(Sandy) Alex G (foto de Tonje Thilesen)

“Hope” é a nova canção de (Sandy) Alex G

(Sandy) Alex G prepara-se para lançar o seu nono álbum, House of Sugar. “Hope” é o segundo single e vem acompanhado pelo vídeo de uma marioneta sinistra.

House of Sugar, que será lançado no dia 13 de Setembro pela Domino, segue-se ao aclamado Rocket (2017) e, a julgar pelo anterior single “Gretel” e agora por “Hope”, assinala um regresso de (Sandy) Alex G àquela primitiva sonoridade lo-fi que lhe granjeou um fiel culto de seguidores, na altura dos seus discos de Bandcamp.

Para além do novo single, foi também anunciada uma digressão pela América do Norte e Europa, cujas datas podes consultar aqui. Para já o nosso país não está contemplado, mas fãs inveterados podem sempre dar um salto a Espanha ou Inglaterra.

Lê Também:
(Sandy) Alex G lança "Gretel" e anuncia novo álbum

“Hope” foi divulgado hoje juntamente com um vídeo onde uma marioneta, filmada em contraluz, através de uma porta entreaberta, se limita a dançar ao ritmo da canção. Qualquer coisa no rosto da marioneta, nas associações que fazemos a este tipo de espectáculo, na filmagem sombria e no movimento insistente e por explicar introduz uma atmosfera incomodativa e ameaçadora.

Neste número acústico acelerado, a certa altura imiscui-se por entre as cordas batidas, vibrando a seco, da guitarra-ritmo, a doçura do sintetizador e dos dedilhados límpidos da guitarra-solo. Rimando com o lamento das melodias descendentes e dando razão ao movimento sinistro da marioneta, Alex Giannascoli tece uma frustrada meditação em torno das vidas desaparecidas pelo uso de opiatos: “He was a good friend of mine/ He died/ Why I write about it now/ Gotta honor him somehow/ Saw some people crying that night/ Yeah, Fentanyl took a few lives from our life/ Alright.”

(SANDY) ALEX G, HOUSE OF SUGAR | “HOPE”

Maria Pacheco de Amorim

Literatura, cinema, música e teoria da arte. Todas estas coisas me interessam, algumas delas ensino. Sou bastante omnívora nos meus gostos, mas não tanto que alguma vez vejam "Justin Bieber" escrito num texto meu (para além deste).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *