Livros a Não Perder em Setembro | © Topseller / Parsifal / Editorial Presença

Livros a não perder | Seleção de setembro 2019 by MHD

[tps_header]

Seja romance, policial, histórico, biográfico, de mistério ou de ficção-científica, a Magazine.HD apresenta-te os livros a não perder em setembro.

Com uma fornada de livros imperdíveis a caminho, distinguimos a seleção literária da MHD em 10 temas, de forma a poderes encontrar imediatamente os livros que mais te cativam. Eis os temas:

1. Ficção

2. Não-Ficção

3. Familar & Bambino (6)

4. Reedições (4)

[/tps_header]

Ficção (Romance & Romance Histórico; Scifi & Fantasia; Ficção Geral; Young Adult; Policial & Suspense)

Se procuras um livro literalmente fora da caixa, então estás no sítio certo! A seleção da MHD de ficção apresenta-te os títulos a não perder este mês, quer procures uma história ardente e pulsante, quer pretendas um dilema recheada de mistério, fantasia e magia. Com a imaginação e o real lado a lado, o resultado só pode ser fantástico!

Não Ficção (Prático; Histórico; Ensaio & Atualidade)

Para os momentos mais práticos e de aprendizagem, a seleção da MHD de não ficção propõe-te criteriosamente as obras imperdíveis este mês, seja para vivenciares o passado ou para enriqueceres o teu quotidiano.

Familiar & Bambino

Há livros intemporais, tal como existem livros para todas as idades. Na secção Familiar & Bambino, a MHD propõe-te a melhor fornada dos livros do mês, prontos para divertir, cativar e incentivar o raciocínio dos leitores mais jovens, mas nem por isso menos importantes!

Reedições

Para quem procura ler finalmente aquele clássico que queria ter adquirido, colecionar diferentes variantes das suas obras favoritas ou substituir um livro a pedir uma reforma, a MHD apresenta as reedições mais marcantes deste mês.

Livros a Não Perder em Setembro
Livros a Não Perder em Setembro | © Topseller / Parsifal / Editorial Presença

Preparado para descobrir os livros do mês? Basta virares a página!


FICÇÃO

Se procuras um livro literalmente fora da caixa, então estás no sítio certo! A seleção da MHD de ficção apresenta-te os títulos que não podes perder este mês, quer procures uma história ardente e pulsante ou recheada de mistério, fantasia e magia. Com a imaginação e o real lado a lado, o resultado só pode ser fantástico!

Livros a Não Perder em Setembro
Livros a Não Perder em Setembro | © Editorial Presença / Topseller / Suma de Letras

FICÇÃO — ROMANCE & ROMANCE HISTÓRICO (1)

Ester - Beleza Real
Ester – Beleza Real | © Topseller

‘ESTER — BELEZA REAL’, de Angela Hunt (Topseller)

Sinopse Oficial: A história de uma mulher que encantou um imperador e alterou o destino de um povo.

Hadassa é uma jovem órfã judia, cujo maior desejo é ser atraente e admirada como Vásti, a rainha de Xerxes, imperador da Pérsia. Mas quando Vásti desobedece a uma ordem do rei, este retira-lhe a coroa e remete-a para o harém.

Com a rainha deposta, Xerxes procura quem a substitua. Aliciados pela promessa de uma recompensa, vários salteadores iniciam uma demanda pelo império, raptando todas as jovens belas que encontram, incluindo Hadassa.

Ester< — como agora se faz chamar para ocultar as suas origens judias — é apresentada ao rei, que de imediato se apaixona e lhe oferece a coroa.

Quando um homem impiedoso persuade o rei a levar a cabo um plano maquiavélico — exterminar os judeus do reino —, Ester percebe que terá de quebrar todas as regras para salvar o seu povo, arriscando-se ao mesmo destino de Vásti, ou até a colocar em risco a própria vida.


FICÇÃO — ROMANCE & ROMANCE HISTÓRICO (2)

Dona Filipa e Dom João I - Unidos pelo Amor e pelo Reino
Dona Filipa e Dom João I – Unidos pelo Amor e pelo Reino | © Bertrand Editora

‘DONA FILIPA E DOM JOÃO I — UNIDOS PELO AMOR E PELO REINO, de Maria João e Fialho Gouveia (Bertrand Editora)

Sinopse Oficial: Dona Filipa e Dom João I, Unidos pelo Amor e pelo Reino conta a história de um casal de origens diversas, que a vida juntou sob a mesma bandeira. Ele, filho ilegítimo de um rei e de uma burguesa; ela, neta de um monarca estrangeiro e senhora de elevada estirpe.
Mas se os seus berços os distinguiam, em comum tinham o amor à cultura, ao conhecimento e à virtude cristã.

Dom João de Avis nascera de Dom Pedro I de Portugal e de Teresa Lourenço, filha de um mercador lisboeta; Dona Filipa de Lencastre era a primogénita do príncipe John de Gaunt e da bela fidalga Blanche de Lencastre, que inspirara arrebatados versos aos poetas. O casamento de Dom João I e Dona Filipa resultara de um acordo político entre o novo soberano português e o duque de Lencastre, selando uma aliança perpétua entre os seus países. O primeiro encontro entre ambos logo os deixou presos nas suas diferenças, pois onde Dom João I era viril e moreno, Dona Filipa era delicada e de tons claros. Esses laços, tão fortemente atados desde o primeiro momento, liam-se nos seus gestos, na cumplicidade que deixavam transparecer, na paixão com que se entregavam um ao outro e na perfeição dos filhos que criaram, enquanto Deus não os chamou a si.

Com a honra a guiar-lhes a alma e a pátria a pulsar-lhes no peito, Dom João I e Dona Filipa caminharam lado a lado, durante 18 anos, unidos pelo amor e pelo reino.


FICÇÃO — ROMANCE & ROMANCE HISTÓRICO (3)

Ainda Há Sexo na Cidade
Ainda Há Sexo na Cidade | © Quinta Essência

‘AINDA HÁ SEXO NA CIDADE?’, de Candace Bushnell (Quinta Essência)

Sinopse Oficial: O que é que acontece quando uma mulher de uma certa idade dá por si solteira e livre na cidade?
Paixão, sexo, divórcio, filhos, homens mais novos, homens mais velhos…

Entre a agitação cosmopolita de Manhattan e o charme das praias dos Hamptons, Candace e o seu grupo de amigas deparam-se com um mundo tremendamente diferente daquele que conheceram quando estavam no auge dos seus trinta anos.

Desde os novos fenómenos como o Tinder e rejuvenescimentos vaginais às situações mais caricatas – o que fazer, por exemplo, quando um potencial parceiro nos pede para pagarmos as obras de recuperação da sua cozinha? – para a autora, não há temas tabu.

“Ainda Há Sexo na Cidade?” parte da vida amorosa de um grupo de amigas pertencentes à elite nova-iorquina para abordar temas universais… sem nunca esquecer a pressão constante para que as mulheres consigam fazer tudo – e, claro, se mantenham eternamente jovens enquanto o fazem.


FICÇÃO — ROMANCE & ROMANCE HISTÓRICO (4)

O Meu Adorável Vizinho
O Meu Adorável Vizinho | © Topseller

‘O MEU ADORÁVEL VIZINHO’, de Penelope Ward (Topseller)

Sinopse Oficial: Por vezes, a cura para um coração partido pode estar na porta ao lado…

Eu sofri uma das piores traições: o meu namorado trocou-me por outra. Foi avassalador, mas aprendi com os erros e decidi nunca mais confiar em ninguém… até o meu caminho se cruzar com o do Damien.

Pouco depois de me mudar para o meu novo apartamento, conheci o meu carrancudo (e delicioso) vizinho do lado, bem como os seus companheiros de casa, dois rottweilers barulhentos. Por partilharmos uma parede, a privacidade é inexistente. Quer isto dizer que ele consegue ouvir todas as minhas conversas privadas… e ainda rir-se delas!

Quando lhe bati à porta para pedir satisfações, os cães dele atacaram-me (aparentemente, o meu cheiro inebriante levou-os à loucura). Mas o Damien foi bastante carinhoso, pediu desculpa e pôs fim à nossa quezília.

Depois disso, o que começou como uma briga de vizinhos transformou-se em muito mais. A química entre nós é palpável, mas, por alguma razão, o Damien é ainda mais esquivo do que eu no que toca a relações sérias. Sinto que está a esconder-me algo e que quer afastar-me com a conversa de sermos apenas bons amigos. Será que ele vai confiar em mim e revelar os seus medos?

Não vou aguentar ser outra vez magoada… Mas é tarde demais… Já estou rendida ao meu adorável vizinho!


FICÇÃO — ROMANCE & ROMANCE HISTÓRICO (5)

Mais do que Amar
Mais do que Amar | © Edições Chá das Cinco

‘MAIS DO QUE AMAR’, de Shayla Black (Edições Chá das Cinco)

Sinopse Oficial: Durante uma década, Noah Weston foi um ícone do futebol e teve todas as mulheres que quis. Agora que se pretende retirar, e que está sob os holofotes da imprensa devido a um escândalo sexual, procura refúgio na mansão isolada que adquiriu junto ao mar. Mas em vez da paz e tranquilidade que esperava, encontra a teimosa, divertida e selvagem Harlow Reed.

Harlow acabou de sair de uma relação difícil e é a última mulher com que Noah se deve envolver. Mas à medida que o relacionamento de ambos vai evoluindo, ele percebe que a sua vida já não faz sentido sem Harlow. E quando o destino força Noah a uma escolha, ele percebe que está disposto a tudo para ela seja definitivamente dele. Uma máquina imparável de suspense e erotismo sexy!


FICÇÃO — ROMANCE & ROMANCE HISTÓRICO (6)

Uma Receita de Família
Uma Receita de Família | © Topseller

‘UMA RECEITA DE FAMÍLIA’, de Veronica Henry (Topseller)

Sinopse Oficial: Uma mistura perfeita de família, amigos e comida deliciosa.

Laura Griffin está numa fase complicada da sua vida: as suas duas filhas estão na universidade e ela tem de se habituar a uma nova rotina. Na atarefada casa, onde sempre existiu um burburinho constante e o aroma dos cozinhados a pairar no ar, prevalece agora o silêncio. Laura sabe que este é o curso natural das coisas e tenta mentalizar-se de que poderá agora ter mais tempo para si e para o marido, Dom.

Mas uma revelação inesperada faz vacilar o seu casamento, um segredo que ela é incapaz de aceitar. Sentindo-se cada vez mais só, Laura encontra o reconforto num valioso tesouro familiar: a caixa de receitas da avó, uma compilação preciosa cuja origem remonta à Segunda Guerra Mundial e que, juntamente com as bem-sucedidas compotas de Laura, será a ajuda de que precisa para reencontrar o sentido para a sua vida.

Determinada a trilhar o seu próprio caminho, Laura decide seguir os seus sonhos. Mas até a pessoa mais corajosa precisa daqueles que ama, e esse poderá ser o ingrediente que falta para a felicidade de todos… e também de Laura.


FICÇÃO — ROMANCE & ROMANCE HISTÓRICO (7)

Obsessão
Obsessão | © Topseller

‘OBSESSÃO’, de Madeline Stevens (Topseller)

Sinopse Oficial: Ella Crawford tem 26 anos. Sozinha e sem dinheiro, seduz homens desconhecidos para que lhe paguem o jantar. O seu destino muda no dia em que Lonnie e James, um casal abastado, a contratam como ama do seu filho, arrastando-a para um mundo de privilégio.

Ella começa por detestar Lonnie, que, além de rica, é bela, talentosa e parece ter alcançado de mão beijada uma vida familiar perfeita. Mas, à medida que vai convivendo com ela, a sua aversão transforma-se numa atração inexplicável e obsessiva. Começa assim a desejar tudo o que lhe pertence: o seu estilo de vida, a sua atenção, o seu marido e até o amante. O que a levará a uma série de ações progressivamente irrefletidas e perigosas


FICÇÃO — YOUNG ADULT (1)

A História Que Começa em Nós
A História Que Começa em Nós | © Topseller

‘A HISTÓRIA QUE COMEÇA EM NÓS’, de Robin Benway  (Topseller)

Sinopse Oficial: Coisas boas acontecem, mesmo quando achamos que não as merecemos.

Grace tem 17 anos e foi adotada à nascença. Depois de muita indecisão, e apesar de sempre ter tido uma vida feliz, decide procurar a família biológica e descobre que tem dois irmãos de sangue: Maya e Joaquin.

Maya a mais nova dos três, é uma morena de língua afiada. Adotada por uma família disfuncional e a viver o seu primeiro amor, Maya está sôfrega por encontrar elos de ligação e parecenças com os dois «novos» irmãos que surgem de repente na sua vida.

Joaquin é um estoico pouco interessado em conhecer as irmãs. Depois de vários anos à mercê de famílias de acolhimento, aprendeu da forma mais dolorosa que os heróis não existem, e que, para bem de todos, os segredos e os medos devem manter-se guardados a sete chaves.

Esta história comovente, contada a três vozes carregadas de coragem e esperança, exalta a força do amor e o verdadeiro significado da família nas suas mais variadas formas — como encontrá-la, preservá-la e amá-la.


FICÇÃO — YOUNG ADULT (2)

O Tempo das Ilusões Perdidas
O Tempo das Ilusões Perdidas | © Alma dos Livros

‘O TEMPO DAS ILUSÕES PERDIDAS’, de Alain-Fournier (Alma dos Livros)

Sinopse Oficial: Numa pequena aldeia francesa, o pacato François Seurel, de 15 anos, narra a história da sua amizade com o alto e exuberante Augustin Meaulnes, dois anos mais velho. Mesmo com temperamentos muito diferentes, os rapazes desenvolvem um forte laço de lealdade.  Impulsivo, imprudente e heroico, Meaulnes incorpora o ideal romântico da juventude, a busca do inatingível. Todos ficam cativos da sua aparência, ousadia e carisma.

Certa manhã, Meaulnes perde-se a caminho da estação onde fora buscar os tios de François. Nas suas tentativas frustradas de encontrar o caminho, chega a uma propriedade com uma casa misteriosa. Exausto, adormece. Quando desperta, vê-se envolto numa atmosfera de sonho, plena de gente e de música. E há uma bela rapariga e uma alegria que se espalha pela grande casa e que domina o pátio e os bosques em redor. Quando tudo acaba, vê na noite aquela terra desaparecer no pó que as carruagens levantam na estrada. De regresso à aldeia, conta tudo a François, e o reencontro com aquele mundo perdido passa a ser a obsessão comum.

E a vida de ambos jamais será como antes.


FICÇÃO — SCIFI & FANTASIA (1)

A Noite do Caçador
A Noite do Caçador | © Editorial Presença

‘A NOITE DO CAÇADOR’, de Sandra Carvalho (Editorial Presença)

Sinopse Oficial: Amaldiçoada pelos pares, a feiticeira Korinna implora ao renegado Theron que encontre uma cura para o seu tormento. O feiticeiro aceita ajudá-la, sem imaginar que o plano que engendrou resultará em danos maiores. Mikkel, o rapaz nascido da perversidade de Theron, irá crescer no seio de uma tribo humana, no Norte do Mundo, ignorando as suas origens e o propósito para o qual foi gerado. Ciente de que é diferente dos demais, terá de lutar para conquistar a confiança dos seus líderes e defender o povo dos implacáveis norrenos.

Confrontado com o seu destino, será forçado a empreender a arrepiante travessia dos Pântanos dos Danados. Porém, na terra onde lhe fora prometida salvação, a sorte armou-lhe outra cilada. Conseguirá Mikkel salvar a família dos feiticeiros que o perseguem, contrariar a maldição que o assombra e libertar a sua amada Kitta da cobiça do rei Uruz, enquanto explora a magia que pulsa no seu sangue? Ou sucumbirá à herança paterna que o compele a alimentar-se de vida, e acabará por se tornar o mais terrível dos Caçadores?

Uma aventura fantástica de autodescoberta e constante superação, construída sobre os laços da família, da amizade e do amor, e onde a força, a coragem, a lealdade e a determinação serão testadas a cada fôlego.


FICÇÃO — SCIFI & FANTASIA (2)

Autópsia
Autópsia | © Editora Guerra & Paz

‘AUTÓPSIA’, de João Nuno Azambuja (Editora Guerra & Paz)

Sinopse Oficial: Um gigantesco cataclismo ambiental provoca a submersão da maioria do solo terrestre e o globo volta a ser constituído por um enorme oceano com raras ilhas à superfície. Autópsia é o nome da ilha que concentra em 221 km² os vícios e a perversão de 11 milhões de habitantes. Um dia, chega a Autópsia, vindo de uma outra ilha – feliz e estável -, um jovem que se fez ao mar para descobrir a origem da mensagem que encontrou numa garrafa. Que novas tempestades vai ele desencadear?


FICÇÃO — SCIFI & FANTASIA (3)

Manual das Feiticeiras
Manual das Feiticeiras | © Parsifal

‘MANUAL DAS FEITICEIRAS’, de Fernando José Rodrigues (Parsifal)

Sinopse Oficial: No século XVI, Maria de Jesus, que apenas pratica o bem, é acusada de feitiçaria. Enquanto decorre o auto-de-fé e arde já a fogueira que lhe consumirá o corpo, ela decide não morrer. Quinhentos anos mais tarde, Joana Clara descobre os seus poderes maravilhosos depois de ver um homem com um cão, Alecrim, que fala com o dono e o aconselha. Após curar uma rapariga paraplégica, passa a ser vista como santa.

O entusiasmo suscitado por este acontecimento leva o povo, os partidos e as seitas a procurarem os seus serviços e o Governo a criar um Ministério dos Milagres. A situação torna-se mais incómoda quando os doentes começam a fugir dos hospitais. Para o Governo, Joana Clara tornara-se num perigo social, como séculos antes fora Maria de Jesus, e era chegada a hora de agir.

Com uma escrita depurada, cativante e enriquecida pelas ilustrações de Leonor Lourenço, Manual das Feiticeiras é um olhar crítico sobre uma sociedade que prefere ignorar os problemas com que se debate, preferindo confiar na transcendência para a sua resolução.


FICÇÃO — SCIFI & FANTASIA (4)

A História das Abelhas
A História das Abelhas | © Editora Minotauro

‘A HISTÓRIA DAS ABELHAS’, de Maja Lunde (Editora Minotauro)

Sinopse Oficial: Um mundo sem abelhas seria um mundo sem humanidade?
Percorrendo três tempos diferentes – passado, presente e futuro -, esta é uma história sobre o poder da humanidade e da natureza. Com geografias muito distintas, três famílias veem as suas narrativas entrelaçarem-se de uma forma deslumbrante e encantadora, numa relação muito próxima com o destino das abelhas. Na luta contra a fragilidade do planeta e de uma crise global, só o amor e a sabedoria podem trazer a salvação.

Inglaterra, 1852. William é um biólogo que abraça o desafio de criar uma nova colmeia, querendo trazer honra à sua família.
Estados Unidos, 2007. George é um apicultor que luta contra as práticas violentas da agricultura moderna, sonhando que o seu filho possa ser o salvador.
China, 2098. Tao pinta pólen nas árvores em memória das abelhas, extintas nesta época. Após um trágico acidente, que leva à prisão do seu filho, encontra-se num caminho tortuoso para perceber o que lhe aconteceu.

Uma história apaixonante sobre o valor da família e o poder do homem na luta contra a destruição do planeta.


FICÇÃO — SCIFI & FANTASIA (5)

Outlander - um eco do passado - N.º 7, Vol. II
Outlander – um eco do passado – N.º 7, Vol. II | © Casa das Letras

‘OUTLANDER — UM ECO DO PASSADO (N.º7, VOL. II)’, de Diana Gabaldon (Casa das Letras)

Sinopse Oficial: Embora esteja seguro de que os colonos da América ganharão a Guerra de Independência, Jamie duvida que a vitória garanta a sobrevivência de todos aqueles que ama e teme pelas consequências das suas escolhas. A sua principal preocupação centra-se em William, o jovem tenente do exército britânico, seu filho ilegítimo, que Jamie não quer de forma alguma ter de enfrentar no campo de batalha.
Será que William desconfiará que Jamie é o seu pai biológico?

Claire partilha a certeza de que os Americanos vencerão, mas desconhece o preço a pagar por isso. No que depender dela, tudo fará para proteger a vida e a felicidade do marido, Jamie.
Entretanto, no século XX, Brianna e Roger continuam a acompanhar o desenrolar da história dos pais de Brianna, Claire e Jamie, através das suas cartas, que viajaram pelos séculos até chegarem às mãos da filha.

Será que finalmente Brianna e Roger descobrirão qual o destino de Claire, bem como o que lhes reserva o seu próprio destino?
O que aconteceu a Jemmy?


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (1)

Isto É Gomorra
Isto É Gomorra | © Topseller

‘ISTO É GOMORRA’, de Tom Chatfield (Topseller)

Sinopse Oficial: Controle a Internet –> Controle o Mundo.

Azi Bello é um pirata informático de elite que trabalha sozinho e que não dá satisfações a ninguém. Até que a sua existência online colide com o mundo real, e a sua privacidade, cuidadosamente construída, é sacrificada, quando Munira Khan, outra pirata informática, o procura a pedir ajuda.

Munira é uma muçulmana intrigante cujos primos foram recrutados por terroristas. Na sua tentativa de descobrir mais, atraiu a atenção de gente muito perigosa. A história desperta o interesse de Azi, que agora, com Munira, se vê obrigado a fugir e é arrastado para uma conspiração, no coração da qual está Gomorra, um mercado online exclusivo e ultrassecreto onde, com os contactos certos, tudo pode ser adquirido: drogas, armas, identidades… e até vidas e mortes.

Ao embrenhar-se no lado mais sombrio da Internet, Azi constata que os riscos são demasiado altos quando já não se encontra atrás de um ecrã.

Até onde estará ele disposto a ir para desvendar os segredos mais obscuros de Gomorra?


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (2)

O Beco da Liberdade
O Beco da Liberdade | © Quetzal Editores

‘O BECO DA LIBERDADE’, de Álvaro Laborinho Lúcio (Quetzal Editores)

Sinopse Oficial: Alguém quer escrever um romance e precisa de uma história. Floriano Antunes, velho jornalista, tem uma boa história que precisa de ser reescrita.

Há cinquenta anos, numa pacata vila do Norte Interior, foi cometido um estranho homicídio. A pena então aplicada ao réu, pela sua brandura, deixou a pairar a dúvida quanto às verdadeiras razões que a terão determinado. Cinquenta anos volvidos, o mesmo juiz, Guilherme Augusto Marreiro Lessa, agora viúvo e reformado, vai responder acusado de outro crime. Nos dias que antecedem o julgamento, Guilherme Augusto recebe em sua casa Floriano Antunes, que se deslocara propositadamente para o entrevistar. O jornalista que, enquanto muito jovem, acompanhara e escrevera toda a história do homicídio, vendo o seu artigo cortado pela censura, encontrava a oportunidade para a retomar, diante do mesmo juiz, agora nas vestes de acusado.

O jornalista acredita saber tudo sobre os antigos factos e intervenientes: a causa da morte, o suspeitado envolvimento amoroso do juiz, a teia de personagens, como Maria Cacilda, viúva da vítima e senhora de poderes divinatórios; Joaquim Quitério, o tolo da aldeia; o subinspetor Gervásio Ventura, da Polícia Judiciária, e o agente Jacinto Correia; Hildebrando Moreira de Castro, notário na reforma e decano no reviralho; a menina Julinha, fiel representante do diálogo de sombras entre as públicas virtudes e os vícios privados; e Narcisa, a misteriosa e fiel governanta da família Marreiro Lessa.

Porém, o encontro dos dois homens e a conversa que mantêm ao longo de dias revelarão contornos bem diversos, trama e personagens bem mais complexas, que os levarão ao mais profundo da condição humana, ao confronto de sempre entre o bem e o mal, a liberdade e a ética, a consciência e Deus. O inesperado, entretanto, não vai ficar por aí, e o dia do julgamento reserva a derradeira das surpresas.


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (3)

O Dia do Assassínio
O Dia do Assassínio | © Editorial Planeta

‘O DIA DO ASSASSÍNIO’, de Annie Ward (Editorial Planeta)

Sinopse Oficial: Há sempre dois lados para a mesma história… e para cada pessoa.

Coisas que me assustam: Quando o Charlie chora. Quando o Ian bebe vodca na cave. Ou quando não acorda. Quando alguém mata miúdos numa escola.

Dezasseis anos de amor, aventura e suspeita acabam quando um telefonema histérico para o 112 pede ajuda à polícia, que se vai deparar com uma casa inundada de sangue. A agente Diane Varga está perto e aceita a incumbência de ir à casa e atender o pedido de socorro. Quando sabe que o sargento Shipps também está a caminho, fica muito aliviada, pois não sabe o que a espera.

Quando chega à casa vê um rasto de sangue e entra. Encontra um menino de três anos, Charlie, vivo e um corpo na cave. A mãe de Charlie, Maddie, e a amiga estão cobertas de hematomas e de sangue.

Seis semanas antes do assassínio, quando fazia terapia após um acidente horrível num acampamento, Madeline Wilson aos poucos começa a revelar o medo que sente do marido, Ian, segurança privado, e a preocupação com o bem-estar do filho e a sua amizade com um operacional da CIA.

Dos Balcãs a Inglaterra, do Iraque a Manhattan e, por fim, a uma família normal no Kansas, dezasseis anos de amor, aventura e suspeita culminam em terror.


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (4)

Memórias Esquecidas
Memórias Esquecidas | © Bertrand Editora

‘MEMÓRIAS ESQUECIDAS’, de Jodi Picoult (Bertrand Editora)

Sinopse Oficial: Delia Hopkins tinha seis anos quando o pai a deixou ser sua assistente num espetáculo de magia. ” Aprendi muito nessa noite… Que as pessoas não se evaporam no ar”. Uma lição que agora, já adulta, confirma todos os dias: a profissão de Delia, na verdade, é encontrar pessoas desaparecidas com a ajuda do seu cão fiel. Gosta do trabalho e também da vida que leva. Apesar de ter perdido a mãe quando ainda era criança, foi criada pelo pai com amor e agora está prestes a casar com o companheiro com quem vive há muito tempo e de quem tem uma filha. Mas, na véspera do casamento uma coisa inesperada e chocante acontece: o seu pai é preso pela polícia sob a acusação de ter raptado Delia à mãe que esta julga ter morrido num acidente de automóvel.

Numa dramática inversão de situações e de emoções, privada das suas certezas e do seu passado, Delia inicia uma busca dolorosa da verdade que lhe escapa, porque cada um tem a sua verdade, e porque às vezes amar e proteger uma pessoa também pode obrigar a mentir…


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (5)

O Colecionador de Quadros Perdidos
O Colecionador de Quadros Perdidos | © Editorial Presença

‘O COLECIONADOR DE QUADROS PERDIDOS’, de Fabio Delizzos (Editorial Presença)

Sinopse Oficial: O mercador de arte ao serviço do duque Cosimo De’ Medici anda em busca de pinturas consideradas heréticas pela inquisição. Crimes diabólicos estão a ser perpetrados na cidade eterna durante o conclave.

Quem se esconde por trás do pintor maldito conhecido como anónimo?

Roma, maio, 1555.
Raphael Dardo, agente secreto e mercador de arte ao serviço de Cosimo de’ Medici, recebe uma missão: apropriar-se de obras de arte que a Inquisição considerou heréticas, antes que estas sejam destruídas. É isso que o traz a Roma, nos dias em que a Cidade Eterna aguarda ansiosamente a eleição de um novo papa.

Ao regressar de uma das suas rondas em busca de pinturas, Raphael assiste a uma cena macabra: o corpo sem vida de uma jovem está a ser retirado do rio Tibre. O seu rosto, de uma enorme beleza, é bem conhecido na cidade, porque a rapariga posara como modelo para vários pintores famosos.

O Santo Ofício está convencido de que a pessoa responsável por este assassinato é um artista misterioso e insociável, cujas pinturas são tidas como obra do diabo. Ninguém lhe conhece o rosto, mas toda a gente o trata por o Anónimo.

Por entre mosteiros e bordéis, tabernas e labirintos subterrâneos, Raphael Dardo começa a seguir o rasto do pintor maldito, conhecendo pelo meio mulheres diabólicas, artistas loucos, colecionadores extravagantes e hereges satânicos. Mas rapidamente se vê emaranhado em algo bem mais perigoso do que previa.

Quem é o Anónimo? E por que motivo todos o perseguem?


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (6)

A Raposa
A Raposa | © Bertrand Editora

‘A RAPOSA’, de Frederick Forsyth (Bertrand Editora)

Sinopse Oficial: Adrian Weston, ex-chefe do MI6, Serviço de Informações Secretas britânico, é acordado a meio da noite por um telefonema da primeira-ministra que lhe dá uma notícia perturbante. Os impenetráveis sistemas de informação da NSA, a Agência de Segurança Nacional norte-americana, foram violados por um inimigo desconhecido, imediatamente batizado como a «Raposa». A caçada começa e, surpreendentemente, descobre-se que o responsável pelo ataque é Luke Jennings, um inofensivo adolescente inglês excecionalmente inteligente. Os americanos exigem a sua extradição, mas Weston tem outros planos: se Luke fez o que fez, por que não aproveitá-lo contra as ameaças ao Ocidente? Se foi capaz de quebrar os nossos sistemas de segurança pode fazer o mesmo com os dos nossos inimigos.

Luke, uma vez identificado, torna-se vulnerável, fica inevitavelmente exposto a enormes perigos e transforma-se rapidamente no homem mais procurado do planeta. Perseguido, detido, protegido ou em liberdade, aconteça o que acontecer, o que importa é que não caia em mãos erradas, porque se tal suceder as consequências são imprevisíveis e podem comprometer o equilíbrio mundial.

Uma intriga arrepiante que atravessa continentes e que é pautada pelos novos rumos que, nos dias de hoje, acompanham a espionagem tecnológica.


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (7)

Um Crime Exagerado
Um Crime Exagerado | © Quinta Essência

‘UM CRIME EXAGERADO’, de Jude Deveraux (Quinta Essência)

Sinopse Oficial: A vila de Lachlan sofreu um duro golpe quando dois cadáveres foram encontrados nas raízes de uma árvore caída. Graças a um trio improvável – a escritora Sara Medlar, a sua sobrinha Kate e o amigo Jack -, o mistério foi desvendado e a paz regressou à comunidade.

Agora, Sara, Kate e Jack não têm qualquer interesse em dar largas ao seu talento detetivesco, afinal, escaparam à morte uma vez e não querem tentar a sorte de novo. Mas talvez não possam evitar o que os espera, pois Janet Beeson acaba de ser barbaramente assassinada.

A encantadora velhinha foi alvejada, apunhalada e envenenada. E quanto mais o trio descobre sobre a adorável Janet, maior é a perplexidade: o que poderá ter motivado tamanha violência?
Mas eles já deviam saber que na pacata vila nem tudo é aquilo que parece…

Depois de Um Crime Anunciado, Jude Deveraux regressa uma vez mais ao romance policial com uma história repleta de ação, humor… e uma pitada de amor!


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (8)

O Rosto do Silêncio
O Rosto do Silêncio | © Edições ASA

‘O ROSTO DO SILÊNCIO’, de Catherine Cookson (Edições ASA)

Sinopse Oficial: Só pode ser engano, pensa a rececionista do prestigiado escritório de advogados ao olhar para a mulher que acaba de entrar. A julgar pelo aspeto, é claramente uma sem-abrigo. Magra, suja e visivelmente debilitada, mal tem forças para falar. Mas quando o faz, pergunta por Alexander Armstrong, o sócio principal da firma. E a reação dele é esmagadora. Surpresa, agitação, ternura… Armstrong tem dificuldade em conter as emoções.

Pois trata-se de Irene Baindor, que desaparecera vinte e seis anos antes, deixando para trás o marido, o filho pequeno… e um mistério por desvendar.
Foram mais de duas décadas de tormento para Armstrong. Como pôde uma mulher com uma vida tão serena e respeitável desaparecer sem deixar rasto? Quem é o responsável? Onde é que Irene esteve? E o que esconde? Pois ela não está a contar tudo…

Vai ser difícil conhecer a verdadeira dimensão do que aconteceu. Mas Irene tem finalmente o poder de confrontar o seu passado e começar a acalentar esperança no futuro…

Inspirando-se na sua própria experiência de vida, Catherine Cookson revela-se uma mestre do enredo e da caracterização, qualidades que fizeram dela um ícone do romance histórico a nível mundial.


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (9)

Dez Dias de Mistério
Dez Dias de Mistério | © Livros do Brasil

‘DEZ DIAS DE MISTÉRIO’, de Ellery Queen (Livros do Brasil)

Sinopse Oficial: Howard Van Horn, filho do milionário Diedrich Van Horn, acorda numa pensão barata. Tem os nós dos dedos feridos, a cabeça ensanguentada e, quando se apercebe de que esteve inconsciente durante dezanove dias, convence-se de que o sangue que o cobre é prova de que alguém perdeu a vida. Atarantado pela amnésia, Van Horn procura o auxílio do seu velho amigo Ellery Queen e é por ele encaminhado de regresso à casa de família, em busca de respostas. Contudo, durante dez dias, estranhos crimes sucedem-se e a intriga assume contornos cada vez mais negros, até que sob o olhar arguto do detetive amador um padrão se vai revelando… Publicado originalmente em 1948, Dez Dias de Mistério marca o regresso de Ellery Queen à cidade imaginada de Wrightsville para uma das suas mais complexas e criativas aventuras detectivescas.


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (10)

Crime, Disse o Livro
Crime, Disse o Livro | © Clube do Autor

‘CRIME, DISSE O LIVRO’, de Anthony Horowitz (Clube do Autor)

Sinopse Oficial: ABSORVENTE e VICIANTE; e com um final verdadeiramente prodigioso!

Existem vários mistérios por resolver dentro das páginas deste livro. Tudo começa quando Susan Ryeland se senta para ler o manuscrito do autor mais vendido da editora onde trabalha. Porém, a narrativa termina abruptamente no ponto em que o detetive da história está prestes a revelar o assassino, levando por isso Susan a procurar os capítulos perdidos. Mas este é apenas o ponto de partida de um dos mistérios…

Extraordinariamente bem concebido e bem escrito, em “Crime, disse o livro” encontramos duas histórias que correm em paralelo, personagens interessantes e autênticas, tramas sólidas, inteligentes e bem estruturadas, várias reviravoltas e, por fim, um desenlace absolutamente surpreendente.

E se um mistério dentro de outro mistério significa o dobro da adrenalina, para os fãs do género este livro traz também prazer a dobrar. Prepare-se: vai ser difícil pousar o livro!


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (11)

Saga Sebastian Bergman - Mentiras Consentidas, Vol. 6
Saga Sebastian Bergman – Mentiras Consentidas, Vol. 6 | © Suma de Letras

‘SAGA SEBASTIAN BERGMAN — MENTIRAS CONSENTIDAS, VOL. 6’, de Hjorth e Rosenfeldt (Suma de Letras)

Sinopse Oficial: Os dias de Sebastian Bergman na Unidade de Homicídios terminaram e agora passa o tempo a dar palestras e a escrever livros. Após os eventos do caso de “A menina silenciosa”, não tem notícias da sua filha Vanja há meses e a única pessoa com quem tem contato esporádico é Úrsula.

Vanja também não está na Unidade: agora trabalha como investigadora criminal em Uppsala. Desde o mês passado, está a investigar uma série de agressões contra mulheres. Quando uma das vítimas morre, a Unidade de Homicídios assumirá o caso e, muito em breve, também Sebastian Bergman.

Reunida, a equipa deve deixar de lado os seus problemas pessoais e conflitos para capturar o violador brutal que continua a assustar Uppsala. Tudo fica complicado quando as pistas indicam que as vítimas não foram selecionadas aleatoriamente. Mas qual é a ligação entre elas?


FICÇÃO — POLICIAL & SUSPENSE (12)

O Dom da Morte
O Dom da Morte | © Topseller

‘O DOM DA MORTE’, de M. J. Arlidge (Topseller)

Sinopse Oficial: Adam Brandt é um psicólogo forense, bastante habituado a lidar com os membros mais perturbados da sociedade. Mas Adam nunca conheceu ninguém como Kassie.

A adolescente afirma ter um dom terrível — basta-lhe olhar diretamente nos olhos de alguém para saber quando essa pessoa irá morrer. E de que forma isso irá acontecer. Obviamente, Adam sabe que Kassie deve sofrer de algum distúrbio mental. É nesse momento que um assassino em série ataca a cidade. E só Kassie parece saber quem ele vai matar em seguida.

Contrariando a sua intuição, Adam começa a acreditar em Kassie. Apenas não tem consciência de quão fatal a sua fé pode vir a ser…


FICÇÃO — FICÇÃO GERAL (1)

A Agenda Vermelha
A Agenda Vermelha | © Porto Editora

‘A AGENDA VERMELHA’, de Sofia Lundberg (Porto Editora)

Sinopse Oficial: Doris pode ter noventa e seis anos e morar sozinha em Estocolmo, mas tal não significa que não continue ligada ao mundo. Todas as semanas, aguarda ansiosamente o telefonema por Skype com Jenny, a sobrinha-neta americana que é, simultaneamente, a sua única parente. As conversas com a jovem mãe levam-na de volta à sua própria juventude e tornam mais suportável a iminência da morte, que Doris sente a rondá-la. De uma forma muitíssimo lúcida, escolhe, de entre as inúmeras memórias que uma vida longa carrega, as que estão relacionadas com aqueles que conheceu e amou e cujo nome inscreveu numa pequena agenda vermelha.

As histórias desse passado colorido – o amor platónico pelo pintor modernista Gösta Adrian-Nilsson; o trabalho como manequim de alta-costura em Paris, na década de 1930; a fuga clandestina num barco que é bombardeado pelos soldados alemães do III Reich, no auge da Segunda Guerra Mundial – recriam uma existência plena que, embora se aproxime do derradeiro final, não está isenta de surpresas: um lembrete agridoce de que, na vida, os finais felizes não são apenas ficção.


FICÇÃO — FICÇÃO GERAL (2)

Jezabel
Jezabel | © Cavalo de Ferro

‘JEZABEL’, de Irène Némirovsky (Cavalo de Ferro)

Sinopse Oficial: Bela, fascinante e rica, Gladys Eysenach viveu toda a sua vida rodeada de luxo, frequentando a melhor sociedade e as suas festas elegantes, e seduzindo os homens mais atraentes. Agora, aos sessenta anos, vê-se perante a barra de um tribunal, no papel de acusada do assassinato de um jovem, seu pretenso amante.

À medida que decorre o interrogatório, Gladys esconde-se nas suas memórias, evocando os episódios da sua vida que a levaram àquele momento. A infância, o pai ausente, o casamento por conveniência, a turbulenta relação com a filha indesejada, e o esforço para esconder de todos e de si mesma o inevitável declínio do corpo e a derrocada da sua beleza. Agora, é a sua própria alma que está em julgamento.

Publicado originalmente em 1936, e até hoje inédito no nosso país, Jezabel é um dos mais importantes romances de Irène Némirovsky.


FICÇÃO — FICÇÃO GERAL (3)

Milkman
Milkman | © Faber & Faber

‘MILKMAN’, de Anna Burns (Porto Editora)

Sinopse Oficial: Nesta cidade sem nome, ser interessante é perigoso. A irmã do meio, protagonista deste romance, empenha-se em evitar que a sua mãe descubra a identidade do namorado e em não dar explicações sobre os encontros com o leiteiro. Mas quando o cunhado um descobre a situação e começa o rumor, a irmã do meio torna-se «interessante». A última coisa que queria ser. Porque, nesta cidade, ser interessante implica que te prestem atenção e isso é perigoso.

Num original misto de inocência e perspicácia, com um estilo único, torrencial e anónimo muito próprio da oralidade, a narradora partilha com o leitor a sua vida, profundamente marcada pela violência física e psicológica.

Milkman, de Anna Burns, é uma comovente história feita de rumores e falatório, de aceitação e resistência, de silêncio e surdez intencional, que decorre no auge dos conflitos entre as duas irlandas e que espelha o que de pior há no ser humano.


FICÇÃO — FICÇÃO GERAL (4)

Os Otimistas
Os Otimistas | © Edições Asa

‘OS OTIMISTAS’, de Rebecca Makkai (Edições ASA)

Sinopse Oficial: Numa tarde de novembro de 1985, um grupo de amigos reúne-se em Chicago. Bebem cubas-libres ao som de Fly Me to the Moon num ambiente de celebração forçada. Pois Nico morreu. Nico era brilhante e belo. Flores e lágrimas não lhe farão justiça.

A missa fúnebre decorre numa igreja a trinta quilómetros de distância. Apenas a família – que o abandonara anos antes – está presente. É uma cerimónia breve marcada pelo constrangimento.

Jovem e gay, Nico é uma das primeiras vítimas que o vírus da SIDA faz no seu círculo de amigos. Um dos mais próximos, Yale Tishman, acompanhou-o até ao fim e vive agora entre o medo da doença e a urgência de construir um futuro. Mas enquanto a sua carreira floresce, a sua vida pessoal vai ficando cada vez mais limitada. Um a um, Tishman vê os amigos perderem a vida. Até restar apenas Fiona, irmã mais nova de Nico.

Trinta anos mais tarde, reencontramos Fiona, agora em Paris.
Alojada em casa de um velho amigo, Richard Campo, um fotógrafo que documentou de perto a epidemia de Chicago, Fiona relembra a sua juventude. A sua capacidade de amar – a filha que entretanto teve, o marido que abandonou, os amigos que sobreviveram – foi modelada por esses anos.
Todos se afastaram, deixando-a só para enfrentar as consequências de três décadas ensombradas pela perda.


FICÇÃO — FICÇÃO GERAL (5)

A Livraria dos Dias Passados
A Livraria dos Dias Passados | © Topseller

‘A LIVRARIA DOS DIAS PASSADOS’, de Amy Meyerson (Topseller)

Sinopse Oficial: Uma livraria que alberga segredos difíceis de imaginar.
Uma herança capaz de mudar a vida de uma família inteira.
Miranda Brooks cresceu entre as estantes da livraria do seu excêntrico tio Billy, em busca de soluções para as fascinantes caças ao tesouro que ele adorava criar especialmente para ela. Mas uma estranha desavença familiar entre o tio e a mãe de Miranda ditou um afastamento que haveria de perdurar por 16 anos, até à data da morte de Billy.

Além da notícia inesperada do falecimento do tio, Miranda fica também a saber que ele lhe deixou de herança a livraria onde ela guardara tantas memórias e que agora se encontra à beira da falência. Determinada a evitar que o legado de Billy caia no esquecimento, Miranda regressa à livraria e encontra no interior de livros, gavetas e estantes uma derradeira caça ao tesouro que a leva à redescoberta de si mesma e à revelação de um inimaginável e chocante segredo de família.

Uma história fascinante acerca da força do amor, dos laços de sangue e da nossa capacidade de reinvenção.


FICÇÃO — FICÇÃO GERAL (6)

Romance 11, Livro 18
Romance 11, Livro 18 | © Cavalo de Ferro

‘ROMANCE 11, LIVRO 18’, de Dag Solstad (Cavalo de Ferro)

Sinopse Oficial: Aos cinquenta anos de idade, Bjørn Hansen não consegue deixar de pensar que toda a sua vida tem sido governada pelo acaso, pelo jogo ilusório da sociedade, por escolhas difíceis de explicar até para si mesmo. Dezoito anos antes, abandonou a sua mulher, o filho pequeno e o emprego seguro em Oslo, para se juntar com Turid, a sua amante, numa cidade de província. Com o decorrer do tempo, porém, também essa relação esmoreceu e terminou.

Sozinho há quatro anos, Bjørn está agora decidido a tomar as rédeas da sua própria existência, congeminando um plano tão louco como extraordinário. E nem a inesperada chegada à cidade do filho o dissuadirá de pôr em prática, com a ajuda de um médico amigo, a sua perigosa decisão.

Obra com a qual Dag Solstad recebeu pela segunda vez o prestigiado Prémio da Crítica na Noruega, Romance 11, Livro 18 foi um livro definido pela crítica como impiedoso, cómico e brilhante, no qual o autor sonda até ao extremo o paradoxo da própria condição humana.


FICÇÃO — FICÇÃO GERAL (7)

Saturnália
Saturnália | © Editora Guerra & Paz

‘SATURNÁLIA’, de André Fontes (Editora Guerra & Paz)

Sinopse Oficial: António Fausto é um jovem adulto igual a tantos outros da geração millennial, cheio de projectos e de aspirações megaló¬manas. Na amizade, no sexo e na literatura encontra o refúgio necessário para que o peso de crescer lhe seja mais suportável. Bem-vindos a esta Saturnália moderna, repleta de erotismo, boémia e angústias de uma nova geração num mundo igual¬mente novo. Da outra margem a Lisboa, o retrato convulsivo de uma geração insatisfeita.


FICÇÃO — FICÇÃO GERAL (8)

Fiesta - O Sol Nasce Sempre
Fiesta – O Sol Nasce Sempre | © Livros do Brasil

‘FIESTA — O SOL NASCE SEMPRE’, de Ernest Hemingway (Livros do Brasil)

Sinopse Oficial: O enredo de O Sol Nasce Sempre (Fiesta) decorre na Europa após o termo da Primeira Guerra Mundial. Se exceptuarmos o toureiro Pedro Romero, todos os seus outros personagens principais se expatriaram dos Estados Unidos da América ou da Grã-Bretanha. E todos eles, quer tivessem vindo em busca de aventura ou de algo indefinido com que preencher o vazio das suas vidas, tinham acabado por instalar-se em Paris. Esta celebrizara-se, nos anos 20, graças à boémia esfuziante dos seus cafés e da sua intelectualidade. Aí se podiam, com efeito, encontrar pintores como Picasso, Miró ou Matisse, ou mulheres como a americana Gertrude Stein, que criara uma tertúlia onde diversos artistas plásticos ou escritores como James Joyce, F. Scott Fitzgerald e Ernest Hemingway se juntavam para trocar ideias. Mas se Paris garantia assim a todos uma vida interessante, a verdade é que muitos a sentiam também como vazia. De modo que, à semelhança aliás do que acontecera a Hemingway e a alguns dos seus amigos, um certo número de personagens deste romance pretenderão escapar à sofisticação e à corrupção da grande cidade, refugiando-se no universo mais tradicional da Espanha daqueles anos. E porque muitos se reconheceram neste retrato de uma geração sem raízes, O Sol Nasce Sempre (Fiesta) tornou-se rapidamente um romance de culto para os jovens europeus do período de entre as duas guerras.


FICÇÃO — FICÇÃO GERAL (9)

Estorvo
Estorvo | © Companhia das Letras

‘ESTORVO’, de Chico Buarque (Companhia das Letras)

Sinopse Oficial: O nosso narrador dorme quando a campainha toca e lhe interrompe o sono. Espreita pelo olho mágico e não reconhece quem vê: um homem de fato e gravata procura por si. A campainha insiste, o olho mágico distorce o rosto do outro lado da porta. E isto é o que basta para o narrador fugir de casa e cair numa espiral obsessiva, uma viagem de regresso a lugares esquecidos, de reencontros e recordações estranhamente familiares, uma odisseia que acaba por ser um exílio dentro de si mesmo. Estorvo, primeiro romance de Chico Buarque, é um texto notável, que se mantém constantemente no limite entre o sonho e a vigília, entre a realidade e a alucinação. E o olho mágico que separa os dois homens talvez seja a melhor metáfora da visão deformada com que o narrador, e o leitor com ele, olha o mundo que lhe é tão familiar e ao mesmo tempo tão distante. E talvez uma metáfora do mundo em que vivemos, em que é tão fácil sentirmo-nos sós.


NÃO FICÇÃO

Para os momentos mais práticos e de aprendizagem, a seleção da MHD de não ficção propõe-te criteriosamente as obras imperdíveis este mês, seja para vivenciares o passado ou para enriqueceres o teu quotidiano.

Livros a Não Perder em Setembro
Livros a Não Perder em Setembro | © Verso de Kapa / Oficina do Livro / Temas e Debates

NÃO FICÇÃO — PRÁTICO (1)

Manual de Cosplay
Manual de Cosplay | © Oficina do Livro

‘MANUAL DE COSPLAY’, de Leonor Grácias (Oficina do Livro)

Sinopse Oficial: Leonor Grácias, uma das mais conhecidas e antigas Cosplayers em Portugal, apresenta o primeiro livro sobre o tema.

Tudo o que há para saber para começar ou para aprimorar os cosplay (máscaras ou fantasias escolhidas).

Os fatos, as personagens, as perucas, a maquilhagem, os acessórios, tudo, absolutamente tudo e mais um pouco sobre como ser cosplayer.

E ainda curiosidades… sobre onde nasceu o cosplay, quem são os seus protagonistas, quais os eventos mais importantes.

Inclui moldes de costura, dicas práticas, etc.


NÃO FICÇÃO — PRÁTICO (2)

Guia Popular de Vinhos - 2020
Guia Popular de Vinhos – 2020 | © Editorial Presença

‘GUIA POPULAR DE VINHOS — 2020’, de Aníbal Coutinho (Editorial Presença)

Sinopse Oficial: Com o “Guia Popular de Vinhos 2020” Aníbal José Coutinho e Neil Pendock vêm uma vez mais satisfazer as expectativas de um público que já cativaram com o rigor e o conhecimento que têm evidenciado nas edições anteriores deste guia.

Prático e fácil de consultar, nele o leitor sabe que irá encontrar sugestões de vinhos para todas as ocasiões, com a garantia de qualidade dada por dois provadores profissionais. Uma ajuda inestimável quando, no supermercado, diante das muitas prateleiras de vinhos, o leitor deseja uma orientação para fazer uma boa escolha, com um preço justo entre os 2 e os 10 euros.

Desfrute de vinhos portugueses de qualidade, de norte a sul do país, seguindo a criteriosa seleção que este guia lhe oferece.


NÃO FICÇÃO — PRÁTICO (3)

A Bíblia dos Culpados - O Livro Sagrado do Humor Negro
A Bíblia dos Culpados – O Livro Sagrado do Humor Negro | © Oficina do Livro

A BÍBLIA DOS CULPADOS: O LIVRO SAGRADO DO HUMOR NEGRO’, de Confúcio Costa & Fiona (Oficina do Livro)

Sinopse Oficial: É uma obra difícil de definir ou de enquadrar em qualquer género literário – seja lá o que isso for.

Sabe-se apenas que é humor do pior, ou do melhor, composto por 666 versículos de apenas 6 palavras.

E já não é pouco.


NÃO FICÇÃO — HISTÓRICO & BIOGRÁFICO (1)

O Desenlace da Vida
O Desenlace da Vida | © Nascente

‘O DESENLACE DA VIDA’, Julie Yip-Williams (Nascente Editora)

Sinopse Oficial: O Desenlace da Vida conta a incrível história de Julie Yip-Williams, nascida no Vietname na década de 1970 e que, por ter graves problemas de visão e além disso ser menina, esteve perto de ser morta pela própria família. Décadas mais tarde, imigrada nos Estados Unidos, enfrentou o seu passado tumultuoso e conseguiu formar-se em Direito pela Universidade de Harvard, casar e ter duas filhas.

Até que, aos 37 anos, lhe foi diagnosticado um cancro do cólon em estado avançado e a sua vida voltou a ficar ameaçada. Decidiu nessa altura escrever a sua história e relatar o dia a dia de violentos tratamentos, bem como as aflições sobre o futuro das filhas e o legado que lhes quis deixar.

Este é um manifesto pela vida sob o prisma da morte iminente, cheio de humor e honestidade, que disserta sobre inúmeros temas: a maternidade, o casamento, a imigração, a ambição, o amor, a dor.

É inspirador e didático, adorável e devastador. Um livro profundo e com episódios inesquecíveis, que é um verdadeiro guia sobre como viver plenamente, enfrentando de forma consciente as verdades mais duras.


NÃO FICÇÃO — HISTÓRICO & BIOGRÁFICO (2)

As Gémeas de Auschwitz
As Gémeas de Auschwitz | © Alma dos Livros

‘AS GÉMEAS DE AUSCHWITZ, de Eva Mozes Kor & Lisa Rojany Buccieri (Alma dos Livros)

Sinopse Oficial: «Se eu tivesse morrido, Mengele teria dado uma injeção letal à minha irmã para fazer uma autópsia dupla. Só me lembro de repetir para mim mesma: tenho de sobreviver, tenho de sobreviver
Eva Mozes Kor

As portas do vagão abriram-se pela primeira vez em muitos dias e a luz do dia brilhou sobre nós.
Agarrei bem a mão da minha irmã gémea quando nos empurraram para a plataforma.

– Auschwitz? É Auschwitz? Que sítio é este?
– Estamos na Alemanha – foi a resposta.

Na verdade, estávamos na Polónia, mas os Alemães tinham invadido a Polónia. Era na Polónia alemã que se situavam todos os campos de extermínio.
Os cães rosnavam e ladravam. As pessoas do vagão começaram a chorar, a berrar, a gritar todas ao mesmo tempo; todos procuravam os seus familiares à medida que eram afastados uns dos outros. Separavam homens de mulheres, filhos de pais.

Um guarda que ia a passar a correr parou bruscamente à nossa frente. Olhou para Miriam e para mim nas nossas roupas a condizer: «Gémeas! Gémeas!», exclamou. Sem dizer uma palavra, agarrou em nós e separou-nos da nossa mãe. Miriam e eu gritámos e chorámos, suplicámos, as nossas vozes perdidas entre o caos, o barulho e o desespero, tentando chegar à nossa mãe, que, por sua vez, tentava seguir-nos, de braços estendidos, com outro guarda a retê-la.

Miriam e eu tínhamos sido escolhidas. De repente, estávamos sozinhas. Tínhamos apenas dez anos. E nunca mais voltámos a ver nem o nosso pai nem a nossa mãe.


NÃO FICÇÃO — HISTÓRICO & BIOGRÁFICO (3)

Em Nome da Pátria - Portugal, o ultramar e a guerra justa
Em Nome da Pátria – Portugal, o ultramar e a guerra justa | © Oficina do Livro

‘EM NOME DA PÁTRIA — PORTUGAL, O ULTRAMAR E A GUERRA JUSTA’, de João José Brandão Ferreira (Oficina do Livro)

Sinopse Oficial: O modo como se processaram as últimas campanhas militares ultramarinas, entre 1954 e 1975, está longe de ser consensual na sociedade portuguesa. Bem pelo contrário, tem-na dividido profunda e transversalmente.

É por isso que, tanto tempo depois, se torna imperioso encontrar consensos baseados na correcta interpretação dos factos históricos e nas verdadeiras intenções dos principais protagonistas do momento. Só assim Portugal poderá construir equilibradamente o seu futuro, com base no que só uma síntese de ilações acertadas a este respeito pode proporcionar.

Em Nome da Pátria aborda os controversos temas da sustentabilidade das operações militares e das razões que levaram à desistência nacional de prosseguir o combate quando, aparentemente, a guerra estava ganha, e, sobretudo, da justiça e do direito do nosso país em fazer a guerra. Tudo não terá passado de uma grande traição?

Falamos de questões incontornáveis no panorama da história contemporânea História Viva portuguesa, aqui abordadas de um modo muito pouco ortodoxo em relação às ideias que a história oficial nos apresenta relativamente a este tema.


NÃO FICÇÃO — HISTÓRICO & BIOGRÁFICO (4)

Eu, Maria das Dores, me Confesso
Eu, Maria das Dores, me Confesso | © Verso de Kapa

‘EU, MARIA DAS DORES, ME CONFESSO, de Maria das Dores & Virginia López (Verso de Kapa)

Sinopse Oficial: Maria das Dores mandou matar o marido e foi condenada a 23 anos de prisão, num dos julgamentos mais mediáticos que Portugal já conheceu. O crime tinha todos os ingredientes para suscitar interesse: paixão, ódio, dinheiro e um desenlace macabro. A imprensa batizou-a como a socialite que mandou matar o marido para cobrar o seguro de vida. Mas ela nunca confessou o crime. Durante o julgamento, declarou-se inocente e culpou o motorista e o seu amigo de serem os únicos responsáveis pelo assassinato de Paulo Pereira da Cruz. Apesar de condenada, e ao longo de anos, Maria das Dores continuou a negar o seu envolvimento.

Está presa há 12 anos no Estabelecimento Prisional de Tires, no qual teve de aprender a conviver com outras reclusas, sem mordomias, numa cela partilhada, que compara a uma caixa fechada em que mal se respira. Uma caixa sem liberdade, nem os luxos a que estava habituada. Na prisão, não pode comer sushi, usar alta cosmética ou vestir roupa de marca. Longe estão os dias em que Maria das Dores era capaz de gastar mil dólares num dos melhores cabeleireiros de Nova Iorque.

Neste livro, Maria das Dores rompe o silêncio ao cabo de 12 anos e confessa: sim, eu mandei matar o meu marido. E explica por que razões o fez. Quem é a mulher por trás da assassina? Em Eu, Maria das Dores, me Confesso, o leitor encontrará revelações surpreendentes, cartas inéditas escritas a partir da prisão e as reflexões da mulher arrependida que, levada pelo ciúme e pela raiva, cometeu um terrível erro irrefletido que custou a vida do marido, a própria liberdade e a relação com o filho mais novo. Maria das Dores foi condenada pela justiça e também pela sociedade. Chegou o momento de contar a sua versão da história – aquela que toda a gente desconhece.


NÃO FICÇÃO — HISTÓRICO & BIOGRÁFICO (5)

Grandes Enigmas e Mistérios da História
Grandes Enigmas e Mistérios da História | © Marcador

‘GRANDES ENIGMAS E MISTÉRIOS DA HISTÓRIA’, de Carlos Taranilla (Marcador Editora)

Sinopse Oficial: Um livro que fala dos grandes enigmas e mistérios da história que, desde tempos ancestrais até à época contemporânea, despertaram o interesse do nosso imaginário coletivo. Desde os enigmas que encerram os textos bíblicos, como a Arca de Noé, a Torre de Babel, a Arca da Aliança, as trevas de Gólgota ou a numerologia bíblica, até às mortes mais desconcertantes como a de Tutancámon, Nefertiti ou Júlio César e as de Kennedy, Marilyn Monroe e Bruce Lee, que ainda hoje fazem correr rios de tinta, com as teorias mais incríveis sobre os seus finais trágicos.

Um livro divertido e rigoroso que analisa grandes descobertas arqueológicas, enigmas surpreendentes escondidos atrás de obras-primas, como as colossais cabeças olmecas, o cadáver acéfalo de Goya e de Füssli, ou dos lugares mais intrigantes, como a lenda do labirinto de Cnossos, a grande pirâmide de Quéops, as estátuas da ilha de Páscoa e o triângulo das Bermudas.


NÃO FICÇÃO — HISTÓRICO & BIOGRÁFICO (6)

Operação Ibéria
Operação Ibéria | © Clube do Autor

‘OPERAÇÃO IBÉRIA’, de Mark Simmons (Clube do Autor)

Sinopse Oficial: As missões secretas dos aliados para manter Portugal e Espanha longe da influência nazi.


NÃO FICÇÃO — HISTÓRICO & BIOGRÁFICO (7)

Nós Somos Refugiadas - a minha jornada e as histórias de raparigas refugiadas em todo o mundo
Nós Somos Refugiadas – a minha jornada e as histórias de raparigas refugiadas em todo o mundo | © Editorial Presença

‘NÓS SOMO REFUGIADOS — A MINHA JORNADA E AS HISTÓRIAS DE RAPARIGAS REFUGIADAS EM TODO O MUNDO’, de Malala Yousafzai & Liz Welch (Editorial Presença)

Sinopse Oficial: As experiências de Malala ao visitar campos de refugiados fê-la reconsiderar a sua própria migração forçada – primeiro, como Pessoa Internamente Deslocada, quando ainda era uma criança no Paquistão; e depois, como ativista internacional que podia viajar para qualquer lugar do mundo, exceto para o país que amava. Nós Somos Refugiadas é em parte um livro de memórias, mas também um relato de histórias comuns.

Malala não explora apenas a sua própria história de adaptação a uma nova vida enquanto anseia pela sua casa, mas também partilha as histórias pessoais de algumas das raparigas incríveis que conheceu nas suas viagens – raparigas que perderam as suas comunidades, e com frequência o único mundo que alguma vez conheceram.

Num tempo de crises migratórias, guerra e conflitos fronteiriços, Nós Somos Refugiadas, escrito por uma das mais jovens e proemientes ativistas mundiais, serve para nos recordar que cada uma das 68,5 milhões de pessoas atualmente deslocadas é um ser humano – com frequência, alguém jovem – com esperanças e sonhos, e que todas merecem direitos humanos universais e um lar seguro.


NÃO PRÁTICO — ENSAIO & ATUALIDADE (1)

Da Terra Metade
Da Terra Metade | © Arte e Ciência

‘DA TERRA METADE — O NOSSO PLANETA LUTA PELA VIDA’, de Edward O. Wilson (Arte e Ciência)

Sinopse Oficial: Um livro essencial para perceber a urgência ambiental, a biodiversidade e as soluções que se adivinham. A mais radical delas, pode conhecê-la nesta obra magnífica. “Da Terra Metade propõe uma primeira solução, uma solução de emergência proporcional à magnitude do problema: estou convicto de que só se colocarmos de lado, de reserva, meio planeta, ou mais, poderemos salvar a parte viva do meio ambiente e alcançar a estabilidade necessária à nossa própria sobrevivência”.


NÃO PRÁTICO — ENSAIO & ATUALIDADE (2)

Monstros Fabulosos
Monstros Fabulosos | © Tinta da China

‘MONSTROS FABULOSOS — DRÁCULA, ALICE, SUPER-HOMEM E OUTROS AMIGOS LITERÁRIOS’, de Alberto Manguel (Tinta da China)

Sinopse Oficial: AS PERSONAGENS LITERÁRIAS QUE GANHAM VIDA E FICAM CONNOSCO PARA LÁ DOS LIVROS por Alberto Manguel, um dos maiores bibliófilos do mundo. Com ilustrações do autor e um «monstro» português: o Mandarim, de Eça de Queirós.

Desde a infância, há personagens de livros que começam a fazer parte da vida de quem gosta de ler. Depois, e apesar de nós, os leitores, envelhecermos, e de elas, as personagens, teoricamente ficarem na mesma, vão crescendo connosco, sofrendo mutações, fazendo companhia a outras que vão surgindo e ganhando significado para lá dos livros de onde saíram, como amigos de longa data com quem se partilha experiências e emoções. O bibliófilo Alberto Manguel apresenta neste livro, com erudição e humor, mais de 30 das suas personagens preferidas, desde o Jim de Huckleberry Finn ao monstro de Frankenstein, passando pela Capuchinho Vermelho ou pelo marido da Madame Bovary. Através desta partilha, desafia cada leitor a explorar as suas relações pessoais com este tipo de «monstros» imortais e amorosos, e com o tanto que estes transportam em si da condição humana.

«Aprendi a minha experiência do mundo — amor, morte, amizade, perda, gratidão, desconcerto, angústia, medo, tudo isto e a minha própria identidade em mutação — com personagens imaginárias que conheci nas minhas leituras, muito mais do que com a minha misteriosa cara no espelho ou o meu reflexo nos olhos dos outros.» — Alberto Manguel, Prefácio


NÃO PRÁTICO — ENSAIO & ATUALIDADE (3)

Corrupção - Breve História de Um Crime que Nunca Existiu
Corrupção – Breve História de Um Crime que Nunca Existiu | © Objectiva

‘CORRUPÇÃO — BREVE HISTÓRIA DE UM CRIME QUE NUNCA EXISTIU’, de Eduardo Dâmaso (Editora Objectiva)

Sinopse Oficial: Operação Marquês, Face Oculta, Operação Furacão, Universo Espírito-Santo. Parecem títulos de policiais sumarentos mas são os nomes de alguns dos muitos casos recentes de corrupção no nosso país. Casos reais que vão destapando progressivamente o pântano da corrupção e mostrando os grupos de interesses que há quatro décadas mandam na política e na economia. Os grupos que destruíram grandes empresas, como a PT, e deixaram buracos gigantescos na Banca.

Olhemos a verdade de frente: Portugal tem um grave problema de corrupção.

Mais de quatro décadas depois da viragem democrática, pouco mudou na eficácia do combate à corrupção e aos crimes económicos a ela associados. Nas mais de quatro décadas de democracia, vários membros da chamada elite – de políticos a governantes, passando por banqueiros, advogados e empresários – têm feito fortunas com a incapacidade do país para punir os criminosos. Apesar disso, Portugal vai ignorando mais de 70% das recomendações da União Europeia para combater a corrupção. Porquê?

De onde nasce a corrupção? O que lhe permite alastrar-se como fogo-posto? Porque continuam impunes muitos dos seus mais vis protagonistas?

E como podemos nós, cidadãos comuns, lutar para travar esta epidemia?

Isso é o que veremos neste livro.


NÃO PRÁTICO — ENSAIO & ATUALIDADE (4)

A Ditadura da Felicidade
A Ditadura da Felicidade | © Temas e Debates

‘A DITADURA DA FELICIDADE — COMO A CIÊNCIA DA FELICIDADE CONTROLA AS NOSSAS VIDAS’, de Edgar Cabanas e Eva Illouz (Círculo de Leitores)

Sinopse Oficial: A indústria da felicidade, que movimenta milhões de euros, garante transformar os indivíduos em pessoas capazes de dominarem os seus sentimentos negativos, e de tirarem o melhor partido de si próprias por meio do controlo completo dos desejos improdutivos e dos pensamentos derrotistas.

Porém, não estaremos perante um novo ardil que visa convencer-nos, uma vez mais, de que a riqueza e a pobreza, o êxito e o falhanço, a saúde e a doença são única e exclusivamente da nossa responsabilidade? E se o propósito da chamada «ciência da felicidade» for a criação de um modelo social individualista que renega qualquer ideia de comunidade?


NÃO PRÁTICO — ENSAIO & ATUALIDADE (5)

O Homem Revoltado
O Homem Revoltado | © Livros do Brasil

‘O HOMEM REVOLTADO’, de Albert Camus (Livros do Brasil)

Sinopse Oficial: Escrito por um dos mais influentes pensadores do século xx, O Homem Revoltado é um ensaio em torno de dois conceitos-chave na obra de Albert Camus: o absurdo e a revolta. O impulso para a revolução é, para Camus, uma das dimensões essenciais do ser humano, expressa não só a nível individual, na constante luta do homem com a sua existência, mas também coletivo, nas sucessivas rebeliões populares contra a ordem instituída. Contudo, e pondo-se do lado da liberdade humana e da defesa da dignidade, o autor faz um apelo à reflexão – sobre as consequências da revolta, sobre os riscos da tirania, sobre as lições que se impõem no pós-Segunda Guerra Mundial. Eloquente, apaixonado, polémico, este texto abalou o panorama cultural francês assim que foi revelado em 1951 e, duramente criticado por Jean-Paul Sartre, acabaria com a amizade entre os dois autores.


FAMILIAR & BAMBINO (1)

Greta Thunberg - Uma História Incrível
Greta Thunberg – Uma História Incrível | © Booksmile

‘GRETA THUNBERG — UMA HISTÓRIA INCRÍVEL’, de Valentina Giannella (Booksmile)

Sinopse Oficial: O que são as alterações climáticas?  Quais são as suas consequências?  Quem é a Greta Thunberg e como é que mobilizou milhões de jovens em todo o mundo a lutarem por um planeta mais verde?

Quando Greta se sentou sozinha em frente ao parlamento sueco em protesto pela inação do governo na luta contra as alterações climáticas, nada fazia crer que esse gesto viesse a ter o impacto que teve.

Greta tornou-se uma inspiração para milhões de crianças, jovens e, até, adultos. A mensagem era clara: A nossa casa está a arder e não podemos esperar mais para agir!

Neste livro, com capítulos curtos, linguagem acessível e direta, dados concretos e ilustrações magníficas, vais encontrar informação sobre o estado atual do planeta, as consequências das alterações climáticas, o que é que os governos podem fazer para as deter e conhecer os fundamentos em que se baseia o aviso sério de Greta e dos cientistas: É preciso agir, não daqui a dez anos, mas já!

Contém também ideias essenciais sobre aquilo que podes fazer para lutares, com preparação e determinação, seguindo os valores que norteiam a construção de uma nova Nação Verde: ciência, justiça e compromisso!

«Fazer alguma coisa, ficar com raiva e transformar essa raiva em ação
Greta Thunberg


FAMILIAR & BAMBINO (2)

Ei, Avozão!
Ei, Avozão! | © Edições ASA

‘EI, AVOZÃO!’, de Kathryn Durst(il.) & Paul McCartney (Edições ASA)

Sinopse Oficial: O Avozão é um intrépido explorador sempre pronto para incríveis aventuras com os netos!

Com um pouco de magia, este avô leva os netos, a quem chama Porreiraços, numa empolgante viagem pelo mundo fora.

Vive com eles peripécias inesquecíveis e trá-los de volta, sãos e salvos, a tempo de irem para a cama!


FAMILIAR & BAMBINO (3)

Mulheres — 50 Histórias incríveis que mudaram o mundo
Mulheres — 50 Histórias incríveis que mudaram o mundo | © Editora Minotauro

‘MULHERES — 50 HISTÓRIAS QUE MUDARAM O MUNDO’, de Katherine Halligan (Editora Minotauro)

Sinopse Oficial: Esta é uma história sobre líderes corajosas, artistas talentosas, cientistas dedicadas, professoras empenhadas e grandes empreendedoras. É a história de mulheres e raparigas que enfrentaram com coragem diversos desafios, ultrapassaram dificuldades e perigos; muitas sacrificaram mesmo as suas vidas para seguir os seus sonhos e tornar o mundo um lugar melhor.


FAMILIAR & BAMBINO (4)

Sou do Tamanho do Que Vejo - Antologia de Poesia
Sou do Tamanho do Que Vejo – Antologia de Poesia | © Fábula

‘SOU DO TAMANHO DO QUE VEJO — ANTOLOGIA DE POESIA’, de Fernando Pessoa (Fábula)

Sinopse Oficial: Poemas de Fernando (que era mais do que uma) Pessoa. Fernando Pessoa é uma das personalidades fundamentais da Literatura Portuguesa. Os mais jovens ouvem o seu nome e deparam-se desde cedo com a sua imagem, mas é comum só conhecerem os textos que ele escreveu quando têm de os estudar na escola.

E se ler é maçada, estudar é nada, este livro, ilustrado pelo talentoso Jaime Ferraz, pretende justamente revelar-lhes o poeta e mostrar-lhes como é bom ler só por prazer.

No seu texto introdutório, a escritora Carla Maia de Almeida apresenta-nos este homem complexo e misterioso, cuja obra é hoje conhecida e admirada em todo o mundo. Edição especial com encadernação em capa dura.


FAMILIAR & BAMBINO (5)

A Bela e o Monstro - Histórias do Avesso
A Bela e o Monstro – Histórias do Avesso | © Dom Quixote

‘A BELA E O MONSTRO — HISTÓRIAS DO AVESSO’, de Liz Braswell (Dom Quixote)

Sinopse Oficial: Bela é uma série de coisas, entre elas, esperta, desembaraçada e irrequieta. Anseia por deixar a aldeia provinciana onde vive. Deseja explorar o mundo, apesar da relutância do pai em abandonar a pequena casa, não vá a mãe de Bela (da qual poucas recordações ela guarda) voltar.

Acontece também que Bela é prisioneira de um monstro terrível e irascível. E essa é a sua principal preocupação. No entanto, quando Bela toca na rosa encantada do Monstro, o seu cérebro é inundado por imagens intrigantes: imagens da mãe, que ela acreditara que não voltaria a ver.

Mais estranho ainda, Bela descobre que a sua mãe é a bela Feiticeira que amaldiçoou o Monstro, o castelo dele e todos os seus habitantes. Chocada e baralhada, Bela terá de juntar esforços com o Monstro para deslindar um mistério sombrio com duas décadas acerca das respetivas famílias.


FAMILIAR & BAMBINO (6)

Parabéns, Elmer!
Parabéns, Elmer! | © Nuvem de Letras

‘PARABÉNS, ELMER!’, de David McKee (Nuvem de Letras)

Sinopse Oficial: Parabéns, Elmer! O nosso elefante às cores completa este ano 30 primaveras! Mas porque é que os outros elefantes não lhe querem dar os parabéns?

Os elefantes decidem que, desta vez, vão ser eles a pregar uma partida ao Elmer e avisam todos os animais para só lhe darem os parabéns no final do seu dia de aniversário. Mas nem tudo corre como planeado… Os elefantes deviam ter dado ouvidos aos outros amigos do Elmer!


REEDIÇÕES (1)

O Vento Assobiando nas Gruas
O Vento Assobiando nas Gruas | © Dom Quixote

‘O VENTO ASSOBIANDO NAS GRUAS’, de Lídia Jorge (D. Quixote)

Sinopse Oficial: O Vento Assobiando nas Gruas é um livro ancorado sobre dois mundos – um mundo contemporâneo, envolvido com a transformação acelerada da Terra, movido pelo instinto selvagem de futuro, e um outro mais antigo, onde a história de uma velha fábrica se cruza com a sorte de uma família numerosa, recém-chegada de África.

Dois mundos, à primeira vista irreconciliáveis, e no entanto, a aproximá-los, por obra do acaso, caminha desde a primeira página a figura de Milene Leandro, a rapariga singular, para quem tudo nasce pela primeira vez, e que, na simplicidade do seu juízo, acabará por obrigar os outros à revelação de si mesmos.

Figura central, é precisamente através das mãos de Milene que o leitor entra na primeira página, e é ainda com ela que encerra a última, depois de ter conhecido a suas expensas o caso de um amor, de um crime e de um silêncio para sempre selado.

Por isso mesmo, o seu olhar desprevenido sobre a vida, o bem e o mal, assim como a avaliação que faz deste mundo, constituem a verdadeira matéria orgânica que constrói este livro.


REEDIÇÕES (2)

Encontra-me em Itália
Encontra-me em Itália | © Quinta Essência

‘ENCONTRA-ME EM ITÁLIA’, de Elizabeth Adler (Quinta Essência)

Sinopse Oficial: Este volume inclui os romances: “Casamento em Veneza”, “Viagem a Capri” e “Regresso a Itália”

Casamento em Veneza
Precious Rafferty está a planear o seu casamento em Veneza. Em Xangai, Lily Song, guarda um segredo que as une irremediavelmente. E no dia em que Lily alerta Precious para os perigos que a rodeiam, o mundo delas muda. Precious terá de escapar da teia de perigo e sedução em que se envolveu, antes de voltar a confiar o seu coração… e a sua vida.

Viagem a Capri
Quando o magnata Sir Robert Waldo Hardwick morre, deixa uma carta em que nomeia seis possíveis responsáveis. Daisy Keane e o investigador Harry Montana reúnem os suspeitos num cruzeiro pelo Mediterrâneo. Nenhum deles conhece a razão por trás do convite…

Regresso a Itália
Lamour Harrington descobre um segredo terrível sobre o marido, falecido há dois anos. Abalada, decide que está na altura de regressar à casa onde viveu a sua infância. Mas aí vai deparar-se com novas revelações sobre outro homem que amou: o pai. Dividida entre dois homens misteriosos e irresistíveis, Lamour descobre que o passado tem formas de reaparecer quando menos se espera…


REEDIÇÕES (3)

Um Refúgio Para a Vida
Um Refúgio Para a Vida | © Edições ASA

‘UM REFÚGIO PARA A VIDA’, de Nicholas Sparks (Edições ASA)

Sinopse Oficial: A chegada de Katie a Southport, uma pitoresca cidade na Carolina do Norte, vem envolta numa aura de mistério. Jovem e atraente, ela procura o anonimato e evita quaisquer laços afetivos. Mas aquela comunidade pequena e calorosa conquista-a e Katie dá por si com dois amigos inesperados: Alex, um jovem viúvo com um coração grande e dois filhos pequenos; e Jo, a sua vizinha franca e bondosa.

Pela primeira vez em muito tempo, sente-se segura e suficientemente forte para sonhar com o futuro. E nesse sonho, Alex está cada vez mais presente.

Mas apesar de o amor entre ambos encerrar uma promessa de eternidade, Katie debate-se com um paralisante segredo. O seu passado ainda a persegue, ameaçando de morte a segurança que pensou ter encontrado em Southport. Com o apoio incondicional de Jo, Katie percebe que terá de fazer uma escolha decisiva.

Chegou o momento de optar entre uma vida de segurança temporária e outra mais arriscada mas infinitamente mais recompensadora… porque nos momentos mais sombrios, o amor é o único e derradeiro refúgio.

“Um Refúgio para a Vida” é um dos romances mais queridos de Nicholas Sparks, tendo sido adaptado para o grande ecrã por Lässe Hallstrom em 2013 e protagonizado por Julianne Hough e Josh Duhamel.


REEDIÇÕES (4)

A Outra Margem do Mar
A Outra Margem do Mar | © Dom Quixote

‘A OUTRA MARGEM DO MAR’, de António Lobo Antunes (Dom Quixote)

Sinopse Oficial: “A Outra Margem do Mar” recupera o início da sublevação na Baixa do Cassanje, em Angola.

O romance recai, assim, nos incidentes ocorridos antes da guerra colonial, quando grandes plantações de algodão começaram a ser incendiadas, acontecimentos que foram fulcrais para o desenrolar do conflito.


REEDIÇÕES (5)

O Rapaz do Rio
O Rapaz do Rio | © Editorial Presença

‘O RAPAZ DO RIO’, de Tim Bowler (Editorial Presença)

Sinopse Oficial: Jess é uma nadadora exímia e dedicada, e está à procura de um desafio único para testar a sua resistência. Mas quando o seu adorado avô, um artista irascível, sofre um ataque cardíaco, ela concentra toda a sua energia em cuidar dele.

Embora bastante debilitado, o avô quer que toda a família vá de férias para a sua terra natal. Lá, Jess encontra um rio que é perfeito para nadar, o mesmo que serve de inspiração à pintura mais recente do seu avô, intitulada O Rapaz do Rio. À medida que a imagem sombria de um rapaz toma forma na tela, Jess conhece um jovem misterioso que parece ser capaz de nadar tão bem quanto ela. Será que Jess descobrirá quem é o rapaz do rio? E como irá ela superar a perda daquele avô tão querido? Como irá descobrir-se a si própria, ela, a nadadora que o rio desafiava com a ambiguidade fugidia dos sonhos?

O Rapaz do Rio foi agraciado com o prémio Carnegie Medal em 1998.

Quais são os teus livros a não perder em setembro?

[tps_footer]

Lê Também:   Os 25 livros YA que tens de ler antes da adaptação ao cinema

[/tps_footer]

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *