Primal Survivor | © National Geographic

Universo National Geographic | Os destaques de julho

Em julho o universo National Geographic continua pelas profundezas do mar mas vai também à história do Egipto, à vida animal e ao tema da sobrevivência.

O Sharkfest continua a ser um dos maiores destaques deste verão National Geographic mas não será certamente o único. Neste mês, o Nat Geo e o Nat Geo Wild vão-nos levar a conhecer a história e as maravilhas egípcias, histórias de mulheres que estão a deixar a sua marca no nosso mundo, conhecimento sobre sobrevivência, entre tantos outros assuntos.

Vem descobrir um pouco mais sobre o mundo em que vivemos com esta programação de verão.

1 de 7

IMPACT COM GAL GADOT

Nat Geo
Impact with Gal Gadot | © Entertainment One

Onde: National Geographic

Estreia no sábado, 10 de julho, às 13h30.

“Impact com Gal Gadot” é um documentário que acompanha as histórias poderosas de seis mulheres que estão a causar um impacto extraordinário nas suas comunidades, em todo o mundo. Enfrentando violência de gangues, contaminação de água, degradação ambiental, discriminação e situação de sem-abrigo, estas mulheres ousam insurgir-se, expressar-se, sonhar, criar e liderar – contra todas a probabilidades. Estas histórias incluem: a de uma estudante universitária de 19 anos em Porto Rico que, depois do furacão Maria ter devastado a ilha, está numa missão de garantir que cada pessoa que esteja com dificuldades tenha acesso a água limpa; uma terapeuta em Half Moon Bay, na Califórnia, que perdeu a sua irmã gémea com COVID-19 e que transforma a sua dor ao curar e tratar mulheres através de terapia com o surf; uma antiga sem-abrigo, em Memphis, Tennessee, que está a construir casas para outras mulheres transgénero que precisam de um teto; uma bailarina, na zona mais perigosa do Brasil, que, através da dança, criou uma comunidade que ajuda jovens meninas a ter um futuro melhor; uma patinadora que quebrou barreiras no desporto e que dedica a sua vida a educar e dar poder a raparigas de cor dentro e fora do ringue de gelo; e a primeira chefe tribal mulher de uma tribo no Louisiana, que toda a gente espera que esteja entre os primeiros refugiados climáticos nos Estados Unidos, à medida que impacta o legado dos seus antecessores, as vidas da sua comunidade no presente e o futuro das suas gentes.

1 de 7

Marta Kong Nunes

Arquitecta (com um c!) de formação. Coordenadora de profissão. Fanática de cinema e séries por pura paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *