15 Filmes para ver até 2016 terminar – Indies | Tesouro

<< Café Society  |  São Jorge >>

 

Data de Estreia: 20 de Outubro

O enredo: Em Bucareste, Costi é um pai de família realizado. À noite, gosta de ler as aventuras de Robin dos Bosques ao filho de 6 anos, para o adormecer. Um dia, o vizinho confia-lhe que tem a certeza que há um tesouro enterrado no jardim dos seus avós. E se Costi aceitar alugar um detetor de metais e acompanhá-lo durante um dia, o vizinho está pronto a partilhar o espólio com ele. Inicialmente cético, e apesar de todos os obstáculos, Costi acaba por entrar na aventura…

 

tesouro comoara

 

Vê Também: A Volta ao Mundo em 80 Filmes

Porque é que não o podes (mesmo) perder: O Novo Cinema Romeno tem-se afirmado como o grande movimento nacional na paisagem cinematográfica do século XXI. Desde que, em 2005, Cristi Puiu conquistou os festivais e crítico de todo o mundo com A Morte de Sr. Lazarescu, que vários cineastas romenos têm vindo reclamar o seu estatuto como algumas das mais importantes vozes do cinema contemporâneo. Entre esses realizadores está Corneliu Porumboiu, que, de entre todos os seus colegas, é talvez aquele que mais humor consegue injetar nas suas explorações realista do que é viver na Roménia dos nossos dias.

Para além de hilariantes, naquele modo de humor seco típico do cinema europeu de leste, os filmes de Porumboiu são também formidáveis explorações do modo como o passado, especialmente o legado histórico de uma nação influencia a existência das pessoas do presente. Em A Leste de Bucareste, essa exploração tomou a forma de um desastroso programa de rádio mas, em Tesouro, a comunhão entre a História traumática e a miséria contemporânea é feita numa insana caça ao tesouro.

Repleto de longos e belos tableaux, assim como uma coleção de magníficas prestações naturalistas, Tesouro é, possivelmente, a obra mais sofisticada e triunfante na carreira deste mestre romeno. Apesar de ser caracterizado por cruéis ironias e jocosos momentos de absurdo, este filme, premiado no festival de Cannes de 2015, é também portador de um final de surpreendente esperança humanista.

 

<< Café Society  |  São Jorge >>


 

Cláudio Alves

Licenciado em Teatro, ramo Design de Cena, pela Escola Superior de Teatro e Cinema. Ocasional figurinista, apaixonado por escrita e desenho. Um cinéfilo devoto que participou no Young Critics Workshop do Festival de Cinema de Gante em 2016. Já teve textos publicados também no blogue da FILMIN e na publicação belga Photogénie.

0 thoughts on “15 Filmes para ver até 2016 terminar – Indies | Tesouro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *