Harvey Weinstein

Weinstein Company na falência

A Weinstein Company vai declarar a falência, após não ter conseguido comprador na sequência do escândalo que envolve Harvey Weinstein.

O conselho administrativo do estúdio lançou um comunicado à comunicação social dizendo que reconhecem que esta decisão é prejudicial aos empregados, credores e possíveis vítimas, mas o conselho não conseguiu outra alternativa viável do que iniciar o processo de falência.

Lê Também:
Wind River, em análise

Existiam negociações a decorrer para a compra do estúdio por um grupo de investidores liderado por uma antiga responsável na administração Obama, Maria Contreras-Sweet, mas a 11 de Fevereiro o procurador do estado de Nova Iorque, Eric Schneiderman, processou a Weinstein Company, que levou ao negócio de 500 milhões de dólares a falhar.

TRAILER | UM DOS ÚLTIMOS FILMES PRODUZIDOS PELA WEINSTEIN COMPANY

O procurador de Nova Iorque acusa Weinstein de violação dos direitos humanos, dos direitos individuais e do direito de trabalho. Schneiderman também considera que a empresa devia de ter protegido os seus funcionários das investidas do produtor.

Neste momento, o produtor é acusado por mais de 80 mulheres de assédio e violação.

Imaginavas que estas seriam as consequências deste escândalo?

Ana Inês Carvalho

Licenciada em História de Arte. Viciada em filmes e música, em especial k-pop, e também wrestling.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *