Ladrões Com Muito Estilo, em análise

Zach Braff consegue com Ladrões Com Muito Estilo uma obra ideal para entreter toda a família mas, ao mesmo tempo, chamar a atenção para um problema bastante real.

Inspirado no filme homónimo realizado em 1979 por Martin Brest, Ladrões Com Muito Estilo junta Michael Caine, Morgan Freeman, e Alan Arkin. O trio dá vida a Joe, Willie e Albert, três reformados que repentinamente têm de enfrentar o fecho da fábrica para a qual trabalharam durante décadas. Contrariamente ao que acontece em Portugal, nos Estados Unidos as reformas são pagas pelas empresas, o que levanta inúmeros problemas principalmente aos mais velhos. Este é o tema principal da história.

Contudo, tendo tudo para ser um drama, a obra de Zach Braff aborda um problema social grave de forma leve e brincalhona, chamando a atenção para ele mas aproveitando-o para recriar uma história verdadeiramente divertida.

ladroes com muito estilo going in style

Joe (Caine), vive com a filha e neta, razão pela qual desespera quando descobre que a sua casa está em vias de lhe ser retirada. Procurando resolver o problema, ele desloca-se até ao seu banco e é durante a sua visita que testemunha em primeira-mão um assalto organizado por um trio que afirma roubar apenas aos ricos. Inicialmente chocado com a situação, Joe vê-se cada vez mais apertado e tem uma “ideia brilhante”: assaltar um banco. Para concretizar a sua missão e salvar a família da ruína ele junta dois grandes amigos, Willie (Freeman) e Albert (Arkin), que partilham situações semelhantes à sua.

Confere ainda: John Wick 2, em análise

Amigos há muitos anos, os três brincam com temas como a velhice e passam as noites juntos a ver programas que lembram The Bachelorette, discutindo entre si quem irá a jovem escolher. Aqui é visível a excelente química entre atores que proporcionam uma relação realista e intima. No entanto, a amizade por si não é suficiente para levar a cabo este plano tão louco.

Joe, Willie e Al precisam de ajuda e este é o principio de uma viagem que nos leva às suas relações familiares, explorando um pouco do que é ser um homem de 80 anos nos Estados Unidos (e em certa parte, em todo o mundo). Filhos, netos, romances, debilidade, são temas tratados em pequenas histórias secundárias que ajudam à caracterização das personagens. Aliás, vale a pena mencionar a participação genial de Christopher Lloyd que muitos irão reconhecer como Dr. Emmett Brown de Regresso ao Futuro! O seu papel? Isso é segredo!

ladroes com muito estilo going in style

Ladrões Com Muito Estilo prima ainda pela forma como aborda o humor. Demarcando-se da maioria das comédias atuais onde este provem de palavrões ou cenas de nudismo, o filme de Braff utiliza metáforas, ironias e sarcamo, entre outras técnicas que se afastam da “brejeirice” e que irão certamente divertir as crianças, os pais e claro, os avós.

Lê também: Kong: Ilha da Caveira, em análise

A obra peca somente pela sua previsibilidade mas este não é de todo um aspecto demasiado negativo. Afinal, Going in Style não se propõe a desafiar o género da comédia. O seu objetivo é o de abordar um quase tabu social mas principalmente o de entreter. Este é um filme leve que fará toda a família sorrir e esquecer os seus próprios problemas durante alguns minutos.

LADRÕES COM MUITO ESTILO VAI TE SURPREENDER

Se procuras um filme que te deixe bem disposto, Ladrões Com Muito Estilo é ideal para ti! A obra estreou em território nacional no passado dia 6 de abril. Já tiveste a oportunidade de ver? Partilha a tua opinião!


ladrões com muito estilo going in styleTítulo Original: Going in Style
Realizador:
Zach Braff

Elenco: Michael Caine, Morgan Freeman, Alan Arkin
NOS | Comédia, Crime | 2017 | 96 min

Ana Rodrigues
Ângela Costa
Catarina d'Oliveira
Cláudio Alves
Daniel Rodrigues
José Vieira Mendes
Filipa Machado
Maria João Bilro
Marcos Mendes
Miguel Simão
Rui Ribeiro
Virgílio Jesus


AC



Sobre Ângela Costa

Mestre em Cinema pela Universidade da Beira-Interior e apaixonada por cinema japonês e videojogos!