"o28" captura a atmosfera lisboeta a partir de um elétrico descontrolado | ©MONSTRA

MONSTRA ’21 | Best of Anima Bruxelas 2020, em análise

A MONSTRA 2021 recebe a Bélgica como o seu país convidado. Depois de na primeira sexta-feira do festival ter proporcionado a imperdível sessão “Best of 40 Anos Anima Bruxelas”, o dia seguinte (24) recebeu os grandes destaques de programação do festival Anima em 2020. 

O Festival Anima, o qual acontece anualmente em Bruxelas, celebra em 2022 a sua 41ª edição. Em 2020, a pandemia de COVID-19 forçou a concretização de um evento exclusivamente online.

Por isso, nesta sessão apresentada pela co-diretora do Anima, Karin Vandenrydt, a equipa do festival teve, por fim, a hipótese de apresentar no grande ecrã a sua seleção de obras prediletas que integraram a 40ª edição do certame. Vimos os 10 filmes apresentados e deixamos as nossas impressões relativamente a esta seleção diversificada em estilos de animação, países de proveniência e temáticas!

1 de 10

THE BEAUTY (ALEMANHA, 2019, 4′) 

MONSTRA 2021 Best of Anima 2020
©MONSTRA

De: Pascal Schelbli

E se o plástico pudesse ser integrado na vida marinha? “The Beauty” é uma viagem poética através dos oceanos, simultaneamente deslumbrantes e imundos.

Pascal Schelbli cria aqui uma peça poderosa que, em apenas 4 minutos, é capaz de dizer tanto ou mais acerca do problema da poluição dos oceanos quanto algumas longas-metragens documentais de duas horas.

A fusão do plástico e da sujidade no próprio ecossistema é sugerida, de forma inteligente, quase como uma forma de metamorfose. A adaptação necessária à sobrevivência e preservação das espécies.

Com efeitos especiais de elevada qualidade,  uma fotografia subaquática detalhadíssima e um narrador imponente, “The Beauty” faz-nos mergulhar num mundo inteiramente distinto. É essa a magia da obra de Schelbli, mostrar mais do que, nas suas próprias palavras: “outro ventre lúgubre cheio de sacos de plástico”.

Todas as chamadas de atenção são bem-vindas. A de Pascal Schelbli mune-se de um ponto de vista muito peculiar nesta MONSTRA 2021. Esta memorável, poética e reflexiva curta-metragem encontra-se disponível no website oficial do realizador Pascal Schelbli .

Classificação: 90/100

1 de 10

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Maggie Silva has 349 posts and counting. See all posts by Maggie Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *