George R.R. Martin | © Gage Skidmore

Game of Thrones | A Internet é tóxica, desabafa George R. R. Martin

George R.R. Martin admitiu numa entrevista que a “Internet é tóxica” no que diz respeita à última temporada de “Game of Thrones”, e o escritor explica porquê.

Alguns fãs têm sido extremamente ativos a expressar o seu ódio pelo final da série “Game of Thrones” pelas diversas redes sociais. George R.R. Martin assistiu e sentiu em primeira mão a fúria da internet durante este período pós-“Game of Thrones”. A 8ª temporada de seis episódios dividiu os telespectadores, devido às decisões controversas dos guionistas. O desagrado foi tanto que foi iniciada uma petição online para refazer a 8ª temporada, atualmente com mais de 1,65 milhões de assinaturas. Durante uma entrevista, Martin disse que nunca viu nada como a “loucura” que tem percorrido a Internet:

A Internet é tóxica de uma forma que a velha cultura fanzine e os fandoms — os fãs de bandas-desenhadas, os fãs de ficção científica — não eram. Houve divergências. Houve desentendimentos, mas nada como a loucura que agora se vê na internet.

Lê Também:
Game of Thrones | A despedida do elenco

Martin ainda tem de compartilhar qual a sua opinião dos episódios finais de “Game of Thrones”. Entretanto, logo após o final da série, Martin tentou acalmar a reação negativa adiantando que nem tudo o que aconteceu na série da HBO será semelhante com o que ele está a planear para os seus próximos romances de GOT.

Como é que tudo vai acabar? Eu ouço as pessoas a perguntar: ‘Será o mesmo final que o do programa? Diferente?’ Bem, sim. E não. E sim. E não. E sim. E não. E sim. Eu estou a trabalhar num meio muito diferente do que David e Dan [os criadores do programas de TV, Benioff e Weiss], não se esqueçam disso. Eles tinham seis horas para esta temporada final. Eu espero que estes dois últimos livros preencham 3000 páginas antes de eu terminar… e, se mais páginas, capítulos e cenas forem necessários, eu não terei problema em adicioná-las.

Além de escrever os próximos dois livros de “GOT”, Martin também está a produzir uma série prequela com a apresentadora Jane Goldman. O episódio piloto está atualmente em produção. Contudo, mesmo que o programa acabe por ser um sucesso crítico e comercial, Martin admitiu estar plenamente consciente de que nada do que ele venha a fazer jamais será compatível com o previamente alcançado com GOT.

O tamanho do sucesso de ‘Game of Thrones’ – alcançou todo o mundo e invadiu a cultura de tal forma – não é algo que alguém possa antecipar, algo que eu nunca mais esperarei”.

TRAILER | RECORDA A ÚLTIMA TEMPORADA DE GAME OF THRONES

Queres saber mais? Então, ouve a conversa completa de Martin aqui.

Luis Telles do Amaral

Escritor de O Diário da Pandemia, administrador do blogue Para Lá da Kapa e a licenciar-se em Microbiologia. Considero-me um devorador de livros nato e fã assíduo do grande ecrã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *