Lennie James em entrevista (Parte 2)

Lennie James sentou-se à conversa connosco na Comic Con Portugal, e falou-nos de The Walking Dead, Negan, e Blade Runner: 2049.


<< PARTE 1


 

Mas Rick ainda tem os seus filhos com ele, enquanto que Morgan não tem. Pensas que pode existir alguma inveja por parte de Morgan, ainda que sub-conscientemente?

Lennie: Não me parece que ele tenha inveja, não acho que ele tenha espaço para isso. Existe um lindo momento no início, acho que é da sexta temporada onde Rick entrega Judith ao Morgan. Quando estávamos a interpretar essa cena foi um momento mesmo importante para ambos, porque foi como que dizer ‘esta é a minha família por isso segura a minha família’. É sempre muito revelador quem segura em Judith, nunca é arbitrário, nunca é como se estivesse apenas a pedir para segurar uma criança qualquer, ele preocupa-se e é uma forma de confiança.

Lennie James Comic Con Portugal Entrevista

Vê ainda: Jason Isaacs e Katie Leung trazem magia à Comic Con Portugal

Na grande cena de Negan do início da sétima temporada, Morgan não era uma das personagens na mira de Negan. Ficaste feliz com esse facto, ou triste por não fazer parte dela?

Lennie: Ambos! E por motivos óbvios e outros não tão óbvios. Penso até que se estivesse lá com eles não iria ser a pessoa que ele iria matar. Mas os atores que filmaram essa cena, por causa de ter sido muito difícil de gravar, emocionalmente e fisicamente – eles estavam de joelhos no meio da noite no bosque de Georgia e fica muito, muito frio à noite em Georgia. Então eles estavam lá, penso que estavam a fazer dias de 17 horas [de gravações] a determinada altura porque estavam a gravar com a luz do dia e depois a gravar com o máximo de escuridão quanta podiam ter, e depois de novo a gravar do outro lado quando o sol voltava a nascer. Foram então 3 noites muito, muito complicadas.

Lê Também:
AXN na Comic Con Portugal 2021

E porque estávamos a perder pessoas, é como que uma tradição no nosso set que nas noites que vamos perder pessoas, quando é o seu último dia de filmagens, outros membros do elenco vão lá para estar com eles e bater-lhes palmas e afins. Mas era tão tarde, eram 4 ou 5 da manhã, as pessoas não conseguiam ir lá. Mas a ligação que aqueles atores tiveram por passarem por aquele processo de filmagens, tenho inveja de não ter essa experiência com eles. No entanto fico aliviado de não ter de ter sido eu a estar lá às 4 da manhã, e de não ter conhecido a Lucille.

Lennie James Comic Con Portugal Entrevista

Para terminar vamos só falar um pouquinho de Blade Runner. O realizador de Blade Runner: 2049, Denis Villeneuve, está cada vez mais a marcar o seu nome na indústria. Como foi poder trabalhar com ele?

Lennie: Penso que tive muita sorte em trabalhar com ele em Blade Runner. Nós demo-nos bem, agora tenho algumas ambições e uma delas é trabalhar com ele de novo. Acho que ele é o que mais há de verdadeiro. Quer dizer, ele podia ter feito todos estes filmes fantásticos e ser um idiota. Ele podia ter feito todos estes filmes fantásticos e na verdade não ser um realizador assim tão bom e ser no seu diretor de fotografia ou outro alguém próximo de si que fizesse a maior parte do trabalho por ele. Já trabalhei com realizadores para quem este era o caso. Mas o Denis é muito real. Ele é um genuíno artista e é um tipo de realizador colaborativo. Tive um espaço de tempo curto para trabalhar com ele porque foi no meio das gravações de The Walking Dead; o papel estava escrito de uma determinada forma, eu e o Denis juntos decidimos que queríamos que fosse interpretado de forma diferente, e este é um filme enorme! Ele alterou o papel na sua mente e fê-lo diferente e criou espaço para interpretar o papel da forma que queríamos, no meio deste filme gigante, por isso não tenho mais nada além de respeito e um desejo de trabalhar com ele de novo.

Lê Também:
Fear the Walking Dead e World Beyond dominam a AMC

Vamos esperar que sim, porque tens a intensidade certa para trabalhar com ele.

Lennie: Ele disse que queria trabalhar comigo de novo e eu disse que se ele estiver a mentir-me eu vou descobrir o que ele mais ama e destruí-lo (ri-se).

Um novo Taken portanto (risos).

Lennie: Sim exatamente. Por isso sim, iremos trabalhar juntos de novo.

 

Lennie James foi um excelente convidado numa convenção apaixonada pelo pós-apocalíptico. Sempre com um sorriso no rosto, animou e respondeu a todas as questões dos fãs, mesmo as mais difíceis. Aguardamos o seu regresso a Portugal!

Ana Rodrigues

Seriófila, e amante das artes cinematográficas.

Ana Rodrigues has 329 posts and counting. See all posts by Ana Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *