Dragon's Lair | © 2010 - Warner Bros. Pictures

Ryan Reynolds pode protagonizar próximo live action da Netflix

Ryan Reynolds encontra-se a negociar com a Netflix o seu papel na adaptação live action do videojogo “Dragon’s Lair”. Sabe todos os pormenores de seguida!

Ryan Reynolds está em negociações para entrar e produzir a adaptação do próximo live action de um videojogo da Netflix, “Dragon’s Lair”. da Netflix ao vivo. O jogo arcade dos anos 80 foi criado por Rick Dyer e Don Bluth e é famoso pelos seus gráficos em estilo de animação ocidental e uma história de décadas disponível em várias plataformas (inicialmente nos videojogos, depois nas bandas desenhadas e na televisão).  A trama seguiu um cavaleiro chamado Dirk, o Ousado, cuja missão é resgatar a princesa Daphne de um dragão do mal chamado Singe e, mais tarde, do mago Mordroc.

Lê Também:
Netflix em Abril | Os Filmes que recomendamos

De acordo com o The Hollywood Reporter, que avançou com a notícia, a Netflix estabeleceu um acordo para recuperar os direitos do jogo após quase um ano de negociações. Dan e Kevin Hageman (conhecidos por “O filme Lego“, “Histórias Assustadoras para Contar no Escuro“)
escreverão o guião, contando já com os produtores Roy Lee, Trevor Engelson, Don Bluth, Gary Goldman e Jon Pomeroy.

“Dragon’s Lair” poderá ser o segundo filme live action de um videojogo de Reynolds, com “Free Guy” sendo o primeiro e com data de estreia prevista para 2 de julho em Portugal (sujeita a mudanças face à pandemia). Paralelamente, “Dragon’s Lair” também pode vir a ser o terceiro acordo de Reynolds com a Netflix depois de “6 Underground” (de Michael Bay) e o próximo filme de ação “Red Notice”. Entretanto, também poderás ver Reynolds como guarda-costas no filme “The Hitman’s Wife’s Bodyguard“, com o Samuel L. Jackson e a Salma Hayek.

Ansioso pelos próximos projetos de Reynolds? Ele tem vários programados para estrear este ano!

Luis Telles do Amaral

Escritor de O Diário da Pandemia, administrador do blogue Para Lá da Kapa e a licenciar-se em Microbiologia. Considero-me um devorador de livros nato e fã assíduo do grande ecrã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *