Tom Hardy

Tom Hardy partilha fotografias da sua dramática transformação em Al Capone

Tom Hardy irreconhecível nas mais recentes imagens de “Fonzo”, o drama biográfico sobre o ilustre gangster italo-americano Alphonse Gabriel “Al” Capone.

Tom Hardy não é estranho quer ao mundo das biografias, quer ao mundo da máfia. No entanto, o drama biográfico sobre Al Capone poderá vir a ser a sua transformação mais dramática até à data. A produção da longa-metragem está a decorrer em New Orleans sob a direcção e argumento de Josh Trank (“Quarteto Fantástico“). Hardy parece estar bastante entusiasmado com o novo projecto a avaliar pelas fotografias que tem publicado na sua página de instagram.

“Fonzo” tem como linha temporal os anos de sentença de Al Capone, mais precisamente 10 anos após ter sido condenado. Hardy interpretará um Capone de 47 anos que começa a sofrer de demência, sendo assombrado pelo seu passado violento. Linda Cardellini (“Vingadores: A Era de Ultron“), Matt Dillon (“Ladrões Com Muito Estilo“), Kyle McLachlan (“Twin Peaks“) e Jack Lowden (“Dunkirk“) acompanham o ator britânico nesta adaptação.

Lê Também:
20 Papéis ignorados pelos Óscares na última década

A produção de “Fonzo” não teve um caminho fácil, já que existiram problemas entre Trank e os estúdios da 20th Century Fox. De acordo com o realizador, o filme tinha uma versão melhor antes da Fox se intrometer. Lawrence Bender, conhecido pelas suas colaborações com Quentin Taratino, será um dos produtores do projecto. A biografia de Al Capone é um dos dois projectos que Tom Hardy tem em mãos, sendo o segundo o aguardado “Venom”, que deverá estrear em outubro.

NOS BASTIDORES | TOM HARDY IRRECONHECÍVEL ENQUANTO AL CAPONE

A post shared by Tom Hardy (@tomhardy) on

Chasing Fonzo ♠️

A post shared by Tom Hardy (@tomhardy) on

♠️🎥🔥🇺🇸🇬🇧🌅🌅🌅🌠🌠🌠😇😇😇

A post shared by Tom Hardy (@tomhardy) on

Mega awkward character misstep 👀

A post shared by Tom Hardy (@tomhardy) on

♠️🔥chasing Fonzo💯🌠🌠🌠😇😇😇😇

A post shared by Tom Hardy (@tomhardy) on

Qual a tua opinião sobre o percurso do ator britânico?

Inês Serra

Cresci a ir ao cinema, filha de pais que iam a sessões duplas...Será genético? Devoro livros e algumas séries. Fã incondicional do fantástico e do sci-fi. Gostaria de viver todos os dias com o mote Spielbergiano - "I dream for a living"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *