Sundance Film Festival | Filmes com Distribuição Assegurada

 

Amazon e Netflix são dos maiores nomes no que diz respeito à compra dos direitos de distribuição de filmes na edição de 2016 do Festival de Cinema de Sundance.

Já há alguns anos que a Netflix se tem envolvido na distribuição de filmes que emergem do circuito dos festivais, por vezes, como no caso de Al Midan, um documentário sobre a recente revolução no Egipto, resultaram na completa aclamação crítica e até em nomeações para os Óscares da Academia. Depois de, no ano passado, a Netflix se ter aventurado na produção de filmes com Beasts of No Nation, não será de surpreender que o seu envolvimento no mundo do cinema se esteja a intensificar. Este ano, no prestigioso Festival de Sundance, o serviço de streaming mais popular do mundo tem assegurado a distribuição de variadas obras.

 

Sundance Film Festival The Fundamentals of Caring
The Fundamentals of Caring

 

The Fundamentals of Caring, uma comédia com Paul Rudd e Selena Gomez, e Tallulah, um drama com Ellen Page sobre uma jovem ama que rapta o filho de uma família rica mas negligente, foram alguns dos filmes assegurados pela Netflix que, no entanto, não comprou os seus direitos de distribuição nos cinemas. A Netflix terá de se associar a outra distribuidora para que estas obras cheguem aos cinemas antes de passarem para os computadores de todo o mundo a partir dos seus serviços.

Lê Também: Antevisão Certain Women, um filme do festival de Sundance’2016

Na mesma situação encontra-se um filme de terror iraniano Under the Shadow, que muitos críticos estão a apelidar como o novo suceso ao estilo do Senhor Babadook, e Audrie & Daisy, um documentário sobre cyberbullying que deverá ser uma das grandes apostas da Netflix para a próxima Awards Season.

 

Sundance Film Festival Manchester by the Sea
Manchester by the Sea

 

Também a despertar algumas conversas sobre a temporada dos prémios de cinema a iniciar-se no final de 2016 está Manchester by the Sea, o novo filme de Kenneth Lonergan, que conta com a participação de Casey Affleck no papel principal. O filme teve os seus direitos de distribuição comprados por 10 milhões de dólares pela Amazon, que certamente tentará levar o drama com a participação de Michelle Williams, Kyle Chandler e Lucas Hedges, à glória dos prémios de cinema da temporada 2016/17.

 

Sundance Film Festival Love & Friendship
Love & Friendship

 

Love & Friendship, uma adaptação de uma das obras de Jane Austen que reúne o realizador Whit Stilman com as atrizes Chlöe Sevigny e Kate Beckinsale, é outros dos filmes com distribuição negociada pela Amazon, que irá associar-se com a Roadside Pictures na distribuição deste filme de época nos cinemas americanos. Weiner-Dog, uma nova comédia negra de Todd Solonz com Greta Gerwig, Complete Unknown, um drama protagonizado por Rachel Weisz e Michael Shannon, e Author: The JT Leroy Story, um documentário sobre a célebre escritora titular, são outros dos filmes com distribuição assegurada pela empresa multinacional de comércio online.

Lê Também:
Leonardo DiCaprio e Barry Jenkins adaptam Virunga para a Netflix

 

Sundance Film Festival The Birth of a Nation
The Birth of a Nation

 

Apesar desta crescente presença de empresas da internet no mundo do cinema, há que reconhecer a importância e relevância das distribuidoras mais tradicionais como a Sony Pictures Classics que fez este ano um dos mais discutidos negócios de Sundance, assegurando os direitos de distribuição de The Birth of a Nation de Nate Parker por uns estonteantes 17.5 milhões de dólares, uma das maiores quantias alguma vez gastas num filme deste festival de cinema independente. Depois de toda a polémica que a falta de diversidade dos Óscares tem provocado, é de louvar a sagacidade desta distribuidora que certamente irá tentar exacerbar a importância deste filme sobre uma sangrenta revolta de escravos na América do século XIX que é baseado num dos mais importantes momentos na história da escravatura em território americano. A juntar-se a este negócio milionário está também o grande triunfo do filme nos prémios entregues no último dia do festival.

A Sony Pictures Classics também irá distribuir Equity, um drama de Wall Street que conta com Anna Gunn no papel principal, The Hollars, uma comédia dramática protagonizada por John Krasinski, e Eat That Question, um documentário sobre Frank Zappa que também irá ser exibido na Berlinale a decorrer a partir de 11 de fevereiro.

Consulta Também: Festival de Berlim | Lista completa dos filmes em competição

 

Sundance Film Festival Swiss Army Man Daniel Radcliffe
Swiss Army Man

 

A A24, uma distribuidora e produtora que tem vindo a ganhar cada vez mais relevância no panorama do cinema de qualidade com filmes como Um Ano Muito Violento, Quarto, Amy e Ex Machina, comprou os direitos de distribuição para Morris from America, um filme que retrata um pai e filho afro-americanos que têm de se adaptar à sua nova vida em Heidelberg na Alemanha. Craig Robinson, o ator principal deste filme, foi um dos vencedores do festival, ganhando um prémio pela sua prestação e cimentando a importância desta obra e a sagacidade de A24 ao adquirir os direitos de distribuição de Morris from America.

Esta distribuidora arrecadou ainda os direitos de distribuição para um dos mais falados filmes do festival, uma bizarra comédia negra protagonizada por Paul Dano e Daniel Radcliffe. Em Swiss Army Man, cujos direitos foram comprados por mais de um milhão de dólares, o ator que em tempos encarnou Harry Potter interpreta um cadáver que sofre de incontrolável flatulência que representa a única companhia humana para um homem perdido numa ilha. Tal como Morris from America, Swiss Army Man também arrecadou um dos principais prémios do festival, neste caso o de Melhor Realização de um filme americano em competição.

Lê Também:
The Crown escolhe uma nova Princesa Margaret

 

Sundance Film Festival Goat Nick Jonas
Goat

 

A Paramount Home Media foi outra das grandes distribuidoras a marcar presença no Festival de Sundance de 2016, tendo comprado os direitos de distribuição mundial da comédia The Intervention, que arrecadou um prémio para a prestação de Melanie Lynskey. O filme representa a estreia da atriz Clea DuVall no mundo da realização.

Apesar da respeitabilidade e do prestígio já alcançado pelo filme de DuVall, talvez a outra grande compra da Paramount se vá provar como o filme mais popular. Goat é um drama desenvolvido em volta de uma narrativa sobre praxes nas fraternidades das universidades americanas, protagonizado por Ben Schnetzer e Nick Jonas. A fama de Jonas deverá ter sido um dos maiores fatores que levaram Goat a ter os seus direitos de distribuição nos EUA comprados pelo valor de 2.25 milhões de dólares.

 

Sundance Film Festival Hunt for the Wilderpeople
Hunt for the Wilderpeople

 

Outro filme de destaque nestes iniciais negócios de distribuição é, por exemplo, Hunt for the Wilderpeople de Taika Waititi, o realizador responsável pelo próximo filme da Marvel sobre Thor, que teve os seus direitos de distribuição americana comprados por The Orchard pelo preço de dois milhões de dólares e um compromisso de distribuição em mais de 100 países.

Lê Ainda: O Que Fazemos nas Sombras, em análise

Muitas outras obras têm conseguido assegurar a sua distribuição nestes dias do Festival de Sundance, incluindo um novo documentário do genial Werner Herzog e uma adaptação de um romance de Philip Roth, entre muitos outros.

Há que apontar, no entanto, que a maioria destes negócios do Festival de Sundance, se limitam aos direitos de distribuição americana destes filmes, pelo que muitas destas obras poderão, infelizmente acabar por ficar sem distribuição internacional. O tempo dirá quais destes filmes chegarão às salas portuguesas.

 

Mais sobre os festivais de cinema a decorrer no nosso Calendário | Festivais de Cinema 2016

E consulta também o nosso Guia das Estreias de Cinema nacionais.

 

 

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *