"À Prova de Morte" | © The Weinstein Company

TOP Quentin Tarantino | 8. À Prova de Morte

Ainda perto do fundo do nosso top Tarantino, encontramos um dos seus filmes menos conhecidos, o delirante e polémico “À Prova de Morte”, onde se marca a primeira colaboração entre o cineasta e Kurt Russell.

 

                   

 

Se discutirmos os filmes do Quentin Tarantino este é talvez aquele que poderá gerar mais debate e controvérsia, por causa da sua aparente menoridade. Mas isso, por outro lado só vem comprovar o impacto de ”À Prova de Morte”, como um poderoso filme de suspense, sobre um maníaco serial killer interpretado por Kurt Russell, de uma forma magnífica.

‘Stuntman’ Mike é um duplo profissional que gosta no seu tempo livre desafiar mulheres para corridas perigosas de automóvel. Alterou mesmo o seu carro para que tenha o máximo de impacto na velocidade e, quando decide causar propositadamente acidentes, os cadáveres começam a aparecer.

quentin tarantino a prova de morte death proof
© The Weinstein Company

No entanto, tudo isto pode mudar quando Mike se torna o alvo de um grupo de mulheres, que inclui Zoe Bell, também uma dupla profissional, e que acaba, com as companheiras, “por lhe fazer a folha”.

Na verdade, é difícil mesmo não sentirmos uma certa pena do monstruoso Mike McKay, (Kurt Russell), quando as suas últimas vítimas femininas dão literalmente cabo dele. Enquanto o ex-duplo de Hollywood está tentando curar um ferimento de bala com uísque, o trio feminino puxa do bastão atrás e empurra-o para fora da estrada, dando-lhe socos até à morte. Não podia haver um ato de justiça mais cruel.

Lê Também:
A Desaparecida, o Aleijado e os Trogloditas, em análise

Curiosamente, o filme foi fisicamente arranhado para conseguir dar-lhe um estilo sujo e velho, típico dos filmes de terror ou suspense de série B.

 

                   

 

Usa as setas para continuares a explorar este ranking do cinema de Quentin Tarantino.

José Vieira Mendes

Jornalista, crítico de cinema e programador. Licenciado em Comunicação Social, e pós-graduado em Produção de Televisão, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. É actualmente Editor da Magazine.HD (www.magazine-hd.com). Foi Director da ‘Premiere’ (1999 a 2010). Colabora no blog ‘Imagens de Fundo’, do Final Cut/Visão JL , no Jornal de Letras e na Visão. Foi apresentador das ‘Noites de Cinema’, na RTP Memória e comentador no Bom Dia Portugal, da RTP1.  Realizou os documentários: ‘Gerações Curtas!?’ (2012);  ‘Ó Pai O Que É a Crise?’ (2012); ‘as memórias não se apagam’, ( 2014). Foi programador do ciclo ‘Pontes para Istambul’,(2010),‘Turkey: The Missing Star Lisbon’, (2012) Mostras de Cinema da América Latina 2010 e 2011, 'Vamos fazer Rir a Europa', 2014 e Mostra de Cinema Dominicano, 2014 e Cine Atlântico, Terceira, Açores. É o Director de Programação do Cine’Eco- Festival de Cinema Ambiental da Serra da Estrela desde 2012. É membro da FIPRESCI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *