© Pedro Sadio / RTP

Pôr do Sol | Jesus Quisto esgotaram o Teatro Maria Matos duas vezes

A série da RTP, Pôr do Sol, deu-nos a conhecer uma das bandas mais icónicas da televisão portuguesa, os Jesus Quisto. A afluência superou as expectativas, e houve duas sessões.

Em 2021, a RTP estreava uma série televisiva fora do comum. A partir das típicas premissas das novelas portuguesas, “Pôr do Sol” seguia o mesmo género de acontecimentos, mas com muita comédia à mistura. Da série surgiram várias frases que ainda hoje circulam nas conversas do dia-a-dia, como por exemplo, “Saia daqui! Não aguento mais esse seu cheiro a IC19.”. A nova temporada de “Pôr-do-Sol” estreou no dia 8 de Agosto, na RTP. Assim sendo, começaram a surgir novas frases, mas há um conjunto que alcançou sucesso fora da série.

Lê Também:
Pôr do Sol, série portuguesa chega à Netflix

Nesse sentido, os Jesus Quisto, compostos por Madalena Almeida (Vera), André Pardal (Jimmy), Cristovão Campos (Diogo) e Mafalda Marafusta (Beta) foram actuar no Teatro Maria Matos, em Lisboa. Nem todos os fãs da série acreditaram no anúncio do concerto, na sexta-feira passada. Mas de facto aconteceu, e superou todas as expectativas, dado que a afluência obrigou à realização de um segundo concerto, para satisfazer todos que se deslocaram ao local. Apesar de faltarem duas horas para o início do concerto, os fãs da série e da banda começaram a formar fila para o concerto gratuito.

As portas abriram meia hora antes da hora marcada, e em menos de dez minutos, o Teatro Maria Matos já estava cheio. A banda ainda não tinha subido a palco, mas as pessoas já gritavam pela banda, e cantavam um dos seus maiores êxitos, “Beavers in loves”. Assim sendo, Manuel Pureza, realizador e um dos criadores de “Pôr do Sol”, subiu ao palco para agradecer ao público, e explicou, que dado à afluência, iria se realizar um segundo concerto logo de seguida. Sem mais demoras, a banda entrou em palco com um público ao rubro.

Ambos os concertos seguiram a mesma linha de acontecimentos, assim como a setlist. Nesse sentido, a primeira música chega da segunda temporada, “Portugals”. O público só queria juntar-se a festa, por isso cantavam em uníssono e batiam palmas ao ritmo da música. O mesmo sucedeu-se nas restantes músicas, de “Childrens” a “Beavers in loves”. Entre as músicas, a banda chamava pessoas ao palco, que eram recebidos com abraços e sorrisos. Além disso, em cada um desses momentos, a banda tirava fotografias com todos.

Lê Também:
RTP prepara adaptação de Madrugada Suja

O melhor momento dos concertos foram as entradas de Diogo Amaral (Lourenço), para cantar o maior sucesso da banda. Sem pedir nada ao público, as pessoas começaram a ligar as lanternas dos telemóveis para balançar ao ritmo da balada. Entre o público, via-se pessoas abraçadas a cantar a música. Após os concertos, grande parte do público ficou para a sessão de autógrafos.

Apesar da curta duração dos concertos, cerca de meia hora cada um, e do concerto ter sido feito inteiramente em playback, a banda de “Pôr do Sol” deu um excelente espetáculo, superando algumas bandas e artistas reais. Quem saía do teatro, tinha um sorriso estampado na cara, ou então, vinha a cantar os maior êxitos dos Jesus Quisto.

TRAILER | REVÊ UMA DAS NOVAS MÚSICAS DOS JESUS QUISTO, DO PÔR DO SOL

Tiveste presente? Gostavas que houvesse mais concertos dos Jesus Quisto? Também acompanhas este sucesso da RTP?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.