que estreia UMMMI nos circuitos de cinema internacionais e deixa curiosidade para ver os seus próximos trabalhos.

O MELHOR: A interpretação das duas atrizes principais e a melancolia com que é realizado "The Garden Apartment"

O PIOR: O facto de se ser dada importância a personagens com pouca história de fundo e com as quais não sentimos qualquer empatia devido a isso.

Sending
User Rating 0 (0 votes)
Comments Rating 0 (0 reviews)

Ângela Costa

Mestre em Cinema pela Universidade da Beira-Interior, sou apaixonada pelo cinema japonês e toda a cultura que o envolve. Adoro igualmente fotografia e se tiveres curiosidade passa no meu Instagram ;) Música e videojogos são dois outros grandes interesses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sending