Stanley Kubrick

Quem devia realizar o argumento perdido de Stanley Kubrick?

O guião de “Burning Secret”, co-escrito por Stanley Kubrick em 1956, foi encontrado e está praticamente finalizado. Se for feito, quem devia completar o trabalho daquele que é para muitos o melhor realizador de sempre?

1 de 12

O cinema salivava por isto. O visionário que realizou “2001: Odisseia no Espaço”, “Shining“, “Laranja Mecânica”, “Barry Lyndon” ou “Doutor Estranhoamor” deixou-nos um guião praticamente pronto para ser produzido. O professor e perito em tudo o que diz respeito a Kubrick, Nathan Abrams, descobriu o guião de “Burning Secret”, que muitos julgavam perdido.

Co-escrito por Stanley Kubrick e Calder Willingham (parceiro criativo de Kubrick em “Horizontes de Glória), trata-se de uma adaptação de uma obra escrita em 1913 pelo austríaco Stefan Weig. Trata-se de uma história de adultério, passada num resort com spa, na qual um homem trava amizade com um rapaz de 10 anos, usando-o para seduzir a sua mãe.

Imaginando que Hollywood consegue arranjar maneira de concluir o que Stanley Kubrick (que nunca ganhou um Óscar como realizador) começou, a quem devia ficar entregue a honra e responsabilidade?

Steven Spielberg

Steven Spielberg
Steven Spielberg

“A.I.: Inteligência Artificial” chegou aos cinemas em 2001, dois anos depois da morte de Stanley Kubrick. A paixão do realizador próximo o seu ocaso, nascida num conto de Brian Aldiss, viria a ser colocada no grande ecrã por Steven Spielberg. Essencialmente, por sugestão de Kubrick.

A amizade que unia dois realizadores muitíssimo diferentes, ambos brilhantes, fez com que Spielberg parasse todos os seus projetos aquando da morte do amigo, focando-se única e exclusivamente no filme que viria a ter Haley Joel Osment como protagonista. Por uma vez, Spielberg já pintou um quadro após esboço pensado por Kubrick. Não é, garantidamente, similar em termos estilísticos e na frieza, mas é sabido que teria o aval e a mão de Kubrick no seu ombro. 

1 de 12

Miguel Pontares

Licenciado em Comunicação Empresarial, estudou ainda Escrita de Argumento para Cinema e Televisão. É um dos autores do blog Barba Por Fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *