Elisabeth Moss vai dar vida a Maria Tifoide na série Fever

Fever é uma produção da BBC America e terá como protagonista a magnífica Elisabeth Moss, no papel de Mary Mallon.

2017 está a ser um bom ano para Elisabeth Moss. É protagonista da excelente série The Handmaid’s Tale (que pode vir a garantir-lhe o Emmy). Participou no recente filme vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes, The Square, do realizador Ruben Östlund. E também faz parte do filme Top Of The Lake: China Girl, de Jane Campion. Em breve, Elisabeth Moss irá colaborar num promissor projeto para o pequeno ecrã, que certamente nos deixará rendidos.

Lê mais: The Handmaid’s Tale, em análise | Primeiras Impressões

A atriz irá protagonizar e produzir a série Fever para a BBC America e Annapurna Television. A série baseia-se no romance de Mary Beth Keane. A história será sobre a infame Maria Tifoide, que foi identificada como a portadora da doença que se espalhou pela cidade de Nova Iorque. Embora tenha contraído febre tifoide, o caso de Mary Mallon foi de gravidade baixa. O seu organismo conseguiu deter os efeitos nocivos da bactéria que causa a doença. Mas Mary continuou capaz de transmitir a doença a outras pessoas, ainda que estivesse aparentemente saudável.

Sinopse oficial:

Na véspera do século XX, Mary Mallon emigrou da Irlanda aos quinze anos para Nova Iorque. Valente, obstinada e com o sonho de cozinhar, lutou para subir na carreira. Inteligente e empreendedora, ela trabalhou para chegar até à cozinha, e descobriu em si o verdadeiro talento de um chef. Procurada pela aristocracia de Nova Iorque, e com uma independência rara para uma mulher da época, ela parecia ter alcançado a vida que ela tinha sonhado quando ela chegou em Castle Garden. Mas depois, um certo “engenheiro médico” notou que ela deixava um rasto de doença onde quer que ela cozinhasse, e identificou-a como uma “transportadora assintomática” de febre tifóide. Com essa teoria aparentemente absurda, ele fez com que Mary fosse uma mulher procurada.

O Departamento de Saúde enviou Mallon para North Brother Island, onde foi mantida em isolamento de 1907 a 1910, e depois libertada sob a condição de que ela nunca mais trabalharia como cozinheira. No entanto, para Mary – orgulhosa de seu status anterior e apaixonada por cozinhar – as alternativas eram abomináveis. Ela desafiou a lei.

Trazendo de novo à vida a cidade de Nova Iorque do século XX, Fever é uma recontagem ambiciosa de uma vida esquecida. Na imaginação de Mary Beth Keane, Mary Mallon torna-se uma heróina ferozmente atraente, dramática, simpática, intransigente e inesquecível.

elisabeth moss

Vê também: Quiz FTWD | Eras capaz de sobreviver a um ataque zombie?

É sem dúvida uma história incrível. E os fãs da série The Knick, de Steven Soderbergh, lembrar-se-ão certamente de quando a série abordou brevemente este escândalo na primeira temporada, com Melissa McMeekin a interpretar Mary Mallon. Robin Veith (The Expanse, True Blood) é o argumentista, e Phil Morrison (Enlightened, Junebug) será o realizador desta minissérie.

Será demasiado cedo para considerarmos Fever uma das séries mais antecipadas do próximo ano?

Filipa Machado

Licenciada em Estudos Artísticos e uma grande apaixonada (e viciada) por Literatura, Televisão, Cinema e, em especial, por Animação Japonesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *