Brad Pitt em "Máquina de Guerra" | ©Netflix

Brad Pitt anuncia afastamento da representação

Brad Pitt anunciou um maior afastamento da representação embora haja um grande ‘buzz’ com os filmes “Era uma Vez em…Hollywood” e “Ad Astra”.

Pitt não tem planos em reformar-se da representação, mas está a preparar-se para aparecer em cada vez menos filmes. Numa entrevista ao The New York Times, o ator revelou que o atual panorama cinematográfico é “um jogo para jovens” e disse que não tinha planos em participar em muitos filmes. Isso significa que o tempo de Pitt como ator será mais raro.

O ator tem um papel muito importante como produtor em Hollywood com a sua empresa Plan B. A produtora ajudou a desenvolver três filmes que vencedores do Óscar de Melhor Filme: “12 Anos Escravo”, “Moonlight” e “The Departed – Entre Inimigos”. Outros projetos da empresa incluem: “A Cidade Perdida de Z”, “Okja”, “Selma: A Marcha da Liberdade”, “Querido Menino” e “The Last Man In San Francisco”.

Lê Também:
Era uma vez em…Hollywood, em análise

Antes de 2019, o último filme em que Pitt interpretou a personagem principal foi “Máquina de Guerra”, em 2017, que foi lançado pela Netflix. O filme acabou ignorado pelos críticos e público. O mesmo aconteceu com “Aliados” de 2016 e “Junto ao Mar” de 2015. No entanto, com “Era Uma Vez em…Hollywood” e “Ad Astra” existem muitos rumores sobre uma possível nomeação para os Óscar.

VÍDEO | VÊ O MAIS RECENTE TRABALHO DE BRAD PITT, AD ASTRA

O que pensas desta decisão do ator?

Ana Inês Carvalho

Licenciada em História de Arte. Viciada em filmes e música, em especial k-pop, e também wrestling.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *