Harrison Ford, "Indiana Jones, Temple of Doom" | © Lucasfilm

Anthony Powell, figurinista de “Indiana Jones”, faleceu aos 85 anos

Anthony Powell, responsável pelos figurinos de “Indiana Jones”, “Hook” ou “102 Dálmatas” morreu esta semana. Tinha 85 anos.

Vencedor de três Óscares, e nomeado para outros três projectos, Anthony Powell ficará na história de Hollywood como um dos figurinistas mais conceituados e responsáveis por algumas icónicas personagens, como Indiana Jones (Harrison Ford) ou a Cruella de Vil de Glenn Close. Faleceu esta semana, aos 85 anos.

O anúncio, feito pelo colega Scott Traugott via facebook post, confirma que a lendária figura britânica deixou-nos no passado fim-de-semana e que as cerimónias fúnebres irão acontecer de forma íntima e resguardada face às restrições Covid-19 de momento. Anthony Powell não deixa descendentes directos, apenas duas sobrinhas.

Lê Também:
Costume Designers Guild Awards 2021 | Os melhores figurinos do ano

Com uma carreira notável, Powell trabalhou com alguns dos maiores cineastas dos anos 70 e 80, de Steven Spielberg e Roman Polanski, a George Cukor ou William Friedkin. No seu currículo, para além dos trabalhos vencedores “Travels with My Aunt” (1972), “Tess” (1979) e “Death on the Nile” (1978), o figurinista contou com inúmeros trabalhos bastante reconhecidos como “Hook” ou “102 Dálmatas“, também eles nomeados para os prémios da Academia.

Nascido em Manchester, no Reino Unido, Anthony Powell tirou o curso na Central School of Art and Design de Londres e tem no sangue a paixão pelos figurinos (a sua prima é a também conceituada Sandy Powell). O seu primeiro trabalho foi em 1964, na série britânica “Festival”. Desde então, bastaram poucos anos para entrar no cinema, tendo o seu primeiro crédito em “The Royal Hunt of the Sun”, de Irving Lerner, logo seguido de “Papillon”.

Lê Também:
TOP Disney Adaptações Live-Action | 6. 102 Dálmatas

Foi o responsável por criar figurinos inesquecíveis de personagens que se mantém intemporais como Indiana Jones, tendo trabalhado em “Indiana Jones and the Temple of Doom” e “Indiana Jones and the Last Crusade”; para quem não sabe, o novo design do chapéu de Indiana Jones em “Raiders of the Lost Ark” foi inspiração sua também.

No entanto, a carreira não se ficou nas séries e cinema, tendo também conquistado um Tony Award pelo seu trabalho na Broadway. Em “Sunset Boulevard”, de Andrew Lloyd Webber, trabalhou com Glenn Close, criando looks memoráveis, para além dos que já tinham sido apresentados nos filmes live-action de “101 Dálmatas” em 1996.

102 Dálmatas
“102 Dálmatas” valeu uma nomeação aos Óscares a Anthony Powell | © Walt Disney Pictures

O seu último trabalho em Hollywood foi em 2006, no filme “O Mundo Encantado de Beatrix Potter”, com Renee Zellweger como protagonista.

Ainda te recordas destes figurinos de Anthony Powell?

Marta Kong Nunes

Fanática de cinema e séries por pura paixão, sou da geração Disney mas também das Tartarugas Ninjas, Motoratos e afins. Já passei pela obsessão de vários géneros de cinema e apesar de me considerar eclética, nada me tira o gozo de um bom filme de acção (por muito irrealista que seja). Séries também se devoram por cá, mas a magia de um filme, será sempre a magia de um filme!

Marta Kong Nunes has 2328 posts and counting. See all posts by Marta Kong Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.