©Gil Alkabetz - Sweet Home Studio - Animated Films and Illustrations

MONSTRA ’21 | Best of 40 Anos Anima Bruxelas, em análise

A MONSTRA – Festival de Animação de Lisboa regressa à capital entre 21 de julho e 1 de agosto. Este ano o evento está de parabéns! Celebra os seus 20 anos com uma homenagem ao cinema de animação belga e aos seus festivais. Estivemos presentes na sessão “Best of 40 Anos Anima Bruxelas”, testemunhando uma curadoria rica por parte da direção do evento aqui ovacionado. 

Lê Também:
MONSTRA ’21 | Passatempo MHD

A vasta maioria dos festivais de cinema precisou de se adaptar ao “novo normal” para sobreviver. A MONSTRA não foi exceção, oferecendo diversas soluções inteligentes. Em 2020 mudou-se de armas e bagagens para o online com a “MONSTRA EM CASA”. Em 2021, por volta da sua altura habitual de realização, março/abril, presenteou-nos com uma programação de luxo em antecipação do evento físico com a “Monstra na FILMIN”.

Agora, o evento regressa finalmente ao calor das salas de cinema com uma edição comemorativa especial que, para além de trazer de volta as Competições de Curtas, Curtíssimas, Estudantes , Portuguesas e Longas Metragens, apresenta diversas estreias em primeira mão, workshops, programas especiais recorrentes como homenagem ao Japão ou programação erótica “Triple X“. Adicionalmente,  introduz em 2021 a Bélgica como o país convidado.

É precisamente no âmbito desta celebração do país convidado Bélgica que encontramos a sessão “Best of 40 Anos Anima Bruxelas”. A Monstra ’21 arrancou no dia 21, quarta-feira, com uma única sessão, a antestreia de ” Bigfoot em Família”. No dia seguinte o Cinema São Jorge recebeu a cerimónia de abertura e eis que dia 23 de julho, sexta-feira, marcou o primeiro dia de programação completa. Aqui se arranca com a homenagem ao país convidado.

1 de 11

BEST OF 40 ANOS ANIMA BRUXELAS – 40 ANOS DA MELHOR ANIMAÇÃO INTERNACIONAL 

MONSTRA 21 Anima Brussels
©MONSTRA/ Anima

O primeiro fim de semana, ainda sem exibições competitivas, foca as suas sessões de cinema na homenagem ao país convidado. A 23 de julho escolhemos assistir à sessão “Best of 40 Anos Anima Bruxelas”, a qual celebra não só o cinema deste país mas acima de tudo a tradição cinematográfica que o Anima recebeu ao longo de 40 anos de realização (os quais se assinalaram precisamente em 2021).

O Anima – Brussels Animation Film Festival – procedeu à curadoria de uma sessão bastante completa, procurando, nas palavras da programadora e co-diretoraKarin Vandenrydt, presente para apresentar a sessão, fazer representar os realizadores que mais tocaram o coração e ficaram na memória da organização do Festival. Para Karin seria impossível, em 70 minutos, sumariar 40 anos de exibição fílmica. Na nossa opinião conseguiu fazê-lo com sucesso , nesta sessão que merecia, sem dúvida, ter tido casa cheia. Mais que a história de um Festival, aqui traçou-se uma jornada pela animação dos anos 1980 até agora.

Apresentamos, de seguida, uma breve análise das 10 curtas exibidas! 

1 de 11

Maggie Silva

Comunicadora de profissão e por natureza. Dependente de cultura pop, cinema indie e vítima da incessante necessidade de descobrir novas paixões. Campeã suprema do binge watch, sempre disposta a partilhar dois dedos de conversa sobre o último fenómeno a atacar o pequeno ou grande ecrã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *