"Os Vingadores" | © Marvel Studios

Marvel Cinematic Universe | Os maiores escândalos

1 de 12

O Marvel Cinematic Universe, ou MCU, é a franchise de filmes mais bem-sucedida, mas isso não quer dizer que tudo tenha corrido às mil maravilhas.

Estes filmes ganharam louvores críticos, prémios, e aclamação universal da parte dos fãs. Esta série tornou super-heróis não tão conhecidos, como Homem de Ferro e Capitão América, em ícones como Batman e Super-Homem, e tornou vários atores em super-estrelas, como Robert Downey Jr., Tom Holland, Michael B. Jordan, e muitos outros.

Contudo, com uma franchise que dura à 10 anos, o MCU não tem sido muito afetado com escândalos que podem ser associados a projetos de Hollywood deste tamanho. Nenhum realizador foi acusado de assédio sexual, nenhum ator saiu o projeto, e nenhum dos filmes foi um desastre de bilheteira. No entanto, isso não significa que correu tudo bem. O estúdio sofreu algumas controvérsias que irritaram fãs, atores, e mais. Desde realizadores perturbados, a teorias da conspiração malucas, estes são os escândalos a atingir os filmes Marvel Studios.

Muitos destes incidentes foram causado pela influencia do comité criativo da Marvel Entertainment que controlava a Marvel Studios. Em 2015, Kevin Feige – Presidente da Marvel Studios – pediu a Bob Iger – CEO da Walt Disney Company – que desmantelasse o comité de forma a tornar os estúdios independentes.

Lidar com Realizadores

edgar wright marvel
Edgar Wright e Martin Freeman

A Marvel Studios faz filmes fantásticos, mas pode-se dizer que são muito similares. Claro que de vez em quando, um realizador põe o seu próprio ‘spin’ no filme, mas na maioria das vezes a Marvel Studios tem o seu próprio estilo. No entanto, se algum realizador vê as coisas de maneira diferente pode não ficar por muito tempo.

O MCU esteve envolvido em brigas públicas com realizadores de alto perfil. Mais recentemente, Ava DuVernay afastou-se de “Black Panther”, dizendo que não aceitou fazer o filme pois não seria um filme dela. Patty Jenkins também teve os seus problemas ao lidar com a Marvel. Ela foi contratada para fazer “Thor: O Mundo das Trevas”, mas passados dois meses tomou a decisão de deixar o projeto, pois o estúdio não estava interessado na história que Jenkins queria contar.

No entanto, talvez o mais infame exemplo da Marvel e um realizador em colisão foi a triste história de Edgar Wright. O realizador britânico estava ligado a “Homem-Formiga” desde 2006, mas Wright explicou que ele queria fazer um filme da Marvel, mas a Marvel não queria fazer um filme de Edgar Wright. Depois do estúdio ter optado por re-escrever o filme sem o realizador, Wright saiu em 2014.

1 de 12

Ana Inês Carvalho

Licenciada em História de Arte. Viciada em filmes e música, em especial k-pop, e também wrestling.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *