1917 | © NOS Audiovisuais

1917, de Sam Mendes, já é favorito aos prémios

Sam Mendes pode ter mais um filme de Óscar nas mãos! Descobre as primeiras impressões de 1917, o novo filme épico da Primeira Guerra Mundial.

O próximo filme de Sam Mendes (“Beleza Americana”, “007: Skyfall” e “Revolutionary Road”), “1917”, estreia nos cinemas nacionais apenas a 23 de janeiro de 2020 mas já estreou em território americano e promete fazer furor por todo o mundo. Exibido há cerca de 2 semanas em Nova Iorque e Los Angeles, o filme que acompanha dois jovens soldados britânicos numa missão quase impossível no auge da Primeira Guerra Mundial gerou reacções muito positivas por parte dos críticos.

Para já, apenas com os primeiros screenings do filme, “1917” já é apontado como um dos principais candidatos à próxima temporada de prémios, o que inclui a cobiçada corrida aos Óscares. Alguns dos media mais influentes das críticas cinematográficas não deixam de manifestar o seu interesse e fascínio pelo novo filme. Scott Mendelson, da Forbes, já o considerou um dos melhores filmes do ano, a par de Peter Bradshaw, do The Guardian, que o considera “um filme incrivelmente audacioso” e Peter Debruge da Variety que reforça a audácia do filme e a forma como ele foi realizado com recurso a diversos pontos de vista da câmara e dos planos capturados.

Lê Também:
Segunda Guerra Mundial | Os melhores filmes sobre o conflito

“1917” revisita a tensão da Primeira Guerra Mundial e apresenta-nos George MacKay (“Capitão Fantástico“) e Dean-Charles Chapman (“Guerra dos Tronos“) como o duo protagonista: dois soldados de quem depende a vida de 1600 homens. Um pelotão inteiro caminha para uma armadilha e a missão dos dois soldados é de entregar uma mensagem a cancelar um ataque planeado para o dia seguinte. Ao lado de MacKay e Chapman, o elenco conta com actores como Colin Firth (vencedor de um Óscar por “O Discurso do Rei“), Benedict Cumberbatch (“O Jogo da Imitação”), Mark Strong (“Kingsman: O Círculo Dourado“), Andrew Scott (“007: Spectre”) e Richard Madden (“Bodyguard“).

O filme, para além de já ser o oitavo da carreira de Sam Mendes, marca também a sua estreia como argumentista, em parceria com Krysty Wilson-Cairns (“Penny Dreadful”). E se o nome de Mendes estar na cadeira de realizador já é um bom indicativo para prémios, também a equipa técnica reúne alguns dos nomes mais conhecidos da indústria. A banda sonora é de Thomas Newman, (“Beleza Americana” e “007: Skyfall“, nomeado para 13 Óscares), e a direcção de arte do canadiense Dennis Gassner, vencedor de um Óscar para Melhor Direção de Arte em 1991, com “Bugsy” e nomeado para 5 Óscares, de entre os quais “Blade Runner 2049” e “Caminhos da Floresta“.

TRAILER | 1917 ESTREIA A 23 DE JANEIRO DE 2020

Curiosos com 1917?

Marta Kong Nunes

Arquitecta (com um c!) de formação. Coordenadora de profissão. Fanática de cinema e séries por pura paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *