Frame de anúncio Google Pixel 3

Terrence Malick e Google apresentam “mini” trailer

Terrence Malick faz uma pausa nas longa-metragens para nos apresentar um projeto em conjunto com a Google. Tem menos de dois minutos mas é maravilhoso.

Apesar do trabalho de Malick, como “Música a Música” ou “Cavaleiro de Copas“, nem sempre ter reunido consenso junto da crítica ou do público em geral, o realizador sempre optou por seguir com os seus projetos e apresentar-nos as obras finais.

Atualmente o realizador encontra-se com “Radegund” em mãos, um drama sobre a Segunda Guerra Mundial e que se acredita ser um filme mais estruturado do que é habitual em relação aos seus trabalhos anteriores. O filme será baseado na vida de Franz Jägerstätter (August Diehl), um objetor de consciência austríaco que se recusa a lutar pelos Nazis.

Lê Também:
10 filmes esquecidos pelos Óscares | Cavaleiro de Copas

Com o filme já em fase de pós-produção (previsto estrear ainda este ano), eis que o cineasta opta por surpreender todos e tirar tempo da sua agenda para fazer um anúncio ao Pixel 3, o novo telemóvel da Google.

O realizador, e a sua equipa, recorreram à câmara do Google Pixel 3 para fazer as filmagens, utilizando apenas simples extras para complementar a composição das imagens. A Google refere que foram utilizadas lentes e outros acessórios que estão disponíveis ao público para compra em separado.

O anúncio em si parece um teaser trailer de um projeto do conceituado realizador. Cheio de vida e panos de fundo imersos em cores vivas, ouvimos ao fundo a voz de uma criança num tom misto de declamação de um poema e canção infantil. As imagens complementam-se e transmitem a ideia que em todos os fotogramas está um pequeno pormenor que não podemos perder porque vai conduzir a algo… a algo grande!

Durante o anúncio, ouvimos a canção “Raconte-Moi Histoire” da banda francesa M83 como som de fundo, com uma criança a recitar algo como:

Eu ouvi falar de um sapo. Um sapo pequeno mas muito especial.
Se tocares nele, o teu mundo poderá mudar para sempre.
Azul torna-se vermelho e vermelho torna-se azul.
Nada será o mesmo

ANÚNCIO | A GENIALIDADE DE TERRENCE MALICK ATRAVÉS DE UMA LENTE DE TELEMÓVEL

E agora? Que tal tentar ser Terrence Malick com recurso a um telemóvel?

Marta Kong Nunes

Arquitecta (com um c!) de formação. Coordenadora de profissão. Fanática de cinema e séries por pura paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *