The Hunger Games | Snow e a opulência do Capitólio

 

<< O estilo de Coin, Paylor e LymeA moda do campo de batalha>>

O malévolo Presidente Snow veste-se com as mais impecáveis e opulentes roupas em todo o último capítulo da saga Hunger Games, revelando-se como uma visão de venenoso luxo.

O Capitólio é um mundo de hedonísticos excessos que vive à custa do trabalho escravo dos seus distritos, seus súbditos, pelo que seria fácil caricaturara os seus habitantes como repelentes grotescos. No primeiro filme desta saga, foi assim que esta população injustamente privilegiada foi retratada, pelo que seria de esperar que Kurt e Bart continuassem a seguir a desumana visão do Capitólio como um mundo de espalhafatosas monstruosidades humanas.

Vê Também: Hunger Games: Mockingjay – Part 2 | Divulgado primeiro trailer

Ao contrário do que se esperaria, no entanto, A Revolta: Parte 2 mostra o Capitólio e seus habitantes numa luz bastante humanista, em comparação com os anteriores filmes, e esse tipo de retrato passa pelos figurinos. É certo que a moda do Capitólio é ridícula e exuberante, mas há uma vivência aplicada ao design que contraria as imagens dos primeiros filmes. Numa sequência importante em que Katniss se encontra no meio desta população, isto é particularmente aparente, revelando estas pessoas como apenas mais vítimas colaterais dos horrores da guerra. Perdas humanas que não são encobertas pela estilização visual desnecessária.

The Hunger Games A Revolta Parte 2

Isso nunca é mais aparente que na personagem de Tigris, uma mulher tão cosmeticamente alterada para parecer um tigre, que o próprio Capitólio a rejeitou como estilista dos jogos da fome. Os seus figurinos complementam a sua ensandecida caracterização, mas nunca a deixam tornar-se em completa caricatura. Há uma relativa praticabilidade nas suas roupas que lhe permite emergir como um ser humano minimamente credível apesar da sua bizarra aparência.

The Hunger Games A Revolta Parte 2

O verdadeiro monstro de The Hunger Games: A Revolta – Parte 2 é o Presidente Snow, uma visão de repugnante poder absoluto que se veste com todo o luxo que a sua posição lhe permite. O estilo da personagem de Donald Sutherland é ostentoso e impecável, caracterizado pelos materiais ricos e por uma enervante elegância. A rosa branca, a sua imagem de marca, é uma constante, assim como as suas luvas de cabedal, conferindo-lhe uma imagem ameaçadora de um assassino, de um agressivo e carismático ditador fascista.

The Hunger Games A Revolta Parte 2

Mesmo enquanto prisioneiro de guerra, Snow é um exemplo de luxo, usando um robe digno de um aristocrata e encontrando o seu inevitável fim num luxuoso conjunto tão negro como o seu pérfido carácter.

The Hunger Games A Revolta Parte 2

 

<< O estilo de Coin, Paylor e Lyme | A moda do campo de batalha>>

 

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

Cláudio Alves has 1517 posts and counting. See all posts by Cláudio Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *