©DocLisboa/Temps Noir

DocLisboa ’20 | Kubrick by Kubrick, em análise

O DocLisboa regressa em 2020 com uma edição repartida em diversos momentos, que se iniciam em 2020 e terminam em março de 2021. Cá estaremos para cobrir cada um desses momentos, e analisar parte dos seus destaques de programação. Hoje reflectimos acerca de “Kubrick by Kubrick”. 

“Kubrick By Kubrick”, de ” , é mais uma tentativa de interpretação do imenso legado de Stanley Kubrick. O realizador oriundo de Nova Iorque, e que realizou a maioria da sua obra em Inglaterra, é objeto regular de estudos tais como livros e obras documentais para o pequeno e grande ecrã. Monro tenta aqui criar alguma coisa que seja diferente do material reunido previamente. Para isso, baseia-se numa série de entrevistas.

Lê Também:
DocLisboa '19 | Vencedores e balanço final

Há que dizer que “Kubrick by Kubrick”, apesar de toda a satisfação capaz de conferir a um fã de Kubrick – e que cinéfilo não o é – não deixa de ser inferior enquanto pedaço de cinema, puro e duro. Isto porque a grande matéria-prima é mesmo as entrevistas entre Kubrick e o crítico cinematográfico Michel Ciment, as quais foram já entretanto compiladas em formato literário. Assim, e com toda a justiça, uma longa-metragem de pouco mais de 70 minutos pouco acrescenta ao verdadeiro sumo, as palavras trocadas entre este cineasta e um redator que o apreciava e sabia estudar.

Esta obra, inicialmente realizada para a televisão, engloba-se na secção “Sinais”, um primeiro momento inicial que serve de antevisão para tudo o que o festival irá ainda oferecer ao público ao longo dos próximos meses. No âmbito mais global, este filme é um vislumbre de uma seção do festival intitulada “De Onde Venho, Para Onde Vou”.

Não sendo uma obra de elevada distinção e singularidade, “Kubrick by Kubrick” é capaz de satisfazer e contribuir para a interpretação do enorme legado de Stanley Kubrick, analisando as suas produções de uma forma quase cronológica, apesar de um constante vaivém entre obras que torna a estrutura um pouco menos linear.

Kubrick foi um realizador altamente recluso, que em 40 anos de carreira apenas realizou 13 filmes, como o documentário afinal realça. Os seus filmes demoravam tempo a fazer, todo o processo era controlado a partir da sua casa e as entrevistas à imprensa eram raras e muito cobiçadas. Ouvir Kubrick a falar do seu trabalho na primeira pessoa é por isso um exercício raro e valioso, e é essa a marca distintiva deste “Kubrick By Kubrick”.

18º DOC LISBOA | SINAIS | KUBRICK BY KUBRICK 

O filme tem como grande benefício uma clara lógica evolutiva. No início, Kubrick fecha-se em copas e diz não saber porque escolheu este ou aquele tema, este ou aquele livro como fonte de inspiração para a realização de uma longa-metragem. Contudo, ao longo da obra as suas motivações começam a tornar-se mais evidentes, e quiçá a habituação ao crítico Michel Ciment o tenha também libertado e tornado mais honesto e aberto. Por isso, este é um filme que nos permite ter um vislumbre de um mundo pouco visitado, a mente de Kubrick, para muitos um inegável génio.

A obra coloca-nos numa sala vazia, a qual se vai preenchendo com elementos alusivos à obra do cineasta. Eis que vemos posters, objetos evocativos ou até exemplares dos livros nos quais os filmes foram baseados. É uma imagética pobre, intercalada com algumas entrevistas de arquivo a colaboradores e membros do elenco e claro, os típicos excertos de filmes. Podemos dizer que este Kubrick na primeira pessoa é extremamente formulário. Mas que mais esperar? “Kubrick by Kubrick” é uma proposta clara e concreta e saímos da sala com a sensação de que vimos exatamente o que nos foi proposto, nem mais…nem menos.

O DocLisboa continua em mais 6 momentos entre novembro de 2020 e março de de 2021. Este primeiro momento traz-nos objetos de reflexão ao invés de seções competitivas tradicionais. Traz-nos também menos filmes de uma vez mas muitos filmes exibidos, prolongados no tempo, numa edição atípica a combinar com um ano extraordinário.

Fiquem connosco à medida que acompanhamos o primeiro momento de 22  de outubro a 1 de novembro e o segundo momento, a começar logo a 5 de novembro!

Kubrick By Kubrick, em análise
Kubrick DocLisboa

Movie title: Kubrick By Kubrick

Date published: 26 de October de 2020

Country: França, Polónia

Duration: 75'

  • Maggie Silva - 72
  • José Vieira Mendes - 70
71

CONCLUSÃO

“Kubrick by Kubrick” é um documentário que não marca pela inovação, povoado por todos os clichés de estrutura que atribuímos ao género documental mais “tradicional”.

 

Contudo, é uma viagem meritória para fãs da obra do realizador de “Dr.Stangelove” ou “”2001: Uma Odisseia no Espaço”.

 

O Melhor: A viagem à mente fascinante de Stanley Kubrick;

 

O Pior: A estrutura previsível e pouco original do documentário;

Sending
User Review
5 (1 vote)
Comments Rating 0 (0 reviews)

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Maggie Silva has 367 posts and counting. See all posts by Maggie Silva

Leave a Reply

Sending