The Crossing

Conhece The Crossing, o novo mistério exclusivo do canal TVSéries

Anunciada como o próximo “LOST”, “The Crossing” é a nova e misteriosa série da ABC sobre um grupo de refugiados oriundos de uma guerra futura.

Tendo em conta as imagens e trailer lançados pela ABC, “The Crossing” parece encaixar no sub-género das séries “pré-apocalípticas”, onde os eventos que tem lugar no tempo presente são um prelúdio para o fim do mundo. Nesta perspectiva, “The Crossing” será, possivelmente, uma mistura de “The 4400” ou “The 100” com “Lost“. Teremos de esperar pelo primeiro episódio para tirar as nossas conclusões.

Lê Também:
As 30 melhores séries para assistires nesta Primavera

“The Crossing” é a história de uma misteriosa travessia que acorda a pacata cidade piscatória de Port Canaan, no estado de Washington. Até ao dia da chegada do relato sobre o corpo de uma menina encontrado numa praia que ninguém visita, todos os dias eram iguais. Quando Jude Ellis (Steve Zahn), o xerife de Port Canaan, se dirige ao local e descobre que a menina está viva, apercebe-se de que ela não é um caso único. Existem centenas de corpos a flutuar nas ondas em direção à costa. No total são 500 corpos, 47 deles sobreviventes, todos com a mesma história: estão a fugir da guerra que decorre naquele local… daí a 150 anos.

The Crossing

Não existem incoerências entre os relatos de todos, mas o que contam parece impossível de ser verdade. Para além da sua misteriosa chegada, os 47 sobreviventes começam a revelar capacidades físicas inimagináveis para o ser humano de 2017. Além disso, um deles acaba por deixar escapar que este grupo de 500 não foi o primeiro a tentar fugir da guerra…

Lê Também:
O melhor dos Canais TVCine e Séries em Abril

Quem serão estas pessoas? De onde vêm? De que fogem? Será que falam a verdade? Descobre as respostas a partir do dia 15 de abril, domingo, às 21h15, em exclusivo no canal TVSéries.

POSTER & TRAILER | PREPARADO PARA DESVENDAR O MISTÉRIO DE THE CROSSING

The Crossing, poster oficial pt

Curioso?

Inês Serra

Cresci a ir ao cinema, filha de pais que iam a sessões duplas...Será genético? Devoro livros e algumas séries. Fã incondicional do fantástico e do sci-fi. Gostaria de viver todos os dias com o mote Spielbergiano - "I dream for a living"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *