©Hulu

M.O.D.O.K | Segundo episódio em análise

Navegámos a toda a velocidade no segundo episódio de “M.O.D.O.K” que nos leva para universos paralelos e realidades alternativas!

Agora que finalmente podemos falar abertamente e sem spoilers do que aconteceu no primeiro episódio, vou dizer duas coisas: O M.O.D.O.K (Patton Oswalt) não merece a Jodie (Aimee Garcia) e como sempre o “cool guy” revela ser ainda mais vilão do que o próprio antagonista. Algo que eu previ imediatamente mal o vi descer do helicóptero com aquele ar inocente, mas com demasiada informação sobre a A.I.M e as suas dificuldades financeiras. Mas nada disso agora interessa, até porque a Jodie quer o divórcio e eu estou com ela nessa decisão!

SUBSCREVE JÁ A DISNEY+

E agora, como vai ficar M.O.D.O.K depois de perder a sua empresa e, supostamente, a família? Obviamente, no mesmo local que o encontrámos desde o início. Com a sua sede de vingança e completamente centrado em continuar a ser o mau da fita, ele tem as suas prioridades bem definidas:

1- Matar o Austin (Beck Bennett);

2- Reatar a relação com a Jodie;

3- Tornar-se num colecionador de carros antigos.

Lê Também:
Calendário de todas as adaptações de Comic Books na TV

E toda a trama deste episódio se desenvolve nas peripécias que colocam as prioridades um e dois em constante movimento. Ora encontra uma forma de anular o contrato e mantém o número um no pódio, ora tem que regressar a casa para empacotar as coisas e mudar-se para o seu novo apartamento de solteiro e subitamente a relação ocupa o primeiro lugar. As indecisões de M.O.D.O.K entre o que o coração e o cérebro quer são constantes, vendo-se muitas vezes entre a espada e a parede, mas sem descurar dos problemas constantes que encontra pelo caminho e que nos fazem soltar a tal gargalhada fácil que nos mantém colados ao ecrã. Nesta nova fase da sua vida, vemos o nosso protagonista a organizar esquemas rebuscados para conseguir o melhor dos dois mundos, mesmo que isso signifique viajar numa máquina do tempo. O que é certo e fica mais do que óbvio neste episódio é que ele tem tanto jeito para relações como o Sheldon de “A Teoria do Big Bang”.

M.O.D.O.K
©Hulu

Este tipo de aventuras podem ser perigosas e são. Mais uma vez se comprova durante os 20 minutos que não devemos mexer com a linha do tempo e espaço, porque o que vamos encontrar e o resultado disso podem muito bem ser catastróficos. Nunca sabemos com quem nos podemos cruzar e posso dizer que terão uma boa surpresa neste campo. Mesmo que possa parecer um acaso inocente, a pergunta paira no ar: será que os maiores problemas que M.O.D.O.K tem no presente foram criados por ele próprio? É isso que iremos continuar a descobrir nesta produção transmitida todas as semanas pela Disney+ Portugal e é engraçado ver como ele, mesmo com o seu mundo inteiro a desabar e num apartamento minúsculo, continua com uma vontade de dominar o mundo inabalável!

IMAGEM | NÃO TE ESQUEÇAS DE SEGUIR “M.O.D.O.K”, TODAS AS SEMANAS NA DISNEY+

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Disney+ Portugal (@disneypluspt)

Este episódio estará disponível dia 28 de maio, em exclusivo na Disney +.

Filipa Carvalho

Metade humana, metade geek, tudo culpa do meu avô que todas as semanas, à segunda-feira, me levava ao cinema à sessão da tarde no Fonte Nova. Depois vieram os vizinhos com as NES e as DreamCasts e o bichinho continuou. Adoro uma boa série de comédia que me faça rir, um filme de terror que me deixe assombrada para o resto do dia e um jogo que me tire o sono. Também faço Gameplays no YT e desabafo no Twitter onde... bem.... o que dizer? Vocês conhecem como funciona o Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *