Kidman é a malvada Mrs. Coulter em A Bússola Dourada

TOP Interpretações Nicole Kidman | 9. A Bússola Dourada

                   https://www.magazine-hd.com/apps/wp/?p=328888

 

Nicole Kidman já demonstrou ser capaz de incorporar diversas facetas durante as suas atuações e em “A Bússola Dourada”, a atriz expõe uma das suas faces mais tenebrosas, sob a pele da misteriosa vilã, a elegante Mrs Coulter.

Este mundo é baseado no romance “Os Reinos do Norte” do autor Philip Pullman, onde magia e ciência se reúnem. Foi o próprio Pullman que convidou Kidman para o papel vil. De início, a atriz hesitou, recusando o convite. Todavia, Pullman estava decidido e não mediu esforços a envolvê-la no projeto. Mais tarde, após a estreia mundial, o escritor felicitou a atriz, admitindo ser tal e qual a imaginara.

Lê Também:
O Sacrifício de Um Cervo Sagrado, em análise

Encarnando a frívola e manipuladora Mrs Coulter, Kidman apresenta uma personagem inexoravelmente enigmática que representa a face duma burocracia opressiva, insensível e intemporal. Ainda que tal papel tenha a sua beleza, não foge à história labiríntica e controversa de A Bússola Dourada. O filme instiga o público numa demanda por respostas, para no final vir a conhecer pouco mais do que sabia no início. Ora, como é que o espectador se pode interessar por uma batalha, se não sabe o que a despoleta?

Apenas a personagem de Kidman e Lyra, a jovem protagonista, conseguem apresentar algum nível de introspeção e essência, por outras palavras, apresentar uma simples sucessão de sentimentos no decorrer do filme. Todos os outros se centralizam no irrisório fazer das coisas, desempenhando o que precisa de ser feito, mas esquecendo o elementar — o que sentem sobre a situação? O que lhes motiva, a sua força motriz? Infelizmente, somos deixados eternamente no escuro e, com isto, o filme contamina todo o seu potencial, incluindo o da sedutora, ainda que diabólica, Mrs Coulter.

 

                   https://www.magazine-hd.com/apps/wp/?p=328888

Luis Telles do Amaral

Escritor de O Diário da Pandemia, administrador do blogue Para Lá da Kapa e a licenciar-se em Microbiologia. Considero-me um devorador de livros nato e fã assíduo do grande ecrã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *