Top MHD | Os melhores posters de 2016

Os melhores posters de cinema do ano primam pela criatividade, pela sua audácia e, acima de tudo, pelo modo como promovem os seus filmes.

Depois de quase um ano a registar semanalmente o que de melhor e pior se fez no mundo dos posters de cinema, chegou a altura de fazer uma avaliação global de 2016. Ou seja, aqui apresentamos a nossa seleção dos 25 melhores posters do ano. Apesar de, ocasionalmente, a nossa rubrica semanal incluir menções de posters de televisão e fanart, este top 25 será exclusivamente sobre cartazes oficiais de filmes. Para além disso, tentámos não repetir filmes a não ser num caso muito específico que, esperamos nós, será prontamente justificado pela qualidade do trabalho em questão. Sem mais preâmbulos supérfluos, aqui seguem os 25 melhores posters de 2016.

 


PARTE II >>


 

TOP 25 MELHORES POSTERS DE 2016

 

25. O CONTO DOS CONTOS

O Conto dos Contos posters

É certo que, por vezes, o uso de um still do filme pode ser um facilitismo desinspirado mas, no caso deste cartaz internacional para O Conto dos Contos, essa escolha provou-se genial. O esquema cromático, as linhas arquitetónicas e o contraste insano entre a opulência requintada do cenário com a brutalidade do ato servem de maravilhoso resumo para o grotesco tom do filme em questão.

Vê Também: O Conto dos Contos e a fantasia barroca dos seus figurinos

 

24. ORGULHO E PRECONCEITO E GUERRA

orgulho preconceito e guerra melhores posters

Na versão final de Orgulho e Preconceito e Guerra, o equilíbrio entre paródia, pastiche elegíaca e adaptação literária de um clássico subvertido nem sempre funcionou da melhor maneira mas, neste cartaz, está perfeito. Entre as sanguinárias imagens amontoadas na composição elegante e o uso de uma silhueta que remete para estilos de retrato histórico, este poster é tão belo como memorável e sagaz.

Consulta Também: O guarda-roupa de Orgulho e Preconceito e Guerra

 

23. SÍTIO CERTO, HISTÓRIA ERRADA

sitio certo historia errada melhores posters

Se estivéssemos a falar de outro filme qualquer, ou de uma composição mais convencional, poderíamos acusar este poster de estar a reproduzir o efeito de um infeliz filtro de Instagram. No entanto, o uso de espaço vazio, a qualidade manuscrita do título e as expressões dos atores, remetem, juntamente com as cores e a falta de contraste, para uma delicadeza emocional tão graciosa como efémera. É uma proposta elegante e perfeita para o maravilhoso filme que está a promover.

Lê Também: Sítio Certo, História Errada, em análise

 

22. ESQUADRÃO SUICIDA

Esquadrão Suicida melhores posters

É certo que Esquadrão Suicida está longe de ser o tipo de divertimento pop estilizado que a sua campanha promocional nos indicou, só que isso apenas salienta o génio por detrás de quem esteve em cargo do marketing. Desde trailers espetaculares a coleções de cartazes memoráveis, esta campanha foi brilhante do princípio ao fim, e, para representar os posters, escolhemos esta proposta híper-colorida de deliciosa infantilidade.

Vê Ainda: Esquadrão Suicida | Os 10 melhores posters alternativos

 

21. O HERÓI DE HACSAW RIDGE

o heroi de hacksaw ridge melhores posters

Para um filme cheio de bombástica violência e carnificina quase pornográfica, este poster expõe-nos o fulgor da batalha de um modo surpreendentemente sereno. Podemos, como é óbvio, contra-argumentar que a serenidade da imagem é apenas uma ilusão superficial, sendo que se trata de uma paisagem encoberta pelo fumo de explosões mas, na junção disso com a harmonia cromática, os raios de luz e a própria posição do soldado em ação, existe uma calma espiritual a florescer por entre a imagética bélica que, melhor ainda que a obra de Mel Gibson, expressa o paradoxo de um filme de guerra sobre um objetor de consciência.

Lê Ainda: O Herói de Hacksaw Ridge, em análise

 


PARTE II >>


 

Para continuares a explorar o nosso top 25 dos melhores posters do ano, segue para a próxima página onde te esperam cartazes inspirados em cartas, jogos de domínio sexual e a beleza do sonho americano moribundo.

 

 



Sobre Cláudio Alves