Devs | © 2019, FX Networks. All rights reserved.

Alex Garland | Depois de Ex-Machina, chega Devs

Alex Garland desiste de fazer filmes para grandes estúdios. Depois de “Ex-Machina” e Aniquilação, o cineasta tem os olhos postos na televisão.

Alex Garland, um argumentista e cineasta de projectos maioritariamente relacionados com mistérios de ficção científica, parece estar a desistir dos grandes filmes de estúdios. No seu currículo, destacam-se títulos como “Ex-Machina” ou “Aniquilação”, mas dado o percurso de ambos os filmes, Garland tem agora os olhos colocados no pequeno ecrã e um projecto já em desenvolvimento.

“Devs”, o projecto que será apresentado na primavera de 2020 pela FX Networks, será uma série limitada e já está a ser trabalhado há 2 anos pelo cineasta. Em formato mini-série, “Devs” terá um total de oito horas, um dos factores que atraiu Garland para o projecto FX – ter a possibilidade de contar uma história com mais tempo.

Lê Também:
Grandes filmes que nunca chegaram aos cinemas portugueses

No painel da Comic Con de Nova Iorque, Alex Garland desabafou que os planos de marketing dos seus últimos grandes projectos foram grandes factores decisivos para agarrar este novo projecto.

“Num nível mais humano e pessoal, a minha carreira cinematográfica [tem sido]: eu fiz algo, dei a um distribuidor e eles disseram: ‘Não queremos distribuir isso’ [o que o faz sentir, sempre que entrega o seu trabalho] “que eu já decepcionei alguém”.
“Tem sido basicamente todos os filmes em que tenho trabalhado. Eu apenas fartei-me… Pensei que talvez os filmes não fossem o mais certo para mim. Basicamente, não são convencionais. Foi então que pensei que a televisão talvez seja a minha casa”

Recordamos que “Ex-Machina“, de 2014, fazia parte do catálogo da Universal e da Focus Features, que optaram por não distribuir o filme nos Estados Unidos da América, tendo o filme passado para a gestão da A24. Já com “Aniquilação“, o filme de 2018 com Natalie Portman como protagonista, os direitos internacionais que a Paramount Pictures detinha foram vendidos à Netflix, causando alguma controvérsia aquando do lançamento do filme.

Lê Também:
Realizadores que gostávamos de ver no universo Black Mirror

Por estas situações, Garland tem todo o seu foco em “Devs”, uma mini-série de oito episódios com Nick Offerman, Sonoya Mizuno (Lily), Karl Glusman (Sergei), Cailee Spaeny (Lyndon) e Jim Ha (Jamie). Sobre o enredo da série, pouco se sabe, mas Garland, juntamente com Allon Reich, o produtor executivo, apresentou alguns clips durante a NYCC. Num futuro não muito longínquo, aqueles que desenvolvem (‘desenvolvedores’), são conhecidos como ‘DEVS’ e andam a ser recrutados por uma misteriosa companhia tecnológica, Amaya. Do que foi apresentada, Offerman interpreta Forrest, o líder da companhia, e Sergei (Glusman) é uma das mentes que ele quer recrutar com base nos seus projectos.

Em comparação a “Ex-Machina“, Garland afirma que enquanto o filme se focou nas descobertas relativas à inteligência artificial, “Devs” estará directamente ligado aos avanços que se fazem nos processos de desenvolvimento e criação.

TEASER | DEVS, A SÉRIE DE ALEX GARLAND

O que pensas da decisão do cineasta? Será que “Ex-Machina” e “Aniquilação” mereceram o destino que tiveram?

Marta Kong Nunes

Arquitecta (com um c!) de formação. Coordenadora de profissão. Fanática de cinema e séries por pura paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *