Moon Knight ©Marvel Studios 2022. All Rights Reserved.

Moon Knight | À conversa com Andrew Droz Palermo

Andrew Droz Palermo é director de fotografia e estreou-se na MCU com “Moon Knight”. E a Magazine.HD não perdeu a oportunidade de uma pequena conversa sobre o seu trabalho em dois episódios da primeira temporada.

Depois da Marvel Studios se ter aventurado nas séries de televisão com “WandaVision“, “Falcon and the Winter Soldier” e “Loki“, “Moon Knight” é a primeira série original a colocar em destaque um novo super herói. Sem nunca ter sido mencionado nos filmes que chegaram ao cinema, Moon Knight é o alter ego de Marc Spector/Steven Grant. Um super-herói diferente, carrega com ele toda uma história antiga ao introduzir a mitologia egípcia na MCU.

Marvel
Moon Knight é o novo protagonista da MCU na Disney+ ©2022 Marvel Studios. All Rights Reserved.

Moon Knight, ou Cavaleiro da Lua, é um alter ego de Marc Spector, um ex-agente da CIA que se torna mercenário. Quando atraiçoado por um colega, num templo do Egipto que albergava a alma do deus egípcio Khonshu, este vê-se a braços dados com um ser mitológico que o usa como avatar e ferramenta de justiça.

Nesta sua primeira aparição na televisão, Moon Knight é nos apresentado através de uma mini-série com seis episódios. Dotada de tecnologia que permite vislumbrar momentos género filme, e com detalhes tão cuidados como cenas onde vemos Oscar Isaac em dose dupla, a série é uma interessante adição à MCU.

SUBSCREVE JÁ À DISNEY+

Assim, aproveitando que a série está quase perto do final, a Magazine.HD não quis perder a oportunidade de “dois dedos” de conversa com Andrew Droz Palermo. Director de fotografia, argumentista e também realizador, Andrew trabalhou recentemente em “A Lenda do Cavaleiro Verde“. Agora, estreia-se no universo da Marvel como Director de Fotografia, tendo sido o responsável pelos episódios 2 e 4.

Descobre um pouco mais sobre o que Andrew Droz Palermo teve a dizer sobre a sua entrada na MCU e a sua relação com a série.

Marvel
Andrew Droz Palermo foi um dos directores de fotografia da série, e responsável por momentos como este, onde o reflexo é chave para a cena inteira ©2022 Marvel Studios. All Rights Reserved.

MHD: Andrew, este não é o primeiro projecto televisivo mas é o primeiro com a Marvel. Como é que foi entrar na MCU através de uma série em vez de um grande filme?

Andrew Droz Palermo: Oh, foi fantástico trabalhar na série [Moon Knight]. A Marvel apoia-nos muito, enquanto artistas, e deixa-nos ‘navegar o navio’ no que diz respeito à forma como queremos transmitir a imagem da série, como é que ela deve ser sentida. Eles confiam muito. E também tivemos um grande líder em Grant Curtis [produtor executivo] e realizadores fantásticos, o Justin [Benson], o Aaron [Moorhead] e o Mohamed Diab. Foi um local divertido para brincar. Tivemos muitos recursos para levar as ideias até ao ecrã. Foi uma experiência espectacular.

Lê Também:
Moon Knight | Conhece as personagens

MHD: Se olharmos com atenção para todos os episódios de “Moon Knight”, percebemos que há muito trabalho envolvido no que diz respeito a reflexos. Nomeadamente entre as personagens de Marc Spector e Steven Grant. Quão difícil foi trabalhar com este tipo de situações?

Andrew Droz Palermo: É incrivelmente difícil, um desafio técnico sem dúvida. Cada vez que um reflexo aparecia no guião nós tínhamos de ler e perceber como é que o iríamos fazer na série. Como é que queríamos que ele aparecesse, e se iriamos manter a ideia ou se iriamos querer algo diferente da última cena do género. E a motivação para existir uma superfície reflectora na cena; porque é que havia uma superfície desse género. Algumas dessas questões e aspectos foram incrivelmente difíceis.

Nós vimos outras séries e filmes onde existem pessoas a falar com elas mesmo, ou existe um espécie de duplos. Mas é a forma como o fazemos [a filmagem] que torna tudo mais interessante e dinâmico. A maneira mais fácil é fazer uma filmagem focada, onde colocamos o Oscar [Isaac] num lado do frame, ele fala com ele mesmo, e depois mudamo-lo para o outro lado e fazemos o mesmo. No fim é só juntar as duas metades… Mas o que torna tudo mais interessante é quando conseguimos que a câmara se mova, e se torne dinâmica de um modo que mostre que podem ser duas pessoas reais, numa divisão, a falarem consigo mesmas. Foi divertido darmos largas à imaginação e arranjar novas formas de filmar essas cenas.

Marvel
Os reflexos são sempre momentos-chave em “Moon Knight” ©2022 Marvel Studios. All Rights Reserved.

MHD: Moon Knight é diferente do que temos visto no universo Marvel. Onde é que foi buscar a inspiração para que esta visão se enquadrasse no universo? A alguma série ou filme?

Andrew Droz Palermo: Para mim foi muito aos livros de banda desenhada. Encontrei muita inspiração nas imagens dos livros. E eu tento sempre trazer um pouco de mim a todos os projectos em que trabalho, e tento pensar nas coisas pela perspectiva das personagens. E isso traz um pouco de humanidade a tudo.

Aqui procurei pensar no que Steven ou Marc estariam a passar, e espero que se tenha traduzido num pouco de intimidade assim como experiências que se sintam reais num mundo que é enorme. Afinal de contas existem deuses, e há magia e todo este universo… Mas no final, a história é sobre a experiência de uma pessoa e a sua jornada.

MHD: Quão divertido foi filmar as cenas finais do episódio 4? Porque existe um grande contraste em relação ao que vimos nos três primeiros episódios e até na primeira parte do episódio.

Moon Knight
O quarto episódio da série muda o ritmo e a própria estética da série, colocando em contraste dois cenários completamente diferentes, seja para as personagens como para o espectador | Foto de Gabor Kotschy, ©Marvel Studios 2022. All Rights Reserved.

Andrew Droz Palermo: Foi super divertido filmar o episódio 4, especialmente por haverem tantas coisas diferentes a acontecer. Desde estar no interior dos túmulos, filmar uma série dentro de uma série, e em último lugar a instituição. É muito divertido trabalhar em algo que tem um caminho único durante muito tempo, e depois de repente trocar de ideias e rumo e fazer algo totalmente diferente. Mas ao mesmo tempo queremos que se sinta que é o mesmo mundo, por isso é um desafio fazer com que tudo seja consistente de certa forma. E aqui conseguimos mesmo um contraste: um mundo muito escuro, quase como de terror, e outro muito claro, branco e cheio de luz; e foi bastante divertido ver também a personagem [de Marc Spector/Steven Grant] sofrer essa alteração de rumo.

Eu sabia que o episódio 4 seria algo muito excitante para os fãs e eu pelo menos estou muito feliz por ter estado a participar na gravação do mesmo.

TRAILER | MOON KNIGHT JÁ ESTÁ NA DISNEY+

Estás a acompanhar as séries da Marvel Studios? Qual a tua favorita até ao momento?

Marta Kong Nunes

Fanática de cinema e séries por pura paixão, sou da geração Disney mas também das Tartarugas Ninjas, Motoratos e afins. Já passei pela obsessão de vários géneros de cinema e apesar de me considerar eclética, nada me tira o gozo de um bom filme de acção (por muito irrealista que seja). Séries também se devoram por cá, mas a magia de um filme, será sempre a magia de um filme!

Marta Kong Nunes has 2446 posts and counting. See all posts by Marta Kong Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.